-->
  • Letícia Costa é a mais nova promessa do Flamengo para esse ciclo


    A carinha de menina não esconde a pouca idade.O olhar atencioso para as instruções do treinador revela a seriedade de uma pessoa confiante,apesar de ter apenas 14 anos.Ginasta mais nova a ser convocada para a seleção brasileira permanente,Letícia Costa se apresenta em Curitiba,durante o Campeonato Brasileiro Juvenil,que acontece nos dias 5 e 6 de setembro.
    O técnico Ricardo Pereira e a ginasta Daniele Hypólito garantem que Letícia tem o gênio forte e às vezes é até mal-humorada.Pudera.A rotina da menina é uma verdadeira batalha.
    Todos os dias ela acorda cedo,por volta das 5h.Isso porque o primeiro treino no Flamengo começa às 7h.Assim que acaba,vai para a escola,que fica próxima ao clube.Às 18h,retorna ao ginásio,onde fica até 20h30m.Mais duas horas para chegar em casa,em Paciência,no subúrbio do Rio,onde dorme cerca de cinco horas apenas para logo estar de pé e treinar novamente.
    -É muito desgastante.Mesmo vindo da casa da minha avó,que é em Cordovil(também no subúrbio),fica muito cansativo.Mas minha família me apoia,me dá força,porque é uma coisa muito sacrificante para mim e que eu quero muito–contou Letícia ao GLOBOESPORTE.COM.
    Mas todo esse sacrifício vale à pena.Tratada como uma das esperanças para os Jogos Olímpicos de Londres-2012 até mesmo por atletas,Letícia tem todo o cuidado e carinho do seu técnico.Mesmo assim,Ricardo pede cautela antes de lançá-la com tanto peso e responsabilidade.
    -Ela é ainda uma pedra,está muito crua.Temos que transformá-la em um diamante a ser lapidado.Antes de pensar em Londres ou qualquer outra coisa,temos que nos preocupar com o objetivo do ano.Mas queremos levá-la ao limite.Se o limite for o ano que vem,que seja,mas vamos forçar,porque acreditamos nela–afirmou o treinador.
    Se depender do esforço e da vontade de Letícia,ela estará na capital inglesa daqui a três anos.Mesmo com um jeito tímido para dar entrevista,ela se solta justamente no momento em que fala sobre o seu maior desejo.
    -Eu espero chegar lá,porque venho treinando bastante para poder ser uma grande atleta e ter bons resultados.Esse negócio de treinar muito e não ir não me deixa feliz–confessou, sincera.
    Letícia começou na ginástica ao mesmo tempo em que fazia natação,no Complexo Esportivo Miécimo da Silva,em Campo Grande,Zona Oeste do Rio.Na hora de escolher,ficou com a ginástica.De lá,ela seguiu para o Grajaú Country Clube,quando sua mãe,Patrícia Costa,sugeriu levá-la para fazer um teste na Gávea.Aprovada,ela começou sua saga,que já dura cinco anos.
    Apesar de conviver com a falta de investimento no esporte olímpico,a menina não reclama das condições em que treina.Mesmo sem ter patrocínio e nem mesmo plano de saúde,ela confessa que não sente o problema influenciar tanto na sua vida.
    -Eu ainda não sinto muito isso.Estou começando agora e,com tanta novidade,é muita coisa na minha cabeça.E eu tento ficar com as coisas boas–contou.
    Companheira de clube e recuperando-se de uma lesão no punho,Jade Barbosa mudou a música para sua série.Agora,ela usará o funk.Mas a jovem Letícia também mostra personalidade quando o assunto é o solo.
    -Eu escolhi uma batida mais forte,um ritmo mais rápido,porque lenta para mim não dá.Acho que uma música mais agitada me dá mais energia–explicou.
    Quanto à estreia na seleção permanente,Letícia afirmou que já está sentindo a pressão.No entanto,ela se mostra pronta para o novo desafio.
    -Estou nervosa,mas estou confiante.Eu sei o que eu quero,o que tenho que fazer.Sei das minhas obrigações.Quero que as pessoas me ajudem bastante.Vou fazer o máximo para crescer e ser uma grande ginasta–concluiu.

    Fonte:Gymblog Brasil
  • You might also like

    2 comentários:

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.