• A maior perda da ginástica brasileira



    Na última semana, o corte de Jade Barbosa da equipe olímpica de ginástica artística tomou conta dos noticiários. As manchetes reportavam das maneiras mais variadas os motivos de tal decisão: cláusulas contratuais, má atitude da atleta que não compareceu quando convocada, o não cumprimento da agenda de competições e treinamentos impostos pela CBG como parte de um processo seletivo e assim por diante, uma série de questões aparentemente sem solução surgiram e culminaram na exclusão de Jade da equipe olímpica do Brasil há um mês do início das competições em Londres.

    Jade Barbosa não teve a chance de brilhar nas Olímpiadas de Pequim por conta de uma grave lesão em seu punho direito que à época ainda não havia sido diagnosticada. Acredito que tal qual Alicia Sacramone, que buscava redenção por sua performance aquém na final por equipes que deixou o EUA “apenas” com a prata, Jade buscava exorcizar o fantasma de sua própria performance em Pequim. A espera de uma real oportunidade olímpica chegou ao fim de maneira controversa e triste. As notas de Jade no salto e sua classificação para uma final individual do aparelho farão falta para a equipe e para o esporte. Contudo, o título deste artigo fala da maior perda da ginástica brasileira. Apesar de me solidarizar com a Jade como atleta, seu corte não foi a maior perda que tivemos, mas sim a reação de alguns ditos “fãs” brasileiros para com a ginástica de seu país.

    Com ou sem Jade, a equipe brasileira irá representar o Brasil no maior evento esportivo do mundo. Cinco atletas que treinaram, suaram, lesionaram-se e continuaram a treinar assim mesmo, dedicaram-se durante muito mais do que os anos entre uma Olimpíada e outra, estamos falando da dedicação de uma vida inteira. Não pense nem por um minuto que essas meninas são preguiçosas porque não conseguem fazer um Patterson de saída na trave ou que são incapazes porque não conseguem fazer um yurchenko com dupla no salto. Elas treinam, treinam e treinam enquanto você, dito “fã”, está com seus amigos no shopping numa quarta-feira à tarde ou mesmo na frente do computador criticando os vídeos das séries delas e escrevendo no facebook mensagens pejorativas.

    Digo e enfatizo: nossas atletas estão dando o seu melhor. Limitações todos temos, esportistas não estão fora desta regra. Além disso, as expectativas delas e a cobrança direta que existe em cima delas é muito maior e mais importante que a sua, dito “fã”. Dizer que as atletas irão apenas passear em Londres é um grande desrespeito ao trabalho que se construiu e ainda se constrói. Você acha que não foi fundamental para a ginástica brasileira ter Luísa Parente nas Olimpíadas de Seoul em 1988? Mesmo sem chances de medalha, Luísa esteve lá, representou o país e mostrou a ginástica do nosso país em verde e amarelo. Ver uma atleta chegar num palco olímpico e representar bem o país é motivo grande de orgulho e um grande passo na direção certa que infelizmente os “fãs” não entendem porque estão muito preocupados apenas com quem vai ganhar ouro, prata ou bronze ou porque só as grandes potências tem "ginástica de verdade".

    Como os ditos “fãs” podem desejar mal a sua própria seleção? Se os resultados não estão satisfatórios, não seria esse mais um motivo para apoiar e torcer pelo Brasil? Só queremos ser Brasil quando somos campeões mundiais? A sua torcida contra não vai mudar a situação, mas pode piorá-la já que a mídia é suscetível ao público, e se o público diz que não quer mais saber de ginástica, adeus copas do mundo na SporTV, meeting internacional e patrocínio.

    Podemos ficar em último lugar em Londres como muitos clamam e até desejam, mas quero ver Daiane dos Santos voando no solo em sua última Olimpíada, Daniele Hypólito competindo AA aos 27 anos e detonando na trave, Laís Souza em seu surpreendente retorno, Adrian Gomes e Bruna Leal competindo bem em sua primeira participação olímpica, quero torcer por uma competição limpa, sem quedas. 

    Ser fã de ginástica não é torcer para que uma atleta caia ou se machuque, mas sim torcer para que todas executem o seu melhor e nos dêem o espetáculo que aguardamos a cada 4 anos. Esta mentalidade enquanto fã também faz parte da evolução do esporte no país, e acredito que seja mais significativa do que se pensa. Somos nós fãs que ditamos o olhar do público sobre o esporte, devemos ter cuidado com o tipo de impressão que passamos afinal a ginástica brasileira continua após Londres, e você continuará apoiando o Brasil? Ou vai esperar Rebeca Andrade ganhar uma medalha em um mundial para voltar a ser fã?

    Antes de exigir que a ginástica evolua no Brasil, é preciso que alguns “fãs” evoluam primeiro a ponto de conseguirem apoiar e valorizar seus atletas mesmo sem uma medalha de ouro no peito. O apoio ao esporte e aos atletas a meu ver também vale ouro.
  • You might also like

    66 comentários:

    1. Maravilhoso texto e merece TODO o respeito. PARABÉNS.

      VOCÊS JÁ SÃO MAIS QUE VENCEDORAS MENINAS, TODA SORTE DO MUNDO PRA VOCÊS, FORÇA BRASIL!!!!

