• Jade Barbosa conquista o bronze no salto do Mundial de ginástica artística




    A brasileira Jade Barbosa conquistou a medalha de bronze no salto no Mundial de ginástica realizado neste sábado, em Roterdã, na Holanda. O primeiro lugar ficou com a norte-americana Alicia Sacramone e a prata com a russa Aliya Mustafina.

    O resultado é um prêmio à ginasta brasileira, que nos últimos anos enfrentou problemas com uma lesão séria no punho e esteve fora da seleção nos últimos dois anos. Recuperada fisicamente, Jade retornou em grande estilo com o bronze na final do salto. "O mais difícil foi passar por cima da lesão e de todas as dificuldades que eu enfrentei, mas deu tudo certo, o meu punho está 100%. Depois dessa não tem do que reclamar estou muito feliz e realizada", afirmou Jade em entrevista à SporTV, logo após a premiação.

    Bastante emocionada após a conquista da medalha de bronze, Jade agradeceu a ajuda que teve após os Jogos Olímpicos de Pequim-2008. "Essa medalha tem um pouquinho de cada pessoa. Todos que me deram força nesses últimos meses. Essa medalha poderia ser repartida em vários pedaços", disse.

    Sacramone encerrou a prova com 15,200 pontos, enquanto a segunda colocada, Mustafina, anotou 15,066. A ginasta brasileira terminou com a pontuação de 14,799. Esta é a segunda medalha de bronze em mundiais de ginástica. A atleta também já havia conquistado o terceiro lugar no individual geral no Mundial de Stuttgart, em 2007.

    A norte-americana, que retornou de sua aposentadoria para competir em Roterdã, conquistou o terceiro título da carreira, após levar o ouro no solo, em 2005, e por equipes, em 2007. Já Mustafina alcançou sua terceira medalha nesta edição do Mundial, depois de vencer a competição por equipes e o individual geral.

    Após a divulgação do resultado, a delegação russa chegou a queixar-se com a organização da prova e até mesmo com o presidente da Fig (Federação Internacional de Ginástica), Bruno Frangi. O grupo pedia a revisão do resultado da atleta Tatiana Nabieva, que terminou em quinto lugar. O pedido, contudo, não foi levado em consideração pelos oficiais da prova.

    Na última sexta-feira, Jade Barbosa esteve na final individual geral ao lado de Daniele Hypolito. As duas brasileiras tiveram atuações regulares ao longo de toda a disputa, mas acabaram prejudicadas por erros cometidos na apresentação nas barras paralelas.

    Outras finais

    Favoritas, as chinesas decepcionaram. Primeira a se apresentar nas barras assimétricas, a campeã olímpica He Kexin sofreu uma queda e ficou fora da disputa. Na sequência, foi a vez de Qiushuang Huang também errar em sua apresentação e encerrar com o sonho chinês de fazer uma dobradinha no pódio.

    Com 15,733 pontos, a britânica Elizabeth Tweddle ficou com o ouro. A russa Mustafina levou sua quarta medalha ao ficar com a prata (15,600). A norte-americana Rebeca Bross completou o pódio ao somar a pontuação de 15,066.

    A dobradinha chinesa ocorreu nas argolas. Yibing Chen e Mingyong Yan terminaram em primeiro e segundo, respectivamente. O italiano Matteo Morandi levou o bronze. Nas demais finais masculinas, no entanto, a China ficou de fora do pódio.

    No solo, o destaque japonês Kohei Uchimura ficou com a prata, atrás do grego Eleftherios Kosmidis. O britânico Daniel Purvis foi o terceiro. O cavalo com alças terminou com apresentação impecável do húngaro Krisztian Berki, que sagrou-se campeão. O britânico Louis Smith levou a prata e o australiano Sellathurai faturou o bronze.
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.