• "50% de chance" para Iordache

    Larisa Iordache sofre com lesão e vira dúvida para a disputa do ouro no Individual Geral

    As chances de disputar o ouro, para as campeãs européias, ficaram diminutas após Larisa Iordache ter sido diagnosticada com fascite plantar no calcanhar esquerdo. Iordache apresentou séries completas apenas nas barras assimétricas e trave durante o treino de pódio desta quinta-feira. A técnica Mariana Bitang disse ao final do treino que há "50% de chance" da jovem de 16 anos competir nos quatro aparelhos nas Olimpíadas de Londres. "É muito, muito difícil," disse Bitang. "Ela era a peça mais importante da equipe." A competição feminina começa no domingo com as classificatórias.

    Iordache é a mais recente Romena a ser chamada de "nova Nadia". Além de ter levado a Romênia a superar a Rússia no Europeu deste ano, Larisa levou o título no solo e terminou em segundo lugar na trave, atrás de Catalina Ponor. Ela ganhou seis medalhas no European Youth Olympic Festival do ano passado, incluindo o título no Individual Geral e ouros no solo e na trave.

    Bitang disse não saber quando irão decidir em quantos eventos Iordache irá competir. "Ela decidirá" informou Bitang. "Se ela puder, ela competirá."

    A lesão veio como um golpe à Romênia que vinha retornando aos bons resultados depois de alguns anos sem brilhar. As romenas conquistaram cinco títulos mundiais consecutivos entre 1994 e 2001 bem como o ouro olímpico em Sydney e Atenas. Entretanto, assim que Belu e Bitang deixaram o comando da seleção, a equipe romena começou a se desestruturar, tendo terminado em um distante terceiro lugar nos Jogos de Beijing e conquistando apenas uma medalha nas disputas individuais, o ouro no solo de Sandra Izbasa. A equipe romena ficou fora do pódio no Campeonato Mundial do ano passado.

    Update:  notícias extra-oficiais surgiram agora pouco informando que Larisa Iordache estará na disputa do Individual Geral. Ótima notícia para Iordache e para a equipe Romena.

    Fonte: http://sports.yahoo.com/news/romanias-chances-gold-hurt-iordache-211342806--oly.html
  • You might also like

    16 comentários:

    1. É uma lastima o que aconteceu com a Iordache, a ginástica e as olimpíadas só têm a perder com isso, espero muito por algum milagre que a deixe 100% até domingo.

      O que eu queria frisar na verdade é o espírito antidesportivo de muitos que comentam por aqui, principalmente à respeito das americanas. Realmente num mundo ideal todas equipes competiriam por igualdade e o AA teria uma diferença de 0.5 entre a primeira e a última colocada. Mas não é isso o que ocorre e mérito de quem conseguiu desenvolver a melhor equipe.

      Vamos argumentar concretamente: Rússia é superior por A+B, é a mais consistente e tal tal tal... por exemplo. Mas agora, torcer contra!? "Ahhh os EUA estão há muito tempo em evidência... já ganharam dois AAs seguidos e agora chega, tá na hora de uma Europeia", “Nossa pode ganhar qualquer uma, menos a Wieber ou a Douglas”. Que comentários infelizes estes! Uma menina, que como todas, treinou e dedicou mais de 10 anos da sua vida por uma única chance nas olimpíadas, não "deveria" ganhar por conta das suas idiossincrasias? Faça um favor a todos os amantes do esporte e mantenha-se calado.

      Ganhará a que se sair melhor e ponto, Douglas, Wieber, Mustafina, Komova ou sei lá mais quem. E se for o caso de uma americana ganhar novamente, ponto pros Estados Unidos, que confirmaram o que já vem dizendo há anos sobre todos os esportes: consistência, apoio, cuidado e investimento formam grandes atletas.

      É isso o que falta na maioria dos países. Dinheiro colocado no lugar certo. Para o âmbito nacional, o que são alguns milhões de reais? Até porque tirando os EUA e a China, nenhum outro país tem um pool maior que de 10 atletas de elite. E então vemos situações como estas, eu digo, é claro que é muito mais fácil uma atleta Chinesa ou Europeia se lesionar antes de um evento como esse! Muitas ainda treinam em aparelhos antigos, colchões velhos que mal aguentam o impacto sobre as articulações, não têm fisioterapia, banheiras de gelo, cirurgiões esportivos, nutricionistas, acompanhamento psicológico, especialistas em análise de movimentos, têm que se dedicar a uma outra atividade, carreira profissional ou estudos separadamente.

