• Análise da final por equipes masculina - Londres 2012


    Final polêmica, cheia de erros, mas, ao mesmo tempo, com performances excelentes. Mais uma vez a China foi campeã olímpica! Mais uma vez o Japão ficou com a prata. Mas dessa vez, nem mereciam o bronze! O pódio estava lindo, radiante, mas os juízes aceitaram uma revisão de nota do Japão, do ginasta Kohei Uchimura no cavalo com alças, que acabou subindo o Japão do 4º para o 2º lugar no pódio.

    A competição começaria mais ou menos assim: Japão e China disputaria o ouro enquanto Estados Unidos, Rússia, Inglaterra e Ucrânia brigaria epelo bronze. Sem dúvidas, a equipe chinesa era a favorita nessa competição.

    1º China - 275,997

    Pouco antes dos Jogos começarem, Teng Haibin sofreu uma lesão e teve que ser substituído por Guo Weiyang. O ginasta não decepcionou e conseguiu se apresentar bem em todos os aparelhos que competiu. Particularmente, achei a postura dos chineses bem ruins. Acho que todos estão acostumados a vê-los com a postura bem melhor nas apresentações e essa falta de postura foi sentida por quem acompanhou o evento. Apesar disso, as notas foram suficientemente boas para colocar os chineses no lugar mais alto do pódio. Mais uma vez!

    Não sei se foi por tática de equipe ou não, mas a equipe chinesa não utilizou elementos de voo de risco na barra fixa, como os kovacs! Esses são os elementos que apresentam maior grau de dificuldade mas, ao mesmo tempo, maior risco de queda. Os chineses conseguiram construir grandes notas de partida com os trocos e stalders e, também, com largadas e retomadas de menos risco. No final, a equipe chinesa conseguiu recuperar o desempenho fraco que tiveram na etapa classificatória.


    2º Japão - 271,952

    O Japão teve um dos piores desempenhos em uma final por equipe. Kohei Uchimura teve performances fraquíssimas, comparadas com ele mesmo. Os japoneses, cada vez mais, estão acostumados com o gosto da prata. Tanto que, nessa final por equipe, não conseguiram sentir o gosto do 4º lugar e, por meio de uma petição que não deveria ter sido aceita, conseguiram pular para o 2º. Decepcionante! O pódio estava formado e os ginastas premiados comemorando, afinal, fizeram o melhor para obterem o resultado conquistado. Mas tiveram que ser trocados pelo Japão, uma equipe que nem ao menos comemorou. Abaixo, regras referentes ao cavalo com alças e as considerações das saídas dos aparelhos. Leia com atenção e formule sua opinião a respeito (clique na foto para ampliar).

    Regras para saídas

    Deduções específicas do aparelho cavalo com alças

    3º Grã-Bretanha - 271,711

    A Inglaterra chegou onde merecia! Se classificaram pela primeira vez para uma final olímpica e já saíram com uma medalha! Esse ano, mais precisamente no dia 12 de abril, eu fiz um post sobre a equipe inglesa. Escrevi o seguinte:

    "O cavalo com alças é considerado como a trave da ginástica masculina: por vezes, define uma competição! A Inglaterra vem mostrando excelentes séries nesse aparelho (...) Pode ser que tenham feito do fraco o mais forte. Enquanto equipes grandiosas, como os EUA, sofrem com notas baixas nesse aparelho, os ingleses não tem com o que se preocupar (...) nos Jogos de Londres talvez consigam ter a melhor nota no aparelho. E talvez consigam se classificar para a final por equipes!"

    Quanto a nota por aparelhos, acertei em cheio! Os ingleses foram os melhores no cavalo com alças, com 45,932! E na final por equipes, o que já seria grandioso foi ainda melhor! Na época eu não esperava que eles ganhassem uma medalha por equipe mas, a medida que os Jogos foram se aproximando, fui vendo que realmente eles tinha chances de bronze. Bronze que foi prata.

