• Equipe feminina da Rússia é campeã no europeu júnior



    Com a maior pontuação por equipes, a Rússia conquistou a medalha de ouro júnior no campeonato europeu de 2010. Liderados pelo ex-treinador ucraniano e brasileiro Oleg Ostapenko, a Rússia classificou as duas melhores ginastas do individual geral e para três das quatro finais.

    Anastasia Grishina, de 14 anos, conduziu a Rússia a vitória, mais de 9 pontos à frente de Roménia. Itália e França lutaram por 0,1 pontos pelo bronze. Grã-Bretanha terminou em quinto.

    Grishina (58,000) e Komova (57,050), impressionaram com a dificuldade em todos os quatro eventos, sendo seguidas por suas colegas Paseka Maria (a terceira melhor 55,850) e Anastasia Sidorova (quarto lugar com 55,600).

    O formato da competição permitiu que cada equipe de até cinco ginastas competisse todos os eventos, contando com as três melhores notas para o total final. Nas barras assimétricas, a Rússia tirou uma nota de 12,500 com Violetta Malikova (que perdeu todos os quatro eventos) e de 12,000 com Sidorova (que caiu na saída de duplo pra frente).

    Grishina , nas barras assimétricas, recebeu a pontuação máxima do dia, 15,250 ( 6,5 dificuldade de pontuação). Também conseguiu uma ótima pontuação na trave, mas está fora das finais, já que suas colegas de equipe (Komova e Sidorova) tiveram uma pontuação mais alta.

    Komova, campeã russa do individual geral desse ano, realizou seu inovador Shaposhnikova com meia volta e um Jaeger nas barras assimétricas, mas arrastou seus pés em um salto Pak após um Tkatchev e perdeu sua transição à barra alta. Não obstante sua pontuação de 13,450 (6.4 de dificuldade) ficou ainda entre as oito primeiras, mas trás de duas companheiras de equipe. Na trave de equilíbrio, Komova caiu numa parte segura de sua rotina e ficou fora da final.

    Sidorova, a mais jovem membro da equipa russa, de 13 anos, foi a melhor ginasta na trave de equilíbrio.

    Roménia colocou apenas quatro ginastas em três eventos, mas colocou todas as cinco ginastas na trave. A equipe ficou em terceiro lugar no salto e nas barras assimétricas ficou em quarto, mas em segundo lugar nos seus pontos fortes: trave de equilíbrio e exercícios de solo.

    Larisa Iordache, de 13 anos, se classificou em terceiro no individual geral e foi a primeira classificada no exercício de solo. A companheira de equipe Diana Bulimiar, de 14 anos, classificou em quarto lugar para a final, com as sequências: duplo estendido, 1 e ½ para duplo grupado, tsukarrara carpado e duplo carpado.

    A Itália derrotou a França por um décimo para garantir o bronze. A melhor ginasta, Andrea Foti desistiu após uma lesão persistente em sua coxa. Erika Fasana e Carlotta Ferlito classificaram para a final do geral em quinto e sétimo, respectivamente.

    A França ficou em segundo lugar nas barras assimétricas, mas, por outro lado, ficou em quarto somando os quatro eventos. A equipe perdeu a chance de passar a Itália na trave, contando com duas pontuações abaixo de 13. Nascida na Ucrânia, Natalia Zolotaryova, de 14 anos, levou a França a final do geral em sexto lugar, em terceiro lugar nas barras assimétricas e sétimo na trave de equilíbrio.
  • You might also like

    2 comentários:

    1. Komova é a minha nova queridinha russa!Fiquei muito feliz com o resultado. Só falta as seniores ganharem. A Rússia tá voltando!!

      ResponderExcluir
    2. tbm é minha favoritaaa!

      muito bom o trabalho que o Oleg está fazendo com essas júniores... =)

      ELE AINDA PODIA ESTAR AQUI NO BRASIL!

      ='(

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.