      ResponderExcluir
    2. Muito bom. Os ginastas se sacrificam tanto, sofrem tantas dores e lesões. Eles merecem o nossos apoio sempre e incondicionalmente. Espero que tenhamos surpresas em Londres, assim como a Daniele Hypolito nos surpreendeu e alegrou muito no Pan de Guadalajara.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. ham!que pan eu acho que não assistir.

        Excluir
    3. Legal, mas foi você que ficou todo nervosinho no post que você fez sobre a retirada da Jade das Olimpíadas.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Quem postou o texto foi o colaborador Igor Almeida. Quem postou sobre a Jade foi eu, Cedrick Willian. Fiquei nervoso sim com o corte inicial da Jade. A minha primeira reação foi essa. Entretanto, após conhecer profundamente todos os bastidores da história, prefiro não expor a minha opinião. Independente disso, Jade vai fazer falta. Fazendo falta ou não, ela não vai. Se ela não vai, meu respeito para as que vão, porque, como o texto do Igor já fala, essas que vão foram as que continuaram treinando, se lesionaram, pagaram o preço e conseguirão estar em Londres. Parabéns pra elas!

        Excluir
      2. Qual é o título dessa matéria para eu poder ler?

        Excluir
    4. Alexandre Vieira Charles09 julho, 2012 05:23

      E isso vai alem da ginastica!
      Uma parte significativa da populaçã não tem preparo seja cultural, etivo ou intelectual para contemplar eventos esportivos.
      Vaias a times adversários, desrespeito a juizes e até com nossos atletas (o caso do jogador do volei Futuro Michael por exemplo).
      Existe uma turma dizendo que o Brasil não deveria ser sede de uma Olimpíada por conta de problemas estruturais. Eles são arrebatadores em condenar os problemas no transporte público, na segurança, na saúde...
      Ressalvadas as respectivas pertinências a maior VERGONHA nao virá destes problemas que todos nós conhecemoa de perto. A VERGONHA virá das pessoas nas arquibancadas vaiando atletas do mundo inteiro! Atirando objetos contra arbitros. Menoscabando os comportamentos ditos indesejáveis (vejamos os comentários sobre o Diego Hypolito por exemplo). O atleta esta ali para uma performance esportiva e seu comportamento íntimo não é de domínio público, ou seja, não interessa a ninguém alem dele próprio!
      Queria tanto que fosse diferente - que nosso público lotasse as arquibancadas e fizessem silencio quando o hino de outro país toca, que aplaudíssem uma ginasta que sofre queda em série simples mas que está pela primeira vez em uma Olimpíada, que não sejam rudes com os visitantes, que não xinguem os arbitros, que não invadam campos e quadras, etc. Pessoas que respeitem o esporte e seus praticantes.
      O patriotismo não pode ser sazional, e sim um sentimento contínuo, que deve aumentar em tempos de adversidades.
      Amar o país e quem está lá usando nossos uniformes!!!
      Respeitar as lágrimas, o suor e o sangue daqueles que estão ali já foge do patriotismo para uma questão de HUMANIDADE.
      Sorte meninas da ginástica! Estaremos torcendo muito por vocês!!!

      Alexandre Vieira Charles

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Nåo me leva a mal nåo, mas isso é complexo de país subdesenvolvido e nåo tem o menor fundamento. Nas Olimpíadas de Atlanta o público americano vaiava tanto qq time que nåo fosse o americano que as russas falaram abertamente sobre a falta de educaçåo do público. Em Atenas 2004 o público grego vaiou a arbitragem por 10 minutos devido a uma baixa nota de Alexander Nemov e continuou vaiando a apresentaçåo do americano Paul Hamm, e que história louca é essa de tacar objetos em árbitros em competições no Brasil, nunca vi isso...eu hein !

        Excluir
    5. Fantástico editorial. Nesse desenrolar da Jade, o maior problema é quem está por trás disso tudo, querendo levar vantagem em cima da garota. Em vários episódios, seu pai foi o grande tumultuador. O problema não é a atleta, nem a CBG, isso vcs podem ter certeza. Quanto ao desempenho das atletas em Londres, espero que elas dêem o melhor de si, com chances reais de o além do que foram no pre-olímpico. Que seja assim o futuro a ginastica brasileira.

      ResponderExcluir
    6. Só que não, né? AHHAHHAUUHAHAHUHUHUAHU Achei uma dramalheira desnecessária

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Não foi drama nenhum...ninguém aguenta mais essas pessoas que não tem a mínima ideia do que é participar ativamente da ginástica fazendo comentários grotescos a respeito de tudo!

        Tenho certeza que a Coreia daria tudo para estar em Londres. Assim como Holanda, Bélgica e Espanha. Estamos indo para a nossa segunda Olimpíada com uma seleção completa e os "fãs" não conseguem ver o lado bom disso.

        Excluir
      2. *terceira (concordo com td o q disse, Cedrick!)

        Excluir
      3. Sim! Que equívoco! Terceira!

        Enquanto países como o Canadá e a Espanha, que já estiveram entre essas doze equipes Olímpicas, tiveram que ficar de fora por um tempo...Espanha ainda não conseguiu voltar. Canadá recuperou o seu prestígio. Brasil nunca saiu, e esperamo que continue SEMPRE entre essas doze.

        Excluir
      4. "E ESPERAMO "kkkkkk

        Excluir
    7. Vou torcer pras americanas e pros Japoneses pq torcer pro Brasil é perda de tempo com jade já era quase garantido ficar nas ultimas posições sem Jade...

