• Seleção de Ginástica Artística Feminina inicia última semana de treinos na Bélgica



    Nada é mais importante para uma Seleção, antes de competições importantes, do que passar vários dias treinando junto. E é isso o que está fazendo a Seleção Brasileira de Ginástica Artística Feminina, que está desde o dia 13 deste mês em Ghent, na Bélgica, preparando-se para o Campeonato Mundial do Japão e também para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, que serão disputados no mês de outubro.

    O grupo que está no país europeu é composto por 12 ginastas: Adrian Gomes, Bruna Leal, Daniele Hypólito, Daiane dos Santos, Ethiene Franco, Gabriela Henrique Soares, Harumy de Freitas, Jade Barbosa, Letícia Costa, Lorrane Oliveira, Mariana Valentin e Priscila Cobello. A rotina de treinamentos das meninas no ginásio Sportcentrum De Witte Molen tem sido de trabalho duas vezes por dia, com carga horária de seis horas, divididas em dois turnos, com exceção de quarta-feira e sábado, quando a equipe realiza atividades na parte da manhã, durante quatro horas.

    "O ritmo de treinamento está ficando cada vez mais forte, e elas precisam umas das outras para dar apoio e força. Essa etapa de preparação aqui na Bélgica também continua marcando a volta da Daiane, o que tem contribuído bastante, já que ela passa para as companheiras toda a experiência que tem", destacou Ricardo Pereira, um dos treinadores que está acompanhando a Seleção no exterior, ao lado de Iryna Ilyashenko, Eliseu Burtet Neto e Ronaldo Ferreira, com Heine Araújo como chefe de delegação, e Marcelo Schwengber e Igor de Carvalho como fisioterapeutas.

    Iryna Ilyashenko destacou que, além dos treinos serem fundamentais para a preparação da Seleção no Mundial, contribuem bastante para a evolução das meninas mais novas que estão integradas ao grupo. "Juntar as meninas em uma mesma rotina, de treinamentos, refeições e até os poucos momentos de lazer, é bastante importante para aumentar o entrosamento e ajustar os detalhes para o Mundial, que é pré-olímpico, valendo vaga para Londres, em 2012. Além disso, temos ginastas da categoria juvenil nos acompanhando aqui e seguindo os passos das atletas mais experientes, iniciando a preparação desde já para a Olimpíada de 2016".

    A presidente da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica), Luciene Resende, também ressaltou a importância da concentração da equipe, em um ano de competições importantes. "Esse estágio de treinos é fundamental. Estamos perto da convocação para o Mundial e os Jogos Pan-Americanos e precisamos avaliar todas as ginastas. Acredito que passar esse tempo juntas é uma motivação a mais para as meninas, além de fortalecer a preparação física da equipe e aumentar a união do grupo".

    Três das ginastas que estão na Bélgica terão um desafio já no fim deste mês. Ao contrário das outras atletas, que embarcam de volta para o Brasil no próximo sábado (27), Adrian Gomes, Jade Barbosa e Daiane dos Santos ficarão em Ghent, onde disputarão uma etapa da Copa do Mundo, do dia 31 ao dia 05 de setembro, acompanhadas pelos técnicos Ricardo Pereira e Eliseu Burtet Neto.

    Fonte: cbginastica.com.br
  • You might also like

    16 comentários:

    1. Já passou da hora da CBG construir um centro de treinamento para que tudo isso possa ser realizado aqui no Brasil e parar com essas idas da equipe para a Europa apenas para treinar. Meu ponto de vista é:

      a) Reconheço a importância de reunir a equipe e promover a integração entre técnicos e atletas, mas realmente precisa viajar para tão longe para fazer isso?

      b) Vi uma entrevista na semana passada em que ginastas e técnicos elogiavam os aparelhos da Bélgica dizendo que as instalções são melhores que as oferecidas no Brasil (principalmente por ter aparelhos Gymnova). Vi outra entrevista similar quando a equipe foi treinar na Alemanha ainda esse ano. Se contuarem gastando tanto em passagens intercontinentais e estadias em hotéis para equipes de aproximadamente 20 pessoas é obvio que nunca sobrará dinheiro para investir em estrutura.

      c) se for para viajar em equipe, que seja para o grupo todo disputar torneios (e não deixar somente algumas competindo em Copas do mundo ao final). Há várias competições que permitem treinar uma semana antes e depois competir contra outros times tais como Trofeo Jesolo e Japan Cup. É o que os melhores times tem feito ultimamente. Ex: Russia se reune em casa no Round Lake, viaja para competir em equipe em vários meetings e é presença garantida no Japan Cup; a equipe chinesa faz a mesma coisa; a equipe dos USA treina no rancho da Bartha e raramente viaja, mas sempre vai para Jesolo; etc.

      d) se o objetivo é a aprendizagem de novas técnicas e a troca de experiências, a Bélgica não me parece o melhor país para isso tendo em vista os últimos resultados de WAG e MAG das suas equipes adultas.

