• No Amazonas, ginástica sai do desânimo para triunfar no esporte


    Confederação Brasileira de Ginástica contempla Amazonas com polo da Região Norte

    Cumprindo os últimos dias como presidente da Federação Amazonense de Ginástica (FAG), a roraimense Verônica Martins assumirá a vice-presidência da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) em fevereiro de 2013, depois de soerguer a modalidade no Estado.

    Com o trabalho notável, que lhe rendeu o novo cargo, a dirigente minimizou a dificuldade financeira ao esporte e destacou a revelação de atletas na década em que reativou a FAG jurídica e operacionalmente, além da ajuda prestada à CBG para a criação de federações nos Estados do Norte.

    “Todas as federações do Estado têm o problema da falta de dinheiro, pois não têm receita e sobrevivem das taxas de inscrições para competições. Cheguei à FAG em 2002 e ela estava acéfala. Em breve o Amazonas será contemplado com o polo de treinamento na Região Norte pela CBG, que será construído na Vila Olímpica de Manaus, onde hoje existe a pista de skate”, resumiu Martins.

    A dirigente afirmou que em 2002 a FAG estava com pendência de cinco anos na declaração de Imposto de Renda e acumulava dívidas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “O cenário era de desânimo e apenas duas treinadoras mantinham as atividades da ginástica”, lembrou. Já o centro de referência do Norte será construído com dinheiro do Ministério do Esporte e será batizado com o nome da ginasta amazonense Bianca Maia.

    Apesar de superados os desafios, Martins ressaltou que também se deparou com situações desestimuladoras desde 2002. “A única menina que tinha futuro era a Bianca Maia e concentramos os investimentos e energia no desenvolvimento e crescimento dela.

    Miza Silva também era uma aposta, mas dois meses depois de voltar da Bulgária (com Bianca) desistiu da ginástica. Foi triste, pois nos esforçamos bastante para conseguir o intercâmbio junto ao governo do Estado. Este foi um ponto negativo que marcou durante estes dez anos”, citou a dirigente.

    Além de competições locais e nacionais, outra conquista da FAG neste período foi a obtenção de aparelhos oficiais para treinos. “Em 2007 conseguimos a implantação do Centro de excelência Caixa de Ginástica no Estado, que deu uma guinada no esporte”, ressaltou Martins. Agora, o desafio da dirigente é trabalhar com as seleções do Brasil para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. “Vou assessorar a presidente (Luciene Resende) e substituí-la quando se ausentar”, citou.

    Associação para cobrar políticas

    Sem voz nos conselhos municipal e estadual de esportes, as federações do Estado consolidarão a formação de um grupo com a intenção de pressionar o poder público para estabelecer políticas públicas voltadas ao esporte. Segundo Martins, a fundação da associação ocorre nesta segunda-feira.

    “A falta de política de esporte é a dificuldade de todas as federações. Por isso, será fundada a Associação das Federações de Desportos Olímpicos, para que possamos ter representatividade no Conselho Estadual de Esporte e pedir projetos na área de desenvolvimento do esporte local com o intuito de incentivar a criação de políticas públicas”, disse.

    A dirigente da FAG justificou a criação da associação e a necessidade de envolvimento contínuo do Estado com o exemplo dos principais polos de ginástica do País. “Em locais como o Espírito Santo e Santa Catarina, referências na ginástica brasileira, que têm políticas de esporte, as federações e os governos estão debatendo orçamentos para o próximo ano neste mês e nós não temos isso no Amazonas”, exemplificou.

    Com finalidade semelhante, o Estado possui a Associação das Federações e Confederações Olímpicas Desportivas do Amazonas (ADA), fundada há mais de sete anos. Porém, o Estado continua com a preferência de destinar dinheiro a projetos sociais de cunho esportivo. Depois de eleito, o futuro prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, prometeu criar diretrizes para o esporte local.

    Fonte: http://www.d24am.com/esportes/futebol/no-amazonas-ginastica-sai-do-desanimo-para-triunfar-no-esporte/76011
  • You might also like

    3 comentários:

    1. gente alguém pode me informar por onde anda Laís Souza? e a Jade alguém tem informação sobre o que ela vai fazer em 2013 no salto,solo e trave?

      ResponderExcluir
    2. "Em breve o Amazonas será contemplado com o polo de treinamento na Região Norte pela CBG, que será construído na Vila Olímpica de Manaus" nossaa muito feliz com a notícia! Parabéns Verônica, isto é o que se chama "amar o que faz".
      Pra mim que costumo ir a manaus a cada 2 meses... é só alegria saber que vai ser mais um pólo da Ginástica na região norte. Espero que o Pará siga o mesmo caminho.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.