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Os verdadeiros fãs de ginástica não torcem só para finais e medalhas, eles torcem para as ginastas que eles gostam cumprirem oque pretendem fazer!!

        Excluir
      2. Infelizmente a ginastica do meu pais ñ é qualificada o bastante para conseguir alguma medalha!! Mais torço para que elas façam o melhor que conseguirem!

        Excluir
    8. Espero mesmo que as meninas façam o seu melhor. E que mostrem que a ginástica brasileira não é só Jade, como alguns acham.

      Essas meninas que vão à Londres merecem estar lá. Cumpriram agenda, cumpriram contrato, correram contra o tempo (caso da Laís) e merecem muito estar lá.

      Toda a sorte do mundo pra elas.

      ResponderExcluir
    9. Realmente, a CBG tem tantas boas ginastas, assim como EUA, China, que pode se dar ao luxo de excluir uma de suas principais ginastas. Em um país em que se leva somente o que tem pra Olimpíadas, briga de egos não leva a nada. Bem, vamos esperar começar os jogos e ver nossa ginastica café com leite.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Uma de suas, não. A SUA PRINCIPAL ginasta.

        Excluir
    10. Realmente, Jade irá fazer muita falta, não critico a CBG pq se eu fosse menbro da CBG também votaria contra a ida de jade a londres,eu sei que ela tem muito potencial é se tinha chance ou não no salto ela iria provar isso na competição!!! sei que as ginastas que estão indo não são tão boas, não tem a nota de partida tão alta no salto,e não supre as notas de jade em outros aparelhos, mas elas tiveram compromisso, assinaram o contrato e estão treinando duro pra representar o brasil lá fora!!
      Jade poderia sim ter ido, se ela não quis assinar por questões de patrocinio, assinase por amor ao esporte, ou por fazer valer apena esses 4 anos de esforço e dedicação, mas em fim muitas coisas acontecem e agente não entende o porque!!! MUITA SORTE PRA BRASIL NAS OLIMPIADAS !!!

      ResponderExcluir
    11. EU amo a ginastica, Brasileira achei que Brasil teve uma evolucao incrivel nos ultimos anos, nosso pais e a hpmidia em geral tem tado um grande espaco pra ginastica arristica, algo notorio e satisfatorio. Nossas equipes sao formadas por atletas de muita garra que merecem grande reconhecimento, mas eu acho que infelizmente a Cbg desprestigia sua proria ginastica e toma atitudes as vezes que nao contribuem pro crescimento do nosso esporte no pais tomando atitudes que pensam ser politicamente corretos... mas de qq forma o Brasil vai ter feitos ineditos oe,m LOndres podem esperar, eu vou torcer muito!

      ResponderExcluir
    12. Isso é incrível, teve um post com mais de 50 comentários falando mal das brasileiras e agora vão ter mais de 50 comentários defendendo elas,bando de gente falsa, então vamos comemorar o 12° lugar do Brasil em Londres e não vamos reclamar!

      ResponderExcluir
    13. Finalmente um pouco de lucidez. Também acredito que nosso sentimento deva ser de total apoio e acreditar que as atletas estão fazendo o seu melhor (porque estão), ninguém quer participar de uma Olímpiada sem compromisso, ninguém vai lá passear, e continuamos entre as 12. Lembrem-se de que ninguém acreditava na classificação também. Lembrem-se que Daniela Hypolito ainda se classifica para finais AA, Lembrem-se de tudo que Daiane já fez pela seleção, lembrem-se de que Laís pode surpreender.
      Boa sorte para todos nós.

      ResponderExcluir
    14. Perfeição existe e está nesse texto. Parabéns Cedrick e a Igor. Concordo com tudo.

      ResponderExcluir
    15. Eu sou um dos brasileiros que estará nas arquibancadas de Londres asssistindo as meninas do Brasil. Logico que vou torcer mas é triste vc torcer só pra seleção nao errar pra mesmo assim ficar em ultimo.A unica que fazia eu ter alguma esperanca nao estara lá... muito triste

      ResponderExcluir
    16. Parabens!!Esse texto ficou ótimo vcs dizem tudo q os ''fãs'' precisam aprender e evoluir ! A jade n vai é uma pena pode ser uma medalha a menos pro brasil, mas n podemos esquecer q temos outras atletas q tem chance a Dani esta numa faze mto boa ela elevou seu nivel nas series e tem chances na trave no solo e no AA a daiane sendo sua ultima olimpiadas tenho certeza q ela ira se esforçar mtoo no solo sendo sua ultima chance de um ouro nas olimpiadas ela ira fazer o possivel para brilhar e conquistar isso. Temos tambem a lasi q apesar de estar voltando agora esta fazendo acrobacias de alto nivel vimos ela fazendo DTG e Dos Santos no solo entre outros aparelhos e a Adrian e a Bruna mesmo sendo sua 1 olimpiada pq elas n tem chance? claro q tem as vezes um erro de uma outra ginasta pode fazer elas pegarem um bronze pelo menos .... temos q apoia-las do mesmo jeito pois o apoio as motiva ! eu sou ginasta e sei bem como é isso ....

