• Daiane tem volta de gala após três anos com salto exclusivo no Brasil



    A volta de Daiane dos Santos às competições após três anos afastada não poderia ter sido melhor. Além de assegurar o retorno à seleção brasileira no Troféu Brasil do último fim de semana, a ginasta do Pinheiros desenvolveu uma série de muita dificuldade no solo, com direito a um salto que nenhuma outra atleta do país consegue executar.

    Daiane abriu a série em Brasília com um duplo mortal estendido com pirueta. De acordo com a árbitra internacional e ex-coordenadora da seleção Eliane Martins, o nível de dificuldade é altíssimo e a gaúcha é a única ginasta do Brasil que consegue fazer o movimento nas provas de solo.

    “Não é fácil, é uma acrobacia realmente difícil. A dificuldade da série de Daiane foi bem alta e me deixou bastante motivada. Para quem ficou tanto tempo parado como ela [três anos], está bom demais. Ela ainda precisa melhorar a execução, mas tem quatro meses até o Mundial e o Pan”, comentou Eliane, lembrando dos torneios marcados para outubro.

    “Faço esse movimento desde 2007. Aprendi quando treinava com a seleção, em Curitiba. Cheguei a fazê-lo em minha série na Olimpíada. Agora, depois do meu retorno aos treinos, tive que aperfeiçoá-lo por algum tempo até que, há uns dois meses, voltei a fazer no solo novamente”, afirmou a ginasta.

    Além do duplo estendido, Daiane realizou o já tradicional duplo twist carpado, manobra que leva o seu nome. Mas apesar da grande dificuldade, a ginasta pecou na execução geral. Vale lembrar que Daiane não tirou a maior nota de solo sozinha, como vem sendo noticiado: Daiane dividiu a nota com Danielle Hypólito: 14.050. A paulista não exibiu manobras da mesma dificuldadesde Daiane, mas foi mais consistente.

    No fim, Daiane dos Santos ficou fora da disputa pelo título por não ter disputado a trave. Mesmo assim, ela fez o suficiente para assegurar seu retorno à seleção brasileira. Logo após o torneio, ela foi convocada oficialmente e já recebeu seu novo uniforme.

    “Essa competição veio para mostrar que estou pronta. Agora é uma questão de pequenos ajustes. Fiquei muito feliz com o convite de voltar à seleção”, comemorou logo após receber a notícia.

    Desde as Olimpíadas de Pequim-2008, a atleta teve uma série de lesões. Não bastassem os problemas físicos, ela encarou uma suspensão de cinco meses, pois foi flagrada no exame antidoping com a substância diurética furosemida, administrada em um tratamento estético.

    Fonte: UOL
  • You might also like

    Um comentário:

    1. Olá! Gostaria de saber onde posso encontrar mais videos do Troféu e do Circuito. Ah! E também se já saíram os resultados oficiais e onde posso encontrá-los. Tomara que eles mudem o sistema dos resultados publicados pela CBG, com mais informações: Nota D, Nota E, Ano de nascimento e outras curiosidades.
      Parabéns pelo excelente blog! Sei que aqui encontro tudo da ginástica na atualidade!

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.