featured Slider

Destaque

Translate

VÍDEOS DE DESTAQUE


Alguns ótimos vídeos de destaque vistos recentemente!

Ângelo Assumpção treinando a sequência de duplo com dupla e meia + dupla de frente.

Um vídeo publicado por Angelo Assumpção (@angelo_assumpcao) em

Catalina Ponor treinando barras assimétricas, talvez para entrar numa possível disputa com Larissa Iordache pela vaga olímpica.


Fan Yilin com uma excelente série de barras assimétricas, digna de campeã olímpica!



Não são vídeos: excelentes GIF's de exercícios D pouco usados na trave. Muito interessantes!

Acesse o link: http://www.wogymnast.com/2016/04/gym-skills-guide-rarely-done-d-rated.html

Construindo uma campeã


No último fim de semana, na etapa de Osijek da Copa do Mundo de Ginástica Artística, uma ginasta se destacou mais que as outras. A britânica Ellie Downie aproveitou todas as chances que tinha e foi campeã de todas as finais disputadas na Croácia.

Vencendo russas de renome e destaque, Downie não só foi a melhor como conquistou notas excelentes, chamando a atenção em vários momentos. Teve uma nota de execução excelente no salto e na trave, e foi muito correta nas assimétricas e solo. Enquanto outras erraram, ou não conseguiram exatamente o melhor que podiam, foi impecável. Para ganhar destaque, é assim que tem que ser.

Somando suas pontuações em cada aparelho, a britânica aparece com chances de pontuar acima de 59 no individual geral em uma competição feita no único dia.

Salto - 14,975 (DTY)



Barras - 14,650



Trave - 14,950



Solo - 14,575



Individual geral - 59,150

Com essas notas, Downie aparece com chances de ser um destaque no Campeonato Europeu que acontece dentro de um mês, além de várias chances de finais e medalhas por aparelhos. Também fortalece bastante a equipe que se destacou de forma surpreendente no último mundial.

E assim se constrói uma campeã: abraçando todas as chances de ser um destaque, independente de qual competição esteja. Indo além da conquista de uma medalha, mas melhorando as performances e dificuldades dos exercícios. Dando o seu melhor, seja numa Copa do Mundo Categoria B, num campeonato nacional ou numa final olímpica.

Foi isso que Downie fez, deu o melhor de si. Não dá para lembrar a última vez que uma mesma ginasta foi campeã de todas as finais em uma Copa do Mundo. Mas agora, por esse feito, a britânica está sendo lembrada e mencionada de forma positiva. E pode ter certeza que no Campeonato Europeu a ginasta vai chegar com mais confiança e os árbitros com a memória fresca. Grandes chances de obter mais sucesso.

Post de Cedrick Willian

Foto: Sports Visuals

Osijek conhece seus últimos campeões


Foi finalizada em Osijek mais uma etapa da Copa do Mundo de Ginástica, e os campeões desse segundo dia de finais foram conhecidos. Com alguns erros, ótimas finais e bons destaques, uma ótima competição pode ser apreciada.

A brasileira Carolyne Pedro dificultou sua série de solo e aumentou a nota de partida em 0.1: o duplo twist grupado, que era feito de forma isolada na segunda diagonal, agora faz parte da sequência de 1,5 pirueta ao passo + duplo twist. O restante das acrobacias e saltos continuam os mesmos, sendo que o aumento da nota D foi consequência da mudança na ordem acrobática, amentando a bonificação da sequência de 0.1 para 0.2. Carolyne fez uma boa série e conseguiu 13,625, terminando em 6º. Na trave foi inconstante, teve vários desequilíbrios, e com 12,950 terminou em 7º. A final de trave foi bela de se assistir, onde apenas uma ginasta teve queda durante a competição.

A grande campeã do dia, e da Copa de Osijek, foi a britânica Ellie Downie, que hoje conquistou o ouro na trave e no solo, sagrando-se campeã de todas as finais competidas nessa edição da Copa. Destaque para as russas Maria Kharenkova, Seda Tutkhalyan e Natalia Kapitonova, que fizeram boa participação e conquistaram 3 medalhas hoje: prata e bronze para Kharenkova e Tutkhalyan na trave e prata para Kapitonova no solo. Destaque também para a ucraniana Yana Horokhova, que conquistou o bronze no solo, algo raro para seu país atualmente, este que já foi potência mundial por diversos anos desde o fim da União Soviética.

No masculino, destaque para o também ucraniano Oleg Verniaiev, que conquistou mais um ouro hoje, dessa vez no salto sobre a mesa, acompanhado de Igor Radivilov que subiu ao pódio em 3º. Verniaiev também era (sempre é) favorito ao ouro na final de paralela, mas com uma queda ficou em 4º, quase beliscando um bronze com 14,800, nota ainda muito boa pensando que a série contou com uma falha grave. O campeão nesse aparelho foi Emin Garibov, russo também brilhante nesse aparelho, mas com nota de partida e linhas corporais ainda ainda inferiores à Verniaiev. Sem apresentar sua nova saída, que também leva seu nome, o cubano Manrique Larduet ficou com a prata nessa final.

A surpresa ficou por conta do turco Umit Samiloglu, que desbancou o americano Paul Ruggeri e ficou com o ouro na barra fixa. Com uma série de boa dificuldade e limpeza considerável, Umit conseguiu 15,225 e sagrou-se campeão nesse aparelho, feito pouco usual para a equipe turca nesse aparelho. Pode ser que as qualidades da equipe estejam mais diversificadas e uma em boas condições de disputar uma vaga olímpica apareça no próximo ciclo.

Resultados completos.