      ResponderExcluir
    17. Parabens!!Esse texto ficou ótimo vcs dizem tudo q os ''fãs'' precisam aprender e evoluir ! A jade n vai é uma pena pode ser uma medalha a menos pro brasil, mas n podemos esquecer q temos outras atletas de alto nivel q tem chances: a Dani esta numa fase mto boa ela elevou seu nivel nas series e tem chances na trave no solo e no AA a daiane sendo sua ultima olimpiadas tenho certeza q ela ira se esforçar mtoo no solo sendo sua ultima chance de um ouro nas olimpiadas ela ira fazer o possivel para brilhar e conquistar isso. Temos tambem a lais q apesar de estar voltando agora esta fazendo acrobacias de alto nivel vimos ela fazendo DTG e Dos Santos no solo entre outros aparelhos e a Adrian e a Bruna mesmo sendo sua 1 olimpiada pq elas n tem chance? claro q tem as vezes um erro de uma outra ginasta q pode fazer elas pegarem um bronze pelo menos ...Elas estão fazendo seus upgrades em segredo só sabemos dos d dani e da lais a dani ta fazendo uma trave de alto nivel e no solo ela vai incluir o DE e mudar as series de piruetas ( vai aumenta-las em vez de 1 p bate + 1 pirueta ela irá fazer 1 1/2 bate dupla pirueta + salto de dança ) a bruna ta treinando dupla e 1 1/2 bate mortal esticado entre as outras Podemos ter grandes surpresas em londres elas podem nos surpreender mesmo sem a jade Vcs dizem q els ficarão em ultimo por equipes mas talvez não só chegando no dia para vermos isso . temos q apoia-las do mesmo jeito pois o apoio as motiva ! eu sou ginasta e sei bem como é isso ....

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Onde tem essas informações? São verdade, esses upgrades?

        Excluir
      2. A se a Bruna voltasse a realizar Dupla Pirueta e Meia + Mortal Esticado (:

        Excluir
      3. Eu acho que não vai ter Duplo Esticado da Dani, por isso ela tá fazendo os upgrades das acrobacias que ela realiza em sua série atual.

        Excluir
    18. nossa que palavras bonitas , mais não me convenceram.eu toço muito pela ginastica brasileira ,mais não sou himpocrita ao ponto de também nao criticalas quando eu achar nescessário.a ginastica feminina vinha evoluindo muito aqui no beasil e de repente foi caindo e caindo.e nós fãs nao temos o direito de nos revoltar? porque?eu acho que falta força de vontade das atletas e tambem dos tecnicos em dificultar as serie .outros usam a desculpa de falta de recursos ,claro compreendo ,mas tem paises que tem menos recursos que o brasil e brilham ,como e atleta da republica dominicana que esta fazendo um salto super dificil todos crticam a execução ,mais quando ela acerta ,pense no notão, e a ana sofia gomes da guatemala tambem esta brilhando.a nossa melhor ginasta foi cortada dos jogos olimpicos e a cbg vem com a desculpa de que nao participou das programações mas tem que convocar que ,esta bem quem esta melhor quem temc hances de medalha .no texto o autor diz que so gostamos da ginastica se ganhamos medallha ,mais autor e apartir das medalhas que o apoio chega ,que os patrocinios aparecem , ou vc acha que as medalhas de daniele ,daiane nos mundiais não ajudaram ao brasil chegar em quinto em 2007?então gente eu desejo muita boa sorte para equipe do fundo do meu coraçao mais enquanto elas quererem competir sou por competir na o chegaram a lugar nenhum.

      ResponderExcluir
    19. Quanto drama. Criticar a ginasta não vai fazer de ninguém um poser.
      Que isso sirva de lição, porque essa história tá me dando uma vergonha.
      Eu sou brasileiro, mas do que adianta ser um torcedor fanático se nossa ginástica parece não evoluir?
      Não critico as meninas, pois sei que elas se esforçam horas e horas todos os dias, mas o problema está enraizado em nossa cultura que venera o futebol e não procura evoluir. Que tal aprender com as grandes potências? Por que as norte-americanas não dão esse vexame? E as russas? Qual é a dificuldade das brasileiras afinal?

      ResponderExcluir
    20. O texto esta perfeito.
      Bom Jade é uma perda irreparável, sim é mas um grupo tem se mais componente o que Jade fez conserteza as demais atletas se sentiriam muito ruim com a situação pois elas fizeram todo um cronograma a Jade quebrou todo um processo. Esse grupo que parece não ter muita harmonia quem não se lembra de Tokyo e México.
      Infelizmente são muitos detalhes pequeno que se toram muito grandes . Vou ficar na torcida pelas meninas fazerem uma boa apresentação, mas sabendo de toda nossa limitação.
      Esperamos que Rio 2016 temos uma equipe forte para brigar por medalhas.

      ResponderExcluir
    21. Meu sonho ver a Rebeca Andrade ganhando medalhas.