      ResponderExcluir
    2. Rafael Margatto24 agosto, 2011 12:45

      Gostei muito das meninas que foram chamadas para o Treinamento da Seleçao, mas acho quem vai p Mundial é:

      Jade Barbosa
      Daniele Hypolito
      Daiane dos Santos
      Adrian Gomes
      Priscila Cobello
      Bruna Leal.

      A equipe ta boa, basta as meninas colocarem um pouquinho mais de Dificuldade {Trave da Pri ta um Show basta cravar} e tambem melhoras as limpezas da serie { Jade no DE e Dai nas Chegadas}

      Brasil tem sim Chances Reais de ir p Londres e ir p Final p Equipes no Mundial.

      Força Garotas

      ResponderExcluir
    3. A filosofia referente a preparação na Belgica não acrescenta muito a nossas meninas. O intercambio seria muito valido se o país escolhido tivesse sido Russia ou EUA.
      Acredito que nesta altura do campeonato as series ja estejão todas decididas e não haverá aumento de dificuldade.
      Neste contexto as chances de finais individuais são muito pequenas para Jade e Daniele SOMENTE. Apenas um dia muito bom surpreenderia com outra menina.
      Espero que façam um belo trabalho para que nós possamos apreciar tudo com emoção, sem imaginar que elas não tenham qualquer chance...

      ResponderExcluir
    4. Até concordo que já passou da hora do Brasil ter um ginásio top pra treinar (um em cada região do Brasil, por que não?).
      mas...
      Ao contrário de vocês espero me surpreender muito com o Brasil.
      Apesar da equipe não se renovar tanto, temos ginastas com um nível satisfatório.
      . A Adrian tem um trave e salto forte, vai ajudar muito (ela tem uma execução muito boa).
      . A Priscila tá com uma trave espetacular! que sequencia é aquela gente.... mas nos outros aparelhos infelizmente vem deixando a desejar.
      . Bruna Leal, infelizmente não vejo ela no mundial, pois seu nível técnico não esta bom...
      . Ana Cláudia Silva, vai ajudar o Brasil no solo (tenho quase certeza que ela vai fazer a tripla pirueta), a trave dela melhorou muito (que giros são aqueles?ótimos e a saída de dupla e meia?tá muito melhor que em 2007) nas paralelas ela vai ser a melhor brasileira no aparelho, pois tenho certeza que vai sair de duplo pra frente de novo.
      . A Daiane vai pro mundial, por conta da prova de solo que continua uma das mais difíceis do mundo (final, medalha? tudo pode acontecer).
      . A Jade vai pra final de salto de novo, o solo dela está excelente, e a trave tá com dificuldade, mas precisamos que ela acerte pra ajudar o Brasil.
      . Por último a Daniele, gostomuito dela, e ainda acho que ela tem chances de ir pras finais do AA e da trave, mas não tô mto esperançoso com seu duplo esticado, e o bi+yager nas paralelas não... mas mesmo assim ela vai ser responsável por equilibrar toda a equipe, assim como a Jade.
      PS: Cedrick e Lucas o Blog de vcs é o norte da informação da Ginástica brasileira, parabéns.

      ResponderExcluir
    5. concordo com o rafael mais bota mais dificuldades nas provas da bruna,da pri e da adrian,eu axo dificil.
      a TF elas tem xances sim e so acerta tudo no primeiro dia,AA dani e jade so outra so em sonho,e uma final no salto pra jade e so isso que podem conseguir.se a dani repetise a nota de trave do brasileiro teria xance de uma final BB mais sem xance la fora!
      jade
      dani
      dai
      pri
      adrian
      bruna
      tbm axo que serao as convocadas.
      se a ethiene repetisi o feito de pequim apostaria nela mas isso foi em pequim...
      que falta faz a khiuane numa hora dessas...

      ResponderExcluir
    6. Acho que elas estão, como sempre, deixando a desejar, poderiam estar fazendo muito mais do que fazem... têm potencial e talento de sobre... técnica e comprometimento com o treinamento de ponta do esporte é o q nos falta... Todas estão rendendo muito abaixo do que deveriam, em se tratando de ano Pré-Olímpico... Não sei se posso esperar mais do nosso país... Aqui, o esporte é encarado como amador e hoje o que vemos são sombras da era Oleg... Depois d sua saída, NINGUÉM mais evoluiu em NADA! Nossa técnica parece auto-destrutiva, corrosiva, e desfavorável a nosso talento... Olhem para Jade há 3 anos atrás, Daiane tbm... Daniele há 1... Bruna e Priscila há 2... Ana, Ethiene, Khiuani e Juliana há 3... Harumi, Janaína, Letícia, Anna e Nadhine há 2 (nossa equipe juvenil de 2009, ainda não vingou... Msm com tanto talento).

      ResponderExcluir
    7. É verdade, o que houve com a Ana Cláudia e com a Khiuani? Estava esses dias vendo os vídeos dela no pan, muito segura!