    4º Ucrânia - 271, 526

    A equipe ucraniana fez o máximo que pode. Liderados por Nikolai Kuksenkov, erraram o mínimo possível. E conquistaram um resultado que seria possível conquistar! Ficaram com o bronze. Entretanto, o gosto do resultado final, depois da correção da nota de Uchimura, vai ser difícil de engolir.

    5º Estados Unidos - 269,952

    Danell Leyva chorou. Chorou porque, mais uma vez, em mais uma final importante, os americanos deixam uma possível medalha escapar! A pontuação conseguida nas classificatórias (se classificaram em primeiro), de 275,342, era suficiente para terem ficado em 2º lugar. E alguns décimos atrás da China...

    6º Rússia - 269,603

    A Rússia também foi bem nas classificatórias, se classificando em 2º para essa final com 272,595. Pontuação que teria deixado os russos em 2º nessa final, 3 pontos atrás da China. Alguns erros imprevisíveis aconteceram. Ginástica é isso.

    7º Alemanha - 268,019

    Mais uma vez, Philipp Boy deixou a desejar. Nas classificatórias Boy competiu mal e, além de ajudar pouco a equipe, não consegui se classificar para nenhuma final. Talvez a equipe teria competido melhor se ele tivesse sido substituído em alguns aparelhos...

    8º França - 265,441

    A França competiu com uma equipe de reservas. Confira os nomes dos atletas franceses que foram cortados por lesão:

    Thomas Bouhail
    Samir Ait Said
    Benoit Caranobe
    Danny Rodrigues

    Tenho que destacar a participação de Hamilton Sabot, que foi excelente! Fez o seu melhor e pode ter sido a melhor participação da França nessa final. A pergunta que fica: como teriam se saído sem os cortes dos lesionados???



    Brasil - 2016

    Ansioso pela participação do Brasil numa final por equipes...E isso está próximo de acontecer!

    Para visualizar os resultados completos da final por equipes, clique aqui.
  • You might also like

    6 comentários:

    1. Eu fiquei muuuito chateado, o Oleg Stepko e o resto da seleção Ucraniana estavam tão felizes, fiquei tão feliz com o Bronze deles. E quando a Gra Bretanha caiu da prata pro bronze foi vaia geral no ginasio...

      ResponderExcluir
    2. Negócio tá feio pro Arthur Zanetti a medalha nas argolas tá muito dificil mesmo! eu sabia que na Olimpiada o chines iria mostrar o "Fubá" pelo jeito vai ser 4 lugar mesmo na final; mas para o Brasil é um ótimo resultado!
      PS: Mustafina (diva!) e Komova sorte no AA VAI RUSSIA!!

      ResponderExcluir
    3. foi sem graça o japão ter ganho a prata depois da ucrânia ter comemorado um tempao! sem falar que a Russia ficou fora do podio...odiei!

      ResponderExcluir
    4. Parabéns GB e Ucrânia. Pq o resto foi uma tremenda decepção... O segundo lugar do Japão com tantos erros é uma vergonha, por favor FIG! Volte com o sistema 4-3! A competição por equipes está virando um cassino! É como se apostar na sorte! Com certeza não ajuda nenhum atleta, que já está na competição mais desgastante psicologicamente da vida dele, saber que uma queda custará uma medalha pro seu país e ele vai ter que conviver com isso pro resto da vida! Eu não entendo a federação... eles fazem umas regras pra ajudar os atletas sem tradição (2 por país) e ferram os grandes (equipes nas finais no 3-3)... não tem lógica!

      ResponderExcluir
    5. a verdade é que o primeiro resultado teria sido o mais justo, os ucranianos não tem altas dificuldades mas não falharam! Japão não merecia a medalha pelo o desempenho de ontem!

      ResponderExcluir
    6. Fiquei satisfeito com a garra da França mesmo com atletas lesionados!E feliz com mais um fracasso dos EUA...

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.