      ResponderExcluir
    22. Caros editores,
      Parabéns mais uma vez pela incrível lucidez presente em suas considerações sobre a ginástica nacional. Sou pai de uma pequenina atleta que alguns anos atrás se encantou pela modalidade, muito por sua determinação e insistência, ainda até hoje busca seu espaço.
      Vejo todos os posicionamentos uns bastantes acalorados outros nem tanto, mas certamente todos com seu fundo de verdade a partir de uma perspectiva individual de análise. E esta seja a grande dificuldade para uma verdadeira interpretação dos fatos, pois, na realidade, não há um lado vencido ou derrotado, quem perde neste processo de construção de poder é a modalidade, que até hoje não conseguiu se afirma como uma modalidade popular, se é que era isso que pretendiam com o projeto da CEF.
      O pouco que tenho vivenciado me fez perceber que além da complexidade deste esporte (DTY, yurchenko, beethoven “opa” acho que esse não é daqui), os bastidores são outro ambiente ainda pouco conhecido e de domínio de poucos, que no momento definem as linhas de atuação política da ginástica, mas quero acreditar que as decisões tomadas sejam para a evolução da Ginástica. Certamente definir se a atuação deste ou daquele dirigente é positiva ou negativa só poderemos ter uma resposta concreta com o tempo.
      Mas, certamente, as meninas que se encontram na mídia neste processo de ratificação da ginástica artística brasileira, são as mais penalizadas. Mesmo de longe, acompanho diariamente os treinamentos de auto-rendimento e sei o quanto isto e exaustivo, repetitivo e desgastante físico e mentalmente, são pressões de todos os lados: família, dirigentes, técnicos e até dos pais dos adversários, que atuam principalmente em vésperas de competições desqualificando trabalhos os quais suas rebentas não foram capazes de atingir, e assim, nivelam a ginástica não pelo potencial existente, mas pela mediocridade de suas criaturas. E este jogo parece reproduzir-se em várias instâncias, locais, municipais, estaduais, federais e muitas vezes internacionais, uma fez que é o mercado quem decide estas relações e estas possuem forte influencia financeiras, ainda dominante nas mesas de negociação.
      E esta é a grande sacada para modalidade, se focarmos cada vez mais nos talentos e fazer com estes realmente tenham condições mínimas para evoluir, certamente seremos uma potencia não só na ginástica, mas na economia, na educação, na saúde e em vários outros campos. Se um dia alertarmo-nos para isso ninguém segura o país. Só que para isso precisamos apreender a criticar e escutar uma crítica construtiva, pois esta construção demanda bom senso, esforço, mas principalmente respeito por aqueles que dedicam seu tempo para construção de um futuro melhor para a modalidade.
      João Guilherme
      Papa chibé do Pará.

      ResponderExcluir
    23. Sinceramente achei o texto incrível independente de ter a minha opinião contrária ...

      Alguns comentários meus foram impulsivos admito até mim arrependo, mas foi de momento e não posso muda-los ...

      Esse caso Jade foi uma bomba que explodiu e afetou a todos os Fãs da ginastica brasileira, continuou achando que a Jade não deveria ter sido cortada e continuou também não gostando dessa administração da CBG ( Opinião minha ) ...

      Só vou fazer uma coisa esperar as competições e ver no que da .. Não podemos fazer nada ao não ser apreciar esse evento maravilhoso que é a Olimpíada ..

      Marcos

      ResponderExcluir
    24. Se não temos a mesma perspectiva de uma seleção americana, russa, chinesa ou romena, quem seja porque não temos a mesma estrutura e incentivos financeiros das demais. Em contrapartida, mesmo sem Jade, temos, pelo menos, 3 guerreiras que já brilharam até em campeonatos mundiais: Daiane (mundial 2003: ouro no solo), Daniele (mundial 2001: prata no solo e 4º no AA); Laís (mundial 2006: 4º no salto). 11 anos se passaram desde Ghent e Daniele ainda tem grande chance de ser finalista em Londres no AA. Vamos dar um voto de confiança e torcer para que representem o país da melhor forma possível. Chega de derrotismo e de baixa autoestima nacional!

      ResponderExcluir
    25. BOA CEDRICK..

      ESSAS PESSOAS QUE SE DIZEM FÃS DE GINÁSTICA QUE SÓ SABEM EXIGIR DAS MENINAS E QUANDO ELES ESTÃO COM A BUNDA NA FRENTE DE UM COMPUTADOR ELAS ESTÃO LÁ, ABRINDO SUAS MAÕS NA PARALELA ARREBENTANDO SEUS TENDÕES E FAZENDO HORAS DE FISIOTERAPIA PARA TENTAR AO MINIMO SE CUIDAR!!!

      PABLO COBELLO

      ResponderExcluir
    26. Gente, você viram esse desabafo da Jade mostrando as mãos calejadas: http://www.tribunahoje.com/noticia/32608/esporte/2012/07/08/jade-barbosa-divulga-foto-chocante-das-maos-e-desabafa-sobre-olimpiadas.html

      ResponderExcluir
    27. Cedrick Willian Shakespeare :p

      enfim ... concordo com tudo , mais o pior sao os palhaços daqui fazendo ironia com o resultados que elas (brasileiras) irão obter .
      Bota PÈSSIMO nisso .

      ResponderExcluir
    28. Todos que estão criticando ou tomando as dores da Jade ou CBG, são os mesmos que vão criticar os resultados finais olímpicos de qualquer forma. Crentes que suas opiniões são importantes ou farão alguma diferença. Realmente passar o dia na frente do pc assistindo videos para falar mau dessa ou daquela ginasta é muito fácil. Ninguem aqui é arbitro, treinador ou responsável por qualquer confederação, muito menos ginasta, para falar com tanta autoridade sobre um atleta que dá duro para representar o pais, sofre com lesões e o pior ler ou ouvir criticas de gente que não sabe nem fazer um alongamento direito, critica um atleta por cair na competição ou não ter uma serie que parta de nota alta. Acho que os atletas nem se dão ao trabalho de ler esses comentários. Concordo plenamente com o um texto.

