American Cup 2015


Confira todas as informações sobre a American Cup 2015!

Data

07/03/2015

Local

Arlington-Texas/ USA

Horário

13:30 (horário de Brasília)

Site da competição


MASCULINO

Sam Mikulak (USA)
Donnell Whittenburg (USA)
Jossimar Calvo (COL)
Ryohei Kato (JPN)
Andrey Likhovitskiy (BLR)
Daniel Purvis (GBR)
Yusuke Tanaka (JPN)
Oleg Verniaiev (UKR)
Alexis Torres (PUR)

FEMININO

Simone Biles (USA)
MyKayla Skinner (USA)
Elsabeth Black (GBR)
Erika Fasana (ITA)
Vanessa Ferrari (ITA)
Claudia Fragapane
Emily Little (GBR)
Jessica Lopez (VEN)
Natsumi Sasada (JPN)

Twitter

Hashtag #attac2015

Transmissão

http://www.attamericancup.com/live/ ou

https://www.youtube.com/watch?v=PZBtEtRKogs

SporTV2 (não é ao vivo) - 08/03 ás 00:00, madrugada de sábado para domingo

Post feito com a ajuda de Tina Bel.

Danusia Francis e Reiss Beckford passam a representar a Jamaica


A ginasta Danusia Francis, representante da Grã-Bretanha no Mundial de 2011 e atualmente ginasta competidora do NCAA, acaba de mudar sua nacionalidade britânica para jamaicana. Isso significa que a ginasta tem intenções de continuar competindo internacionalmente e pode não encerrar sua carreira após a conclusão dos estudos universitários.

Francis não conseguiu vaga para as Olimpíadas de Londres, quando Rebecca Downie - outra excelente ginasta - , também ficou de fora. Pode ser que as chances de participar dos Jogos Olímpicos esteja prestes a acontecer, já que uma vaga dentro da atual equipe britânica é praticamente impossível.




Reiss Beckford, outro ginasta britânico, também mudou sua nacionalidade britânica para jamaicana. Reiss já representou a Grã-Bretanha em diversas Copas do Mundo e foi medalha de bronze no solo na final por aparelhos do British Master 2014.



Outros ginastas também tiveram a nacionalidade trocada. Confira a lista!

Daulet Narmetov - Usbequistão para Kazaquisão
Anzhella Abdullayeva - Rússia para Azerbaijão
Daniel-Robert Lucas - Estados Unidos para Azerbaijão
David Jenssen - Estados Unidos para República Tcheca.

Fonte: FIG
Foto: Divulgação

David Belyavskiy e Maria Kharenkova são campeões do Campeonato Russo


Aconteceram hoje as finais individual geral, masculino e feminino, do Campeonato Russo 2015. David Belyavskiy foi ouro na competição masculina e Maria Kharenkova na competição feminina. As finais por equipes acontecem na sexta e as finais por aparelhos serão no sábado e domingo.

Com a nota 58.033, finalmente Kharenkova teve uma competição consistente e pode ser um nome garantido no Campeonato Europeu, que esse ano não conta com finais por equipes. A ginasta, repetindo o feito de hoje, pode ser uma forte concorrente à medalhas nesse campeonato beneficiando seu país, que sofre com a ausência de Aliya Mustafina. A segunda colocada foi Alla Sosnitskaya, com 56.600, seguida da "new senior" Seda Tutkhalyan, com 56.334.

Viktoria Komova, Ksenia Afansyeva e Maria Paseka também competiram muito bem. Komova foi a segunda melhor na trave, com 15 pontos, e conseguiu 14.700 na paralela, nota que pode aumentar na final. Afanasyeva pontuou 14.933 no salto e foi a melhor no solo com 14.700. Paseka competiu 3 aparelhos, e conseguiu 15.467 no salto, 14.933 na paralela e 14.200 no solo. Outra ginasta que se mostrou muito expressiva foi Daria Spiridonova, que com 15.367 foi a melhor na paralela. Ao que parece, escolher as ginastas que competirão no europeu será bem difícil.

Resultados femininos completos (traduzidos).

Belyavskiy pontuou 87.500 para o ouro, conseguindo um ótimo 15.700 na paralela. Foi seguido de Nikolai Kuksenkov, que conseguiu 87.300 para a prata, e Nikita Ignatiev, que conseguiu 86.250 para o bronze. O "new senior" Nikita Nagornyy, companheiro de Tutkhalyan nos Jogos da Olímpicos da Juventude do ano passado, terminou na quinta colocação com 84.100.

Alguns ginastas da seleção russa ainda não voltaram completamente à ativa. Emin Garibov ainda se recupera de algumas cirurgias complexas e Alexander Balandin já voltou a treinar, mas ainda tem algumas restrições médicas. Deniz Ablyazin operou no fim do ano passado e ainda está sobre supervisão médica, mas apesar disso mostra confiança nos treinos. Competiu hoje e conseguiu 14.800 no solo, com uma série de nota de partida 7.3. Na argola pontuou 15.650 e no salto 14.650.