      ResponderExcluir
    8. Khiuani fez uma cirurgia nas costas e nunca mais voltou. Não espero ver mais nada dela.
      Ana Cláudia se recuperou de lesão recentemente, mas tudo que ela era instável aantes da lesão agora está pior. Cai no solo bem frequentemente, ub sem saída ainda(se for pra fazer aquele duplo pra frente sem chutar direito é melhor nao fazer mesmo) e trave com novas dificuldades, mas acertar que é bom tá difícil.
      Não vejo Ana Cláudia na equipe esse ano e ela nem foi pra Bélgica com o resto do grupo então acho que isso acaba com as chances dela esse ano.
      Dai, Dani e Jade e acho que Adrian já estão garantidas na equipe. Dai vai pelo salto e solo, mas dificilmente chegará na final. O problema da Dai no solo é a falta de controle nas aterrisagens e é um problema que ela tem desde que faz ginástica e isso é bem difícil de consertar a essa altura. Jade vai pra fazer AA e tentar vaga na final de salto e se souber aproveitar as oportunidades tem que dar o máximo pra pegar medalha no salto pq ano que vem acho que já vai ser beeeeem difícil. Dani vai pra faazer AA e colaborar com a equipe, auhauahau vai entrar sim na final de trave... como 40º reserva. Adrian vai pq tem salto, ainda que simples, bem executado(quem sabe ela nao faça um Y1,5) e pode contribuir com nota regular 13 perto de 14 na trave e no solo.
      As duas vagas restantes estão entre Bruna, Priscila, Ethiene e Gabriela. Não sei como a Letícia está, mas acho que esse ano não dá pra ela.
      A meu ver, Dani, Adrian e Jade all arounders,Daiane salto e solo. Precisamos de 2 barras, 2 traves, 1 salto e 1 solo. Bruna tem vantagem na barra e solo. Gabriela tem barra aceitável e solo aceitável. Ethiene tem barra assitível e os outros aparelhos de dar dó. Priscila tem trave com dificuldade mas com bastante errinhos de execução, solo(? nao sei como está a situação dela nesse aparelho), salto dá pro gasto pra tirar uns 13,500 e barras ruim.

      ResponderExcluir
    9. Fabiano Araújo25 agosto, 2011 15:09

      é verdade gente; a Khiuani é outra que SUMIU do mapa, assim como o Sasaki ultimamente.Pelo menos estou mais tranquilo pq ele ainda tá treinando (como disse no Cedrick no post sobre os convocados). Acho que a daiane não pega EF FX com aquela série SUJA, IMUNDA! Apesar dela fazer tsuk esticado, ela não deve passar de 8.200 de nota E... Mas vamos torcer pra que eu esteja errado. (yn)

      ResponderExcluir
    10. ana claudia esta fora do mundial e do pan esse ano,uma EF FX pra dai no solo eu nao espero e mais facil a dani,bruna eu axo muito insegura,adrian pode ajudar no salto e trave e pri no solo e na trave tbm.

      igor da khiuane eu ja sabia e a juliana vc sabe por onde anda?se aposentou?

      ResponderExcluir
    11. sabe cedrick da juliana?

      ResponderExcluir
    12. Bom Naiandeson, no último mês em que ela estava no Flamengo, já recuperada de uma lesão, prestes a competir no Brasileiro, Juliana teve uma outra lesão: treinando a série de barras, na hora da saída (ela tem a saída igual a da Gabi), ela bateu o pé ao virar o mortal e caiu de pescoço. Depois disso ela não competiu o Brasileiro e está de volta ao GNU. Só isso que eu sei.

      ResponderExcluir
    13. É eu sei que ela voltou pro GNU. Eu tinha esperanças na Juliana em 2007/2008. Mas né?! já passou o auge dela e ela nem mesmo teve um auge então acho que pra ela não há nada mais que fazer na ginástica, claro com intuito de entrar na seleção.

      ResponderExcluir
    14. Calma aí Igor! Se for pra ter esse pensamento Adrian Gomes jamais teria voltado para a seleção. E ela é uma das ginastas pra mim que, se fosse pra escolher a equipe pro Mundial hoje, seria uma das escolhidas. Até esse ano, Adrian não tinha tido um "auge". No entando ela está aí. A Juliana está mais fraca sim, mas, até que ela pare de treinar ginástica, não descarto a hipótese de tê-la de volta ás competições.

      ResponderExcluir
    15. sim isso pode acontecer de a ginasta surgir do nada após ter passado da sua época de maior chances de sucesso. Mas quanto? 1 em 100? e isso ocorre com ginastas que, mesmo que lentamente quase parando, evoluem em suas séries. A Juliana só caiu em suas séries desde 2008.

      ResponderExcluir
    16. Mesmo assim. Uma ginasta que chegou no nível que ela chegou não pode simplesmente ser ignorada. Quem se lembrava da Adrian? Ela estava trabalhando de garçonete num café...Enquanto a Juliana estiver treinando, espero que ela faça o melhor dela. Se o melhor dela for o suficiente para competir pelo país, ótimo!

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.