• Romeno Marian Dragulescu conquista segundo ouro no Mundial de Londres


    O romeno Marian Dragulescu e o time da China foram os grandes destaques do último dia do Mundial de ginástica artística disputado em Londres.Neste domingo,o ginasta europeu conquistou nada menos do que seu oitavo ouro mundial,enquanto os representantes do país asiático faturaram mais três medalhas douradas.
    Um dia após conquistar o tetracampeonato no solo e provar que está em sua melhor forma,Dragulescu voltou ao tablado da Arena O2 hoje para reforçar de vez seu status de ícone do esporte.Com dois voos praticamente impecáveis,o romeno assegurou o ouro no salto com média de 16,575 pontos,acrescentando mais um tetracampeonato mundial ao seu currículo.O europeu deixa o Mundial de Londres como único atleta a conquistar duas medalhas douradas.
    A felicidade da grande torcida romena presente no ginásio londrino ficou ainda maior quando outro filho do país,Flavius Koczi,faturou a prata também no salto(16,337) e fez dobradinha nacional com Dragulescu.O russo Anton Golotsutskov completou o pódio(16,287).
    Mas após o ouro para a Romênia no salto masculino e a conquista da britânica Beth Tweddle no solo feminino,apenas um país brilhou:a China.Depois de faturarem três ouros nas primeiras finais por aparelhos,no sábado,os asiáticos repetiram a dose neste domingo e dobraram o número de insígnias douradas para o país.
    A primeira a triunfar foi a jovem Deng Linlin,que cravou 15 pontos em sua apresentação na trave e assegurou a primeira colocação,deixando para trás a australiana Lauren mitchell(14,875) e a norte-americana Ivana Hong(14,550).
    Depois foi a vez não de uma,mas de duas medalhas chinesas em um mesmo aparelho,quando Guanyin Wang(15,975) e Zhe Feng(15,775) fizeram a dobradinha nas paralelas.O terceiro lugar ficou com outro oriental,o japonês Kazujito Tanaka(15,500).
    A última conquista do dia veio na barra fixa,em uma das finais de mais alto nível no Mundial.Kai Zou,que já havia assegurado a prata no solo,foi o único a romper a marca dos 16 pontos(16,150) e subiu no lugar mais alto do pódio.A prata ficou com o holandês Epke Zonderland(15,825),seguido pelo italiano Igor Cassina(15,625).
    Com as seis medalhas de ouro conquistadas em 10 finais por aparelhos,a China compensou o fato de não ter disputado finais no individual geral e garantiu a primeira colocação no quadro de medalhas em Londres.O país teve ainda duas pratas e um bronze.
    Os Estados Unidos,que levaram um time renovado,mas tinham grandes esperanças de medalhas,ficaram com a segunda posição,mas um vice que teve gosto amargo(dois ouros, uma prata e um bronze).Já a Romênia,impulsionada pelos dois títulos de Marian Dragulescu,ficou no terceiro lugar.O Brasil não conquistou nenhuma insígnia,apesar de ter disputado três finais e de ter ficado próximo do pódio com Arthur Zanetti,que foi o quarto colocado na final de argolas.
    A final feminina de solo neste domingo no Mundial de ginástica artística em Londres proporcionou um grande susto ao público presente na Arena O2.A colombiana Jessica Gil Ortiz sofreu uma queda durante uma acrobacia e bateu fortemente a cabeça no tablado.
    O incidente ocorreu na segunda passada da sul-americana.Após realizar uma bela acrobacia em sua primeira diagonal,lembrando a potência da brasileira Daiane dos Santos,Gil Ortiz errou completamente o tempo de um de seus movimentos e caiu no chão,batendo quase a porção cervical da coluna.
    A ginasta se arrastou para fora do tablado e ficou caída no chão,até que os membros da equipe médica apareceram para realizar os primeiros socorros.Realizando pequenos movimentos,Jessica Gil Ortiz mostrou que estava relativamente bem,mas foi totalmente imobilizada e retirada da arena em uma maca.
    A colombiana foi levada a um hospital londrino para ser submetida a exames,mas as primeiras informações davam contas de que a atleta não sofreu nenhuma lesão séria.
    Sem Gil Ortiz no tablado,as outras sete finalistas de solo deram sequência à disputa e,após o susto causado pelo incidente com a colombiana,o público da Arena O2 foi ao delírio com a vitória da britânica Beth Tweddle.Favorita nas barras assimétricas,a veterana ficou fora da decisão em seu melhor aparelho,mas compensou neste domingo com uma bela apresentação no solo que lhe rendeu 14,650 pontos e a medalha de ouro.
    A australiana Lauren Mitchell,com a prata(14,550) e a chinesa Lui Su,com o bronze (14,300),completaram o pódio.


    *RESULTADO

    -Masculino
    Salto sobre a Mesa
    1°Marian Dragulescu(ROM):16,575
    2°Flavius Koczi(ROM):16,337
    3°Anton Golotsutskov(RUS):16,287
    4°Matthias Fahrig(GER):15,850
    5°Thomas Bouhail(FRA):15,775
    6°Isaac Botella(ESP):15,650
    6°Ri Se Gwang(PRK):15,650
    8°Jeffrey Wammes(NED):15,425

    Barras Paralelas
    1°Wang Guanyin(CHN):15,975
    2°Feng Zhe(CHN):15,775
    3°Kazuhito Tanaka(JPN):15,500
    4°Vasileios Tsolakidis(GRE):15,350
    5°Yoo Won Chul(KOR):15,300
    6°Epke Zonderland(NED):15,125
    7°Pham Phuoc Hung(VIE):14,475
    8°Adam Kierzkowski(POL):14,325

    Barra Fixa
    1°Kai Zou(CHN):16,150
    2°Epke Zonderland(NED):15,825
    3°Igor Cassina(ITA):15,625
    4°Danell Leyva(USA):15,600
    5°Aljaz Pegan(SLO):15,500
    6°Kohei Uchimura(JPN):15,175
    7°Alexander Tsarevich(BLR):14,375
    8°Jonathan Horton(USA):13,250


    -Feminino
    Trave de Equilíbrio
    1°Deng Linlin(CHN):15,000
    2°Lauren Mitchell(AUS):14,875
    3°Ivana Hong(USA):14,550
    4°Kim Un Hyang(PRK):14,450
    5°Elisabetta Preziosa(ITA):14,200
    6°Koko Tsurumi(JPN):14,100
    7°Ana Porgras(ROM):13,425
    8°Yang Yilin(CHN):13,125

    Exercícios de Solo
    1°Beth Tweddle(GBR):14,650
    2°Lauren Mitchell(AUS):14,550
    3°Lu Sui(CHN):14,300
    4°Anna Myzdrikova(RUS):14,275
    5°Rebecca Bross(USA):14,125
    5°Ana Porgras(ROM):14,125
    7°Deng Linlin(CHN):13,875
    8°Jessica Gil(COL):2,975
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.