• Campeão de ginástica da China é descoberto mendigando na rua



    Dono de duas medalhas de ouro nos Jogos Mundiais Universitários (Universíade) em 2001, o ex-ginasta chinês Zhang Shangwu está mendigando na rua após passar quase quatro anos na prisão por roubo. O caso que reabriu o debate sobre o esquecimento que muitos esportistas aposentados do país asiático sofrem.

    Zhang, de 28 anos, empenhou suas duas medalhas em 2007 por cerca de 50 iuanes cada uma (o equivalente a R$ 12). Pouco depois, ele foi detido por roubar computadores, celulares e outros materiais em uma escola de esporte de Pequim.

    Em abril deste ano, ele ganhou a liberdade e, desde então, esteve pedindo e dormindo na rua, até que os meios de imprensa chineses o descobrissem. Zhang, nascido em uma humilde família de Baoding (província de Hebei, norte da China) começou a treinar aos cinco anos, junto com futuras estrelas da ginástica nacional como Yang Wei, mais tarde campeão olímpico.

    Na época das conquistas na Universíade, Zhang era uma das maiores promessas do esporte chinês. No entanto, um ano depois sofreu uma grave lesão no calcanhar de Aquiles que o afastou do time nacional e o relegou a Hebei, de onde saiu anos depois após desavenças com o treinador e recebendo uma compensação de 38 mil iuanes (R$ 9250).

    Sua lesão e a falta de uma educação superior, o impediram de encontrar um trabalho, o que o levou à delinquência e à mendicância, segundo contou o próprio Zhang à imprensa.

    De acordo com o jornal South China Morning Post, o caso de Zhang não é isolado e "reflete o destino de milhares de jovens que se dedicam em tempo integral a árduos programas de treinamento desde a infância, não pensando em mais nada a não ser ganhar uma medalha nas Olimpíadas".

    A publicação ainda lembra outros casos, como a ex-campeã de maratona Ai Dongmei, que também vendeu suas medalhas depois que seu marido ficou sem trabalho, ou a do campeã nacional de halterofilismo Zou Chunlan, que anos depois foi descoberta por acaso trabalhando de massagista.

    Agora, o "China Daily" tenta buscar um "final feliz" para o drama do ex-ginasta Zhang, assinalando que desde que seu caso foi publicado, muitos prometeram ajuda ao esportista aposentado para que ele saia das ruas. Uma rede hoteleira, por exemplo, ofereceu trabalho ao ex-atleta, enquanto uma fundação liderada pela campeã olímpica de patinação de velocidade Yang Yang entrou em contato com Zhang para lhe dar atendimento psicológico.

    Fonte: r7.com
  • You might also like

    Um comentário:

    1. Segundo reportagem do Uol Esporte o ginasta foi contratado para se preparador Fisico de Chen Guangbiao um Milionario Chinês.
      "Nascido em uma família humilde, o ginasta chegou a treinar com estrelas chinesas da modalidade como Yang Mei, porém um grave lesão no tendão de Aquiles e a falta de oportunidade de cursar uma universidade impediram que Zhang tivesse sucesso no esporte"

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.