      ResponderExcluir
    29. Esse vídeo da Jade fazendo "mustafina", foi gravado quando?
      http://www.youtube.com/watch?v=-cCmeHQSH2g

      ResponderExcluir
    30. Muito blá blá blá, muita polemica.
      Oremos e torcemos para que elas façam bonito.
      Um empurrão pra quem me odeia ;*

      ResponderExcluir
    31. Nossa Falou tudo " Não pense nem por um minuto que essas meninas são preguiçosas porque não conseguem fazer um Patterson de saída na trave ou que são incapazes porque não conseguem fazer um yurchenko com dupla no salto. Elas treinam, treinam e treinam enquanto você, dito “fã”, está com seus amigos no shopping numa quarta-feira à tarde ou mesmo na frente do computador criticando os vídeos das séries delas e escrevendo no facebook mensagens pejorativas."

      ResponderExcluir
    32. Concordo com o post, só que a opnião das pessoas para que muitos se enganam importa. Patricínios são feitos quando o esporte e atleta tem popularidade. Veja o BASEBALL deixou de ser esporte OLIMPICO porque não tem apelo popular no mundo. Então aos que acham que a opnião de fãs não importam, pensem DUAS VEZES de afirmar TAIS COISAS, porque é ser mais IGNORANTE do que falar da GINASTICA LEIGAMENTE!!!!

      ResponderExcluir
    33. quanto hipocresia...

      ResponderExcluir
    34. Desculpa, mas não me conformo com a atitude da CBG, quem treina todo dia pra conseguir uma vaga olímpica são elas e não os dirigentes abusados dessa confederação que já se provaram por A+B que são os maiores incompetentes! Acorda fã da Ginástica, não é a primeira vez que a CBG descarta um atleta visando seus interesses e sua ditadura. Não desejo mal para nenhuma dessas atletas que vão a Londres, mas sem a Jade essa seleção não tem chance alguma de medalha ou classificação, não estou sendo mau e sim realista. Confederação Brasileira de Ginástica é um circo e os palhaços são os atletas que concordam com as atitudes abusivas e não mostram reação alguma sobre isso, a não ser quando são ameaçados financeiramente ( Dani e Diego Hipócritas ), não vou fazer parte dessa plateia burra, não assisto mais ginástica brasileira.

      ResponderExcluir
    35. Esse esporte só vai evoluir quando houver boicote por parte dos fãs a CBG, simple like that.

      ResponderExcluir
    36. Sim, concordo em partes, Cedrick. Claro que foi maravilhoso o país classificar-se novamente para as Olimpíadas. Mas não podemos negar que a qualidade caiu drasticamente.

      E não foi só nas execuções. Vai muito além disso. Caiu a qualidade da CBG, caiu a união entre as atletas, caiu a expectativa dos que acompanham a nossa seleção. Até 2008, tínhamos chances reais de medalhas - incluindo ouro. Duas saídas do tablado da Daiane, quase-quedas nos dois saltos da Jade, e isso sem esquecer a queda do Diego. A partir disso, nossa ginástica, que evoluiu tanto desde 2001, deu trinta passos para trás.

      Hoje não só os brasileiros, mas todo o mundo espera uma medalha de Arthur Zanetti. Ele tem a melhor execução do mundo e, até o momento, um preparo psicológico fora do normal. Extraordinário.

      O mundo também espera que Daiane pegue uma final no solo, mas não é mais pela sua execução - se dependesse só disso, good bye!. É, principalmente, pelo nome que foi construído desde Winnipeg, Pan de 1999, onde começamos a notar a potência da gauchinha. O Brasil mostrou que não vive só de futebol entre os anos de 2001 e 2011 (prata do Arthur). Todavia, esta verdade ficou mais fraca devido a briguinhas, teimosia e birras.

      Claro que tenho minhas ginastas prediletas - e meus ginastas prediletos. Claro que eu adoro o Sergio, que eu tenho paixão pela Laís e pela ainda juvenil Julie Kim. Claro que eu sempre serei fã da Khorkina, e que a Afanasyeva conquistou meu coração com o solo de 2008. Arthur e seu controle surreal, Zonderland e sua rotina de HB mais que insana.

      No entanto, acima de disso tudo, eu adoro o esporte. Adoro a Ginástica Artística. Não importa de qual país seja o ginasta, se ele voar, cravar, arriscar e acertar, eu aplaudo de pé. Por isso fiquei passada, possessa, chateada e cheia de raiva com este caso. O destaque das brigas apagou o brilho do esporte. O dinheiro ficou acima dele, o patrocínio ficou acima dele, a ânsia de ter razão ficou acima dele - isso nos dois lados da história.

      É inaceitável um país que já esteve entre os cinco melhores do Mundo como equipe, ter a ambição de estar entre os 12 melhores. Hoje, Canadá, Austrália e Japão tomaram nosso lugar. Vivemos a Síndrome que houve entre estes anos que o brasil brilhou (entre 2003 e 2008). Sempre com chances no individual, mas uma surpresa se algo de bom ocorrer em equipe.