Post de Cedrick Willian

Carolyne Pedro falha e termina final de assimétricas em 6º


Aconteceu hoje o primeiro dia de finais por aparelhos da Copa do Mundo de Ginástica, etapa de Osijek. Representando o Brasil nas barras assimétricas, Carolyne Pedro terminou a final na 6ª posição, na final que teve a britânica Ellie Downie como campeã, destaque da ginástica feminina em Osijek.

Depois de uma boa participação nas classificatórias, Carolyne teve um erro logo no começo de sua série de barras assimétricas, quando caiu na combinação de giro de sola com pirueta para o maloney. Escorregou da barra ao finalizar o voo e teve uma queda, continuando a série bem, mas com alguns erros de lançamentos à parada; no geral, fez um bom trabalho. Fica a torcida para que a ginasta acerte suas séries de trave e solo amanhã.

Downie levou os dois ouros disputados hoje: além das barras assimétricas, foi a melhor no salto, conquistando mais um ouro. Nas barras, desbancou as russas Seda Tutkhalyan - que apesar de ter ficado com a prata, apresentou uma ótima série nova - e Natalia Kapitonova, que tem uma linha corporal muito bonita mas apresentou falhas grandes de execução.

Na ginástica masculina, o destaque maior foi para o russo Denis Ablyazin, campeão nas argolas talvez com sua melhor série esse ano. Foi muito limpo em todas as posições e as argolas praticamente não balançaram, conseguindo 9.025 de execução. O ucraniano Oleg Verniaiev foi ouro no cavalo com alças com uma série muito difícil, contendo paradas de mãos com giros e um transporte de tripla russa entre as alças. No solo e sem um grande destaque, o alemão Matthias Fahrig foi o campeão.

Resultados completos.

Post de Cedrick Willian

Resultados do 2º dia de classificatórias em Osijek


Terminou hoje o 2º dia de classificatórias em Osijek e o Brasil conseguiu vaga em mais duas finais: Carolyne Pedro entrou para a final de trave e solo, ambas na 7ª colocação. Ao todo foram 3 finais para o Brasil, todas com a mesma ginasta.

Infelizmente o Brasil não será representado em nenhuma final masculina. Os ginastas Petrix Barbosa e Péricles Silva competiram novamente hoje e não conseguiram avançar às finais. Péricles chegou perto na paralela, onde pontuou 14,100 e terminou em 9º. Milena Theodoro cometeu novas falhas na trave e não se apresentou no solo.

Os destaques de hoje foram:

Oleg Verniaiev - O ucraniano conseguiu 16,100 na paralela e se classificou em primeiro, mostrando que será o favorito ao ouro olímpico nesse aparelho. Ainda assegurou a final de salto também em primeiro.

Seda Tutkhalyan - Apesar de ser reserva da equipe russa que competirá o Europeu, acertou sua série de trave e conquistou a primeira colocação nessa fase com 14,600.

Britânicas - Ellie Downie e Ruby Harold tiraram notas consideráveis no solo (14,350 e 13,900) e se classificaram em 1º e 3º para a final.

Yana Horokhova - A ginasta deu um ar de esperança para a Ucrânia, conseguindo 13,700 na trave e conseguindo uma vaga na final.

Manrique Larduet - O ginasta cubano foi o melhor na barra fixa com uma série de nota de partida 7! Também se classificou para a final de paralela com 15,600. Todas as notas nesse aparelho foram baixas, dando a entender que a maioria dos favoritos erraram a série ou os juízes estavam extremamente rigorosos.

Resultados completos.

Finais amanhã e domingo, ao vivo, no SporTV 3.

Post de Cedrick Willian

Resultados do 1º dia de classificatórias em Osijek


A seleção brasileira competiu hoje no 1º dia de classificatórias em Osijek, conseguindo apenas uma uma vaga em finais dentre as 6 possíveis. Todos os atletas que competiram hoje estão sendo testados para uma possível vaga nos Jogos Olímpicos em agosto.

A situação se complicou um pouquinho mais para Péricles Silva e Petrix Barbosa, atletas com o perfil parecido de ginástica. Ambos competiram hoje no cavalo com alças e argolas e tiveram uma participação discreta, ficando fora das finais.

Péricles pontuou apenas 13,100 no cavalo com alças, seu melhor aparelho, onde parte de 6.4 e seria de grande ajuda para o Brasil numa possível final por equipes olímpica. Petrix pontuou um pouco melhor, 13,900, e é o segundo reserva da final. Nas argolas, Péricles conseguiu 13,500, ao passo que Petrix pontuou apenas 12,100. As notas de partida dos dois ginastas estiveram consideráveis, fato que comprova uma melhoria nas séries mas uma instabilidade nos acertos. Amanhã os dois ginastas tentam vagas nas finais de paralela e barra fixa.

As outras vagas disputadas foram nas barras assimétricas, onde Carolyne Pedro entrou para a final em 8º pontuando 12,800. Milena Theodoro também competiu nesse aparelho e pontuou apenas 12,050, tentando uma série com nota de partida 5.6. Amanhã as duas ginastas competem nas finais de trave e solo.

No solo masculino, os Estados Unidos dominou a classificatórias, tendo Steven Legendre classificado em 1º com 15,200 e Paul Ruggeri em 2º, com 15,150. No cavalo com alças, a luta por medalhas será entre os crotatas Robert Seligman e Filip Ude contra o esloveno Saso Bertoncelj. Nas argolas, o turco Ibrahin Colak se destacou mais uma vez e conseguiu 15,750 na sua série de 6.7.

As barras assimétricas foram dominadas pelas russas Natalia Kapitonova e Seda Tuthkalian, enquanto a britânica Ellie Downie foi a melhor no salto. Confira os resultados completos.

Post de Cedrick Willian