Resultados masculinos completos (somente em russo).

Foto: Grace Chiu

Montreal, 41 anos depois


Depois do sucesso da visita de inspeção da Federação Internacional de Ginástica (FIG), ficou confirmado e atribuído à Confederação de Ginástica do Canadá o direito de sediar o 47º Campeonato Mundial de Ginástica Artística. O campeonato acontecerá na Cidade de Montreal, 41 anos depois de Nadia Comaneci fazer história nos Jogos Olímpicos de 1976 conquistando o primeiro 10.

Essa é a chance de outro marco histórico nesse local. Talvez uma chance mais difícil de acontecer, já que o Mundial de 2017 é pós-olímpico e a maioria dos ginastas estão descansando ou se recuperando de lesões...

Fonte: FIG
Foto: Divulgação

Medalhas do Pan de Toronto 2015


O Comitê Organizador do Pan de Toronto divulgou as medalhas de ouro, prata e bronze do evento. Os materiais que usados na fabricação vieram de diferentes partes das Américas: o cobre veio do Chile, a prata da Republica Dominicana e o ouro do Canadá. Ao todo, 41 países americanos disputarão 4.283 medalhas em 825 provas.

Quantas dessas os atletas das nossas seleções de ginástica podem trazer para o Brasil? Acredito que Rebeca Andrade pode fazer história e ultrapassar a marca de Luisa Parente, que conquistou duas medalhas de ouro (salto e paralela) na edição de 1991.

Deixe sua opinião!

Fonte; Time Brasil
Foto: AP

Victor Rosa encerra sua carreira de ginasta


Victor Rosa, ginasta da seleção masculina de ginástica artística, comunicou em seu Instagram que encerrou sua carreira como ginasta. Victor foi descoberto no Clube de Regatas do Flamengo, onde ficou por 18 anos, e parou com os treinos defendendo o Minas Tênis Clube, onde estava desde o ano de 2012.

De 2011 para cá as coisas não iam bem para Victor, que sofreu com lesões e cirurgias. Poderia ter feito a diferença no Evento Teste para as Olimpíadas de 2012, quando a equipe masculina tentou a classificação olímpica com o desfalque dele e de outros atletas. Por poucos décimos o sonho olímpico teve que ser abandonado.

Participou de várias competições, nacionais e internacionais, conquistando várias medalhas. Foram 23 anos no esporte atuando como atleta. Fez parte de uma safra muito talentosa do Brasil que, assim como ele, não conseguiu chegar às Olimpíadas. Mas faltou pouco! Os caminhos com certeza foram abertos para que hoje a ginástica masculina tenha esse prestígio tão grande.

O Minas Tênis Clube sugeriu e apoiou a nova carreira de Victor Rosa: treinador de ginástica. Ele agora continua nos tablados, mas vendo e vivenciando a ginástica de uma forma completamente diferente. Esperamos que seja uma carreira de êxito, e que os frutos de seu trabalho sejam tão expressivos quanto sua carreira.

Abaixo, o texto de despedida do ginasta.

"É isso ae galera do mundo da Ginástica, esse ano 2015 é começo de um novo caminho que traço. Foram 23 anos atuando como um atleta de Ginástica Artística onde conheci e fiz bastantes amigos, onde realmente ajudou bastante na minha educação fora de casa ( aliás, segunda casa). Foram diversas viagens, competições, treinamentos, glórias e fracassos que foram simplesmente superado, pois no esporte vc não ganha sempre! Pessoas importantíssimas passaram e considero até hoje na minha vida e lugares onde passei, tenho toda minha gratidão, o Clube de Regatas do Flamengo onde treinei 18 anos e me revelou e me consagrou, a Confederação de Ginástica ( Brasília/Curitiba) que me fez participar de competições como campeonatos internacionais pelo mundo a fora e por último agradecer ao Minas tênis Clube que foi o clube onde me acolheu e me fez encerrar a carreira de forma sábia! Prof. Antonio que foi fundamental nessa transição, me ajudou desde sempre mais oficialmente em 2012 onde acreditou no meu trabalho e me contratou e pude corresponder, e em 2014 onde decidi em parar e quando foi inserida a ideia de ser treinador, era isso ,parei como atleta mas não sairei do meio, e vou tentar passar tudo que aprendi para essa garotada que está vindo aí é peço pra quem torcia por mim como atleta que continue na torcida como treinador... Estou bem feliz!"

Confira vídeo com excelente série do ginasta no solo em 2010.



Foto: Ricardo Bufolin

 
Gym Blog Brazil © 2012 | Designed by caioflorindo.com