• Sobre o Campeonato Mineiro de Ginástica 2012


    Como vocês sabem, estive presente no último Campeonato Mineiro de Ginástica Artística, realizado nos dias 20 e 21 no mês passado. Infelizmente não pude assistir a competição completa, mas foi por uma boa causa: estava arbitrando a competição. Mas, com o que consegui acompanhar e de acordo com os resultados, consegui fazer uma análise da competição.

    FEMININO

    O Estado de Minas ainda tem um caminho para traçar na ginástica artística feminina. Houve progresso nos últimos anos, mas ainda falta um pouco para que se tenha grandes nomes no esporte competindo em alto nível no Brasil.

    O clube que mais chamou a atenção no campeonato, assim como no ano passado, foi a UFMG. Tanto que as ginastas foram campeãs do individual geral e da maioria dos aparelhos em todas as categorias, exceto na categoria juvenil.

    Nas categorias pré-infantil e infantil, a campeã foi a ginasta Bárbara Rodrigues, da UFMG. Ela, por causa da idade, pode competir nas duas categorias e venceu as duas. No pré-infantil, Barbara foi seguida pela ginasta, também da UFMG, Linivi Ribeiro, que impressionou a arbitragem com suas ótimas linhas, mas acabou pecando na consistência em acertar as séries. A terceira colocada foi a ginasta foi a ginasta Gabrielle Oliveira, do Minas Tênis Clube. No infantil, Bárbara Rodrigues foi seguida por Bárbara Silva, da FUTEL. Em terceiro, novamente Linivi, que perdeu pontos preciosos com novos erros. As competições nessas categorias foram regidas pelo regulamento da Confederação Brasileira de Ginástica, de séries obrigatórias.

    Na categoria juvenil, a campeã foi Luisa Rodrigues Campos, da FUTEL, com 42,49 pontos. Ela também foi campeã de solo, com 11,66; segunda na trave, com 11,33; e segunda no salto, com 11,80. A vice-campeã foi Isabelle Gonçalvez, do Minas Tênis Clube, com 40,60. Ela foi campeã de salto, com 11,98; segunda na paralela, com 8,33; terceira na trave, com 9,33. e segunda no solo, com 10,96. Ruana Emanuele completou o pódio, com 31,22 (ela não competiu salto). Ruana ficou em primeiro na paralela, com 9,26; primeiro na trave, com 11,53; e terceira no solo, com 10,43.

    Na categoria adulto, a único clube participante foi da Prefeitura Municipal de Varginha, que competiu com séries bem fracas, apenas com o intuito de participação.

    Em nenhuma das categorias houve competição por equipes, dado o baixo número de participantes.

    Exceto pelo Minas Tênis Clube, a realidade de treinamento e investimento de todos os clubes são precárias. Varginha não possui um ginásio completo, nem ao menos tem um tablado. FUTEL tem um ginásio completo, mas não possuem fosso e os aparelhos são todos nacionais, sendo que existem desde 2005. A UFMG não tem um ginásio completo (falta o solo, as meninas treinam na esteira) e também não possuem fosso. Todos esses clubes sobrevivem de associações e projetos de prefeitura, fazendo ginástica por conta própria. Analisando somente as condições de treinamento e investimento, é esperado que o Minas Tênis apresente a melhor ginástica. O Minas possui um ginásio completo, com fosso e com equipamentos Janssen & Fritsen, além de patrocinadores: as ginastas não tem que se preocupar com collants, valores de inscrições e viagens, por exemplo. Entretanto, a equipe da UFMG roubou a cena mais uma vez e apresentou a melhor ginástica. Espero que o trabalho de base feito com as meninas dessa equipe continue evoluindo até a categoria adulta.

    MASCULINO

    Já no masculino, o clube faz jus ao investimento: não perderam nenhum pódio disputado. Os ginastas não param de evoluir! Foram os melhores da competição e fecharam todos os pódios. Sinceramente, nessa competição, os ginastas do Minas Tênis não tiveram concorrentes: os ginastas competiram entre si pelas primeiras colocações do pódio.

    No ano passado, o Minas Tênis concorreu diretamente com a UFMG nas categorias de base. Inclusive, o campeão pré-infantil do ano passado foi o ginasta Mateus Camilo, que também foi campeão esse ano, só que com um detalhe: esse ano, Mateus competiu pelo Minas. O técnico Francisco Azra, que treinou o Mateus no ano passado na UFMG, foi contratado pelo Minas, e levou, tanto Mateus como os outros pequenos, para o clube. Além de Francisco, Pietro Leddomado, que trabalhava com a equipe de base do Flamengo, também foi contratado. Ambos estão fazendo um trabalho excelente, juntamente com Antônio Gonzalo Perez, que é cubano de formação técnica russa, e ex-técnico da seleção brasileira masculina.

    Na categoria pré-infantil, Mateus Camilo foi o campeão, seguido de Luiz Felipe Mibilis, que foi seguido por Gustavo Miguel. Todos os ginastas são do Minas Tênis Clube. Mateus foi o campeão do todos os aparelhos, exceto no solo, em que o campeão foi Luiz Felipe.

    Na categoria infantil, o campeão foi o ginasta Bernardo Andrade, do Minas. Bernardo é ginasta da atual seleção brasileira infantil e foi campeão em todos os aparelhos. Em segundo lugar no individual geral e em todos os aparelhos, ficou o ginasta Gustavo Henrique, também do Minas. Em terceiro lugar, Breno Godim, da FUTEL.

    Na categoria juvenil, o Minas fechou todos os pódios com os três ginastas que competiram pelo clube: Daniel Costa dos Santos, Leonardo Matheus e Lucas Coelho. Daniel ficou em 4º lugar no geral no último Brasileiro Juvenil, foi campeão de salto e vice-campeão de solo. Apesar disso, Daniel ficou em 2º no geral nessa competição, com 75,80. O campeão foi Lucas Coelho, com 79,00. Leonardo Matheus ficou em terceiro, com 64,40 (não competiu barra). Daniel teve a maior nota da competição: 15,700 no salto, conseguido com um yurchenko com dupla pirueta cravado. Outro ginasta apresentou boas séries, apesar de ter ficado fora do pódio: Gustavo Santos de Almeida, da FUTEL. Gustavo competiu bem em um Torneio Nacional esse ano e foi chamado para um teste no Flamengo. Entretanto, nada relacionado a mudança de clube ainda foi concretizado.

    A UFMG e a Prefeitura Municipal de Varginha também participaram da competição, mas sem séries completas, visando apenas a participação. A competição adulta aconteceu somente entre esses dois clubes.
  • You might also like

    Um comentário:

    1. Excelente artigo sobre o Mineiro 2012, GBB! Gostaria d saber qto ao regulamento do Juvenil GAF, se as regras são as msmas da CBG pro A ou pro B.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.