      É muito complicado, mas o resultado final que vemos em uma Olimpíada é completamente cego aos fundamentos da criação de um atleta de alta performance. E aqueles que investiram nisso, com certeza também são merecedores do título e não são dignos de julgamentos levianos, preconceituosos e xenófobos. Desculpa, eu sei que escrevi um texto de uma página praticamente, mas eu não queria deixar isso entalado, muitos brasileiros são péssimos torcedores a ponto de vaiar atletas internacionais quando estão aqui no Brasil, e não é assim que deve ser. Temos que comemorar um esporte tão lindo como a ginástica, independente de qual o resultado seja.

      Beijos, Ana.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Acho que todas ali treinam a mais de 10 anos, aliás muitas desde que aprenderam a andar,não é só nos EUA não viu. E porque eles tem de ser melhores e ninguém pode contestar? Eu também não to muito feliz de ver os EUA ganharem de novo não, gostaria muito de ver a Romênia ganhar e pq as pessoas têm de se calar ao emitir suas opiniões? Eu prefiro ver Larisa Iordache no pódio a ver Wieber ou Douglas, é questão de gosto, gosto mais da ginástica Romena que a ginastica robótica, sem expressão das americanas. No caso delas (as americanas) ganharem, bom para elas, concordo que será um belo espetáculo, mas se for por opinião e gosto, prefiro a escola européia, sobretudo do leste europeu. Então, me perdoe se você torce para os EUA e muitos aqui não, respeite a opinião das pessoas também.

        ABRAÇOS
        CARLOS SAMPAIO - AM

        Excluir
      2. Carlos, acho que você deveria ler novamente o que eu disse porque os seus questionamentos não casam. Não disse que só nos EUA as meninas treinam há mais de 10 anos, eu disse e cito: "Uma menina, que como TODAS, treinou e dedicou mais de 10 anos da sua vida." fazendo questão de não desmerecer os esforços de ninguém.

        E também disse que acho que as pessoas devem criticar com coerência e não que contestar era absolutamente proibido. Você coloca um ponto relevante quando diz que prefere as ginastas do leste europeu pela parte artistica do esporte, é justo e eu também gosto, sou MIL vezes o solo da Khorkina ao da Patterson em 2004, ainda assisto a Podkopayeva com o coração palpitando, você não precisa me dizer isso, eu fui ginasta por um tempo, mas sou bailarina por formação, minha inclinação é óbvia.

        Só que mais que culpar as americanas por isso, culpe a Nelli Kim, o código de pontuação que tem deduções ridículas e quase que por elementos externos (como a música ter poucas variações de ritmo...afff) na questão artistica e o sistema de pontuação aberta que força as meninas a executarem 4/5 passadas por série e ainda mais que agora é obrigado cravar fica ainda mais parecido com a ginastica masculina. O código mudou, mas muitas europeias não, e não tem como manter a tradição e jogar pelas regras ao mesmo tempo nesse caso. Também acho uma lástima.

        O que eu não suporto ouvir é alguém dizer que torce contra pelo simples fato de serem americanas. Isso não me soa nada diferente do que alguém dizer: "Não torço para Daiane porque ela é negra". Isso é estereotipado e preconceituoso, até pq, nem toda americana é robotica e nem toda russa passou pelo Bolshoi (alias quase morro quando lembro das coreografias ridiculas da Zinganshina. Ela não dançava, mudava de uma pose pra outra. Amanar tb nunca foi uma grande dançarina)

        Também não sei de onde você tirou "ver os EUA ganhar de novo", pq se você se refere ao TF, tirando 2008 com a China e 96 com os EUA, desde 1950 o esporte é um revezamento de primeiros lugares entre a Romênia e Russia ( e antigamente URSS).

        E por fim, eu não torço pra ninguém, torço pelo meu país se sair bem como uma boa brasileira, mesmo que sem chances. De resto, acompanho a ginástica de perto desde 1992 sempre com o auxilio do CoP nas mãos pra não me deixar enganar e sou alguém que respeita qualquer que seja a equipe/ginasta campeã, não deixando que minhas preferencias se tornem motivos para comentários maldosos ou irracionais. Somente.

        Abraços,
        Ana - SP

        Excluir
    2. Que ela tenha forças para competir o 4 aparelhos. Não é possível que não exista um medicameto permitido pelo COI e pela FIG que não alivie a dor. Pelo que entendi sobre a lesão, não é um esporão, mas dói tanto quanto, ou até mais.

      Minha mãe tem esporão, e nas crises mais graves ela simplesmente não consegue colocar o pé no chão.

      ResponderExcluir
    3. Eu nunca vi tanta lesão(nos treinos), como nessa Olimpíada,as americanas devem ter adorado essa notícia sobre a Iordache.Uma pena.Mas a Maroney não está livre.