      Oleg, volte! Reerga nossa glória Olímpica!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. De todos os comentários, o seu é realmente é o que diz tudo. Também concordo em partes com o texto. Acredito que ser fã não é simplesmente achar que o seu suposto "ídolo" sempre está certo ou perfeito, mas também é saber criticar quando estiver errado. Fico feliz com a classificação, mas não dá, realmente, para negar que a qualidade caiu. Mas, desejar que a seleção vá ruim em Londres é realmente uma postura feia e errada, assim como os torcedores brasileiros no Pan 2007, que vaiaram os atletas de outros países.

        Devemos torcer para que o Brasil melhore e invista mais em outros esportes, que faça uma futura geração se interessar por eles. Na questão da seleção, no entanto, acho que é torcer para que o Brasil, dentre aqueles países que estão no mesmo nível que ele na ginástica, possa ser o melhor, uma vez que não podemos ter a ilusão de que a equipe brasileira vai bater de frente com as americanas, russas, chinesas...

        Realmente a ginástica artística feminina do país precisa melhorar muito, e sim a Jade era uma esperança de medalha no feminino. Esta situação dela toda foi revoltante, e acho que ambos tiveram culpa. Gosto muito do esporte, assim como a Rê falou: Não importa de qual país seja a/o ginasta, se fizer tudo bonito e certo, e eu me emocionar com suas séries, irei aplaudir de pé. Aconteceu isso com a Nastia, Shawn, Gabby, Maroney, e em especial Ksenia, Musty e Vika.

        Excluir
      2. Não tem ninguém negando que a qualidade caiu. Não tem ninguém condenando a cobrança dos torcedores. Não tem ninguém negando que as chances de medalha no feminino são quase inexistentes (ainda mais sem a presença de Jade). O texto se trata de SUPOSTOS fãs, que sabem apenas criticá-las ofensivamente de forma tão absurda que, para mim, são casos em que cabem até processo por parte das "criticadas". Para vocês terem noção, a acessoria de imprensa da CBG me ligou pedindo ajuda, logo depois que esse texto foi publicado...Mas, o que podemos fazer além de tentar conscientizar esses "fãs"? Nada. Esse texto trata de uma tentiva...

        Espero que com essas explicações vocês tenham entendido...Abraço para as duas, considero muito a participação de vocês aqui no blog. Por isso tive a consideração em responder.

        Excluir
      3. Nestas últimas palavras, não tiro nenhuma razão vinda de você. Mas convenhamos que a CBG foi um pouco...digamos...inocente ao achar que, cortando a Jade, ninguém reagiria. Nenhuma pessoa mandaria reclamações. Eu mesma fui uma. Claro que depois, sabendo dis "podrecos" dos dois lados a história, a coisa mudou.

        A verdade é que este assunto já está virando "carne de vaca": algo batido, que nem a CBG e nem o lado da Jade querem comentar mais ("Carne de Vaca" é jargão jornalístico para um assunto que já foi explorado à exaustão e ficou envelhecido. Também chamado de "carcaça de boi").

        Obrigada pela consideração. Eu mesma penso em fazer um blog de ginástica, mas preciso de toda uma preparação. Não é algo do tipo "Hey, vou fazer um blog hoje!". Tem que ter preparo e você, mais que qualquer um aqui, deve saber disso.

        Continue com o excelente trabalho. Vai à Londres? Inveeeeja se for...eu ia, mas fatores financeiros acabaram com a alegria. Veleza, nas olimpíacas carioquíssimas, um passeio de metrô já me deixa no ginásio!

        Abraços!

        Excluir
    37. Só porque estamos indo com a equipe completa mais uma vez não se pode criticar?
      USA, Rússia, Romênia, China então não podem sofrer nenhuma crítica porque eles sempre levam equipe e na maioria das vezes trazem medalhas. Se a China cair do 1º em Pequim para o 4º em Londres, os chineses devem falar o quê? parabéns meninas vocês brilharam! Claro que não, ninguém espera involução, todo mundo quer ver sempre evolução.
      Claro que nem sempre isso é possível, como é o caso agora que estamos em um período de entre-safra entre os ciclos 2001-2004 e 2005-2008 e o ciclo 2013-2016 que promete ser bem melhor.
      Quando há o que elogiar, como a volta por cima da Daniele, da Adrian sim elogiarei. Mas elogiar uma menina que sofre pra sair de 1.5 da trave desde 2009? meninas que sofrem no flic+lay desde o início dos tempos?? isso não tá certo não sei se é problema do técnico ou de (falta) de talento, mas isso não dá pra elogiar!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. concordo .deve ser falta de força de vontade mesmo.

        Excluir
      2. IGOR,

        Concordo com parte do seu texto e acredito que críticas são importantes e bem vindas. Por outro lado aqui vai um texto para você pensar: ginástica é um esporte de muitas lesões, mais do que qualquer outro esporte, e qualquer análise de evolução de um atleta deve passar obrigatoriamente por uma análise das lesões que esse atleta teve durante a carreira, e quanto tempo teve que ficar afastado de teinos e competições. Procure conhecer um pouco mais sobre as lesões de cada uma dessas atletas que você mencionou que tem determinadas dificuldades, que com certeza você terá as explicações para as respectivas limitações delas.

        Claudio F.

        Excluir
      3. Que eu saiba, as brasileiras desse ciclo nenhuma teve lesões sérias. Claro em um esporte de alto rendimento sempre há lesões. A Jade tem uma mão só e evoluiu ao longo do ciclo. Mustafina rompeu o ligamento cruzado anterior e voltou com tudo que tinha em 2010 e um pouco mais. Essas meninas que tem lesões muiiiiiito menos sérias e mantêm se no mesmo lugar não muda, ninguém faz um elemento de maior dificuldade e quando a série muda é pra facilitar.
        Mass, é o que tem pra hoje no Brazil né?!

