• Filipe Bezugo dá nome a elemento de dificuldade máxima


    A mão direita do ginasta apoiada no cavalo com alças,roda 180 graus com o polegar virado para trás,enquanto o corpo faz um movimento de 360 graus,no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio,para depois apoiar-se na alça da frente com o braço esquerdo.Confuso?É natural que esteja.Este é um movimento de difícil execução que merece a pontuação máxima na Ginástica Artística Masculina,e tem nome português.
    Filipe Bezugo,ginasta do Clube Desportivo Nacional,é o 'pai' deste movimento,reconhecido este ano pela Federação Internacional e incluído no código da modalidade,tornando-se assim o primeiro português a dar o nome a um elemento de grau de dificuldade máxima,reconhecido internacionalmente.
    O movimento 'bezugo',como ficou batizado,foi executado pela primeira vez no Campeonato do Mundo de 1999,na China,em Tianjin,pelo atleta madeirense,que,dez anos depois,continua a ser o único ginasta a conseguir executá-lo na perfeição.Tudo começou em 1997 no Clube Desportivo do Nacional, tinha Filipe Bezugo 16 anos. Com a chegada de um novo treinador vindo da Hungria,Jozsef Csaky,o treino dos ginastas madeirenses ganhou novo dinamismo,sempre com o objetivo de colocá-los nos mundiais e nas olimpíadas.
    "Tinha dificuldades no cavalo com alças,por isso a estratégia do Csaky foi criar um novo movimento de pontuação máxima para que eu conseguisse obter mais pontos", explica o ginasta de 28 anos.
    A ideia surgiu tendo por base um movimento já existente.Csaky e Bezugo passaram dois anos a desenvolvê-la,porque,lembra o treinador húngaro,não é fácil girar num braço durante uma volta completa."O nosso punho não roda 360 graus,por isso tivemos que fazer um jeitinho para Filipe conseguir virar,o que até hoje ninguém conseguiu fazer",diz orgulhoso.
    E não é para menos.Bezugo diz que ter a sua assinatura no Código Internacional de Ginástica Artística Masculina,que é atualizada a cada quatro anos,equivale à descoberta de uma nova equação matemática.
    Já Jozsef Csaky tem mais projetos na forja e três novos movimentos pensados,que só estão à espera de um ginasta "tão bom como o Filipe" para serem realizados."Vamos ver se conseguimos colocar mais um nome madeirense no Código de Ginástica,era mais um Cristiano Ronaldo,mas desta vez na ginástica",disse o treinador húngaro.
    Será difícil encontrar um novo Bezugo.Com 28 anos,21 dos quais dedicados à ginástica,o madeirense,campeão nacional em 2002 e em 2004,possui 11 títulos de campeão nacional por aparelhos,sete representações em campeonatos europeus,outras tantas em campeonatos do Mundo e uma presença nos Jogos Olímpicos de Atenas(onde ficou em 43º lugar).
    "Durante duas décadas treinei mais de seis horas por dia,agora treino apenas duas horas porque quero acabar a licenciatura",disse Bezugo,até porque aos 28 anos já não tem ilusões:"são poucos os ginastas no mundo com mais de 30 anos".
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.