      ResponderExcluir
    4. Infelizmente as lesões fazem parte do dia a dia dos atletas. Essa ginasta é a melhor da Romênia na atualidade, porém, a probabilidade de ela competir somente em dois aparelhos, com certeza vai tirar as chances do seu país de subir ao podium. Por outro lado, isso mostra também o quanto a Romênia anda “capengando” na ginástica. Em outros tempos, ela seria facilmente substituída. Como a realidade hoje em dia é outra, esse país que já conquistou inúmeros títulos dentro das competições de ginástica, deverá brigar pela medalha de bronze, e com chances reais de não conquistá-la.
      Webiston Barbosa Reis
      Brumado - Bahia

      ResponderExcluir
    5. Tomara que dê tudo certo pra ela e pras romenas. Queria tanto ver iordache no pódio do AA. Queria tanto ver ela vencendo jordyn no aa e raisman no fx. Seja o que Deus quiser agora.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Preferia ver vencendo as chatas das russas.
        Mas como no europeu as russas ñ mostraram nada,tomare que dê chinesas.

        Excluir
      2. Que ganancia pra ver essas romenas ganharem de qualquer jeito hein!

        Excluir
    6. Alguém que assistiu o PT das romenas disse que a saída dela da trave foi perfeita. Um salto com triplo giro não é nada fácil. Tenho muitas esperanças ainda!!!!

      ResponderExcluir
    7. Segundo um site romeno, Ela vai competir! Vejam:

      TVR: Iordache ginasta Larisa vão competir nos Jogos Olímpicos
      Larisa Iordache vai competir domingo na competição de ginástica nos Jogos Olímpicos.

      Ela está indo muito bem, disse a repórter da TVR, em Londres, Alina Alexoi. A notícia contradiz aqueles enviados na quinta-feira, quando a imprensa noticiou que o esporte Larisa Iordache não seria capaz de competir devido a lesão.

      Fonte, em romeno: http://www.tvrinfo.ro/tvr--gimnasta-larisa-iordache-va-concura-la-jocurile-olimpice_19578.html

      ResponderExcluir
    8. O restante da matéria, com a tradução do google:
      TVR Reporter anunciou em Londres na sexta-feira, a informação TVR, Larisa Iordache que se sente bem agora e vão competir domingo na competição de ginástica.

      A notícia vem depois de quinta-feira anunciou que Larisa esportes mídia não será capaz de ter competido no complexo olímpico individual.

      Alina Alexoi conversou com Iordache Larisa depois de um treino que Larisa teve na noite de quinta-feira e obtido exclusivamente por declarações altletei que garante ao público que irá competir com qualquer risco.

      Informações TVR vai transmitir uma entrevista exclusiva com Larisa Iordache, garante que o atleta está pronto para competir com todas as forças.

      "Muito boa notícia" repórter enviado TVR.

      "Eu conversei com ela pessoalmente depois do treino. Não tem mais dor. Fato, um dia ele se sentiu pior, mas foi poupado, o que é extremamente bem", diz TVR repórter.

      A incerteza em torno Larisa Iordache aparentemente mobilizou as outras meninas.

      "Eu vi ontem à noite um Ponor Catalina incríveis 25 anos, a execução de elementos que não executam qualquer oito anos atrás, em Atenas, quando ele se tornou campeão olímpico triplo. Vi Sandra Izbasa altamente motivados e uma equipe da Roménia muito unidos ", disse o repórter TVR, Alina Alexei.

      ResponderExcluir
    9. Nao tenho certeza mais parece Larisa fez uma trave no PT de valor 7

      ResponderExcluir
    10. Mesmo q ela possa competir no AA, dificilmente ira medalhar, pq depois dessa, certamente ela não ira fazer amanar no salto ai complica, sem contar q terá dificuldade em executar os outros aparelhos, uma pena! :(

      ResponderExcluir
    11. QUE MARAVILHA DE NOTÍCIA, TOMARA QUE ELA ESTEJA REALMENTE BEM!!!

      ResponderExcluir
    12. Saiu a ordem de participação das altletas romenas:

      Salto: Diana Chelaru, Catalina Ponor, Sandra Izbasa, Larisa Iordache
      Paralela: Bulimar Diana, Diana Chelaru, Larisa Iordache, Sandra Izbasa
      Trave: Diana Bulimar, Sandra Izbasa, Larisa Iordache, Catalina Ponor
      Solo: Diana Chelaru, Catalina Ponor, Sandra Izbasa, Larisa Iordache

      Fonte: http://www.facebook.com/#!/CatalinaPonor

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.