        Excluir
      4. IGOR, já que não sabe, vou te dar alguns exemplos:

        Bruna: teve uma contusão gravíssima no cotovelo aos 13 anos, fez 6 meses de fisioterapia sem poder treinar absolutamente nada e ficou sem competir durante 1 ano e meio. A segunda contusão gravíssima foi em 2010 quando teve fratura nos 2 joelhos .. só voltou a competir em Outubro de 2011, 1 ano depois.

        Adrian: ano passado teve uma contusão séríssima no tendão que quase arrebentou durante o mundial. Além disso parou por muito tempo de treinar em alto nível, já estava quase desistindo e resolveu voltar com tudo.

        Você falou da Mustafina, mas além dela ser a melhor do mundo, o mais importante de se avaliar é que a contusão dela aconteceu quando ela já fazia todos os movimentos, e não durante a formação dela como foi o caso por exemplo da Bruna. Isso faz uma diferença absurda num esporte que você tem que aprender constantemente.

        Eu falei apenas de alguns exemplos, mas ocorreram outras lesóes importantes com estas e outras atletas como Ana Claudia, Priscila, Letícia, Ethiene. Por isso que eu digo sempre aqui: para avaliar a evolução de um atleta de ginástica, tem que obrigatoriamente procurar saber o histórico de contusões. Mas sabe o melhor de se avaliar isso? É que no final você vai perceber que apesar de tudo o que passaram ainda chegaram lá, não como gostariam, mas melhor do que qualquer um de nós conseguiria ... e quando perceber isso vai reconhecer o valor de cada um deles. Não que você não reconheça, mas isso serve para todos, inclusive para mim.

        Abs.

        Claudio F.

        Excluir
    38. Qual é o título da matéria que você fez quando a Jade foi cortada?

      ResponderExcluir
    39. acredito que ninguem que criticou a seleção,o fez por maldade,mas pelo contrario,criticou porque no fundo esperava ver uma equipe unida e forte,mas que sofreu e se desgastou ao longo de 4 anos,as criticas tbm foram em grande parte ,devido a falta de organização da cbg e da comissão tecnica que pouco parece que fizeram para elevar o nível da equipe

      ResponderExcluir
    40. Cedrick, parabens pelo texto ... concordo plenamente.
      É um grande absurdo ficar malhando uma atleta sem conhecer a história dela, sem saber o que passou, sem avaliar o quanto as lesões durante a carreira a impediram de evoluir como gostaria. Independente da atleta, do país, da colocação, chegar a uma olimpíada é para muito muito muito poucos, e é uma grande vitória para cada atleta que estará lá. E sinto muito por aqueles que ficam ofendendo (diferente de criticando), porque elas estão lá por elas, porque só elas sabem pelo que passaram, o que abriram mão, os sacrifícios feitos, pessoais e da família, para chegar onde chegaram.
      Os que aqui falaram de forma ofensiva das atletas que nada tem a ver com o problema da Jade, são os mesmos que mesmo não conquistando nada demais no que fazem, ainda assim batem no peito e dizem que tem orgulho de si mesmo. Quanta incoerência, ou quanta inveja. Mas Cedrick, acredite ... parecem muitos mas na verdade são uns 2 ou 3 que fizeram todo esse barulho. Pobres coitados.
      Críticas são sempre bem vindas porque contribuem ... ofenças nunca porque destroem.

      PARABÉNS MENINAS!!! VOCÊS MERECEM ESTAR LÁ!!!

      Claudio F.

      ResponderExcluir
    41. Sinceramente na minha humilde opinião, a ginasta bresileira que se fosse cortada iria causar mais estragos seria Daniele Hypolito. Jade foi cortada, que pena, e ela tinha um mustafina e uma boa execução, mais pena ainda, só que a cbg agiu de forma a respeitar uma Daniele hypolito que seguiu a risca o treinamento, uma Adrian Gomes que foi as todas as competições que podia, uma Bruna que tbm fez a lição de casa. Esse esporte é difícil e requer disciplina, muita disciplina. Tudo bem que Jade é estrelinha desde 2008, mas ela estava sem competir e com certeza sentiria o peso de estar fora de ritmo de competição, o psicológico tbm conta e o tal do brasileiro é campeão em viver de potencialidades, mas potencialidades por si só não geram resultados. Veja só os americanos, os dirigentes massacram as ginastas até o ultimo instante, por isso é Visa pra cá, pacific rim pra lá, trials, etc. Independente da ginastica do Brasil estar em um nível não tão bom, eu não vou deixar de ver a trave de daniele, o solo da adrian, as rotinas da bruna e daiane e vou congratular todas as atletas, pois elas mereceram estar ali. A maioria que critica, não sabe nem fazer um simples handspring, para exigir um amanar, um cheng, se as outras atletas dos outros países conseguem, que bom, então teremos um show nessas olimpíadas e eu não perderei por nada. Que venha 2016 com uma equipe renovada e que honre essas guerreiras que hoje estão sendo massacradas pelo público,mas elas já estão fazendo história e você que está criticando está fazendo o que?

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.