• Nadia Comaneci International Invitational 2013 - Vídeos e notas do Brasil


    Rebeca Andrade

    14,800 no salto, 12,400 na paralela, 13,000 na trave, 14,400 no solo e 54,600 no individual geral (1º).







    Julie Kim

    13,900 no salto, 11,400 na paralela, 13,200 na trave, 11,950 no solo e 50,450 no individual geral (7º).





    Brenda Brito

    13,600 no salto, 9,600 na paralela, 13,200 na trave, 12,400 no solo e 48,800 no individual geral (8º).





    O vídeo abaixo possui o salto de todas as brasileiras!



    Para assistir mais vídeos, acesse o canal do blog Double Front no Youtube. Para ver os resultados completos: International Gymnast.
  • You might also like

    30 comentários:

    1. Rebeca Arrazou *-*

      já as outras , so foram passear .

      ResponderExcluir
    2. Preocupante...só a Rebecca tem séries de BOM nível competitivo internacionalmente, mesmo sendo júnior !!

      ResponderExcluir
    3. que nivel é esse que o Brasil está investindo?? Muito baixo!! Rebeca só foi boa no salto e no solo, claro que não tiro o mérito dela..mas não dá nem pra brigar por medalha se tivesse mais concorrência. Notas na paralela e trave horriveis para todas as nossas ginastas. Horriveis! como é que esse "brenda britto" tira 9,6 na paralela? nota vergonhosa. Julie Kim é outra que só fez passear mesmo, pq só tirou notas ruins.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Concordo plenamente.

        Rebecca é ótima, mas para os padrões latinos americanos, porque no resto ainda deixa a desejar....com americanas e russas se "matando" no AA, fica complicado pra qualquer outra ginasta.

        Não possui trave e barras fortes..e ela já faz 14 anos este ano..ou seja precisará evoluir drasticamente em três anos.

        Isso é possível se tratando de uma ginasta que treina no Brasil ?

        Excluir
      2. Galera essa meninas não estão no nível adulto ainda!! salto e solo eu não me preocupo!! mas acho que as paralelas e a trave já podem ser dificultadas!! não adianta ser boa penas de solo e salto !! devem colocar essas ginastas pra arriscar na trave e na paralela mesmo se elas caírem..... a experiencia vem com o tempo e a confiança na trave e nas barras tbm!!

        Excluir
      3. Achei seu comentário muito injusto com elas!Tenho certeza q elas trabalham duro! Temos q cobrar os resultados do comite olímpico brasileiro e do Governo, q deveriam patrocin-las...

        Excluir
      4. Concordo, e vou além, achei a Rebeca péssima, ela já tem 14 anos, dêem uma olhada no nível das americanas, russas, chinesas e romenas com 14 anos, até mesmo as canadenses, italianas (que nåo compõem o top 4 da GF), vc acha que elas começam solo com duplo carpado ??? Pelo amor de Deus...elas estão fraquíssimas, fraquíssimas mesmo...olha eu torço muito pra ginástica brasileira, mas as meninas do Flamengo na década de 90 faziam mais dificuldade.

        Excluir
      5. E alguma russa, chinesa e romena d 14 salta mais q FTY? kkkk Tbm achei q n tavam no ponto, q deviam ter feito uma seletiva, sei lá, mas é início d temporada, eu tenho fé, abaixo do q fizeram ano passado duvido q fiquem. Conheço as júniors, e em potencial, Brasil tá em 7o com as notas do ano passado d 98-00, tá?

        Excluir
      6. E a Brenda ano passado melhorou a execução da UB pro Sula e foi super bem. A nossa melhor equipe tbm n é essa (é Rebeca, Mari, Ana, Lorrane, Brenda e Flávia).

        Excluir
    4. a julie kim se perdeu na primeira passada de solo????
      e pq nao foram convocadas lorrane ou thauani??

      ResponderExcluir
    5. Julie Kim se machucou e ainda sim conseguiu competir.

      ResponderExcluir
    6. Não sei [......]

      O Brasil tem feito um bom trabalho de renovação, mas não sei se isso será capaz de recolocar a ginástica feminina no patamar do ciclo de 2005-2008 e lógico qualificar a equipe pro Rio 2016.

      As meninas tem erros/ e algumas séries grosseiros (as) ainda. Erros/e algumas séries que não deveriam existir mais, se tratando de ginastas que tem idade pra competir em 2016

      ResponderExcluir
    7. 9,600, isso pq as notas estavam sendo incrivelmente infladas...

      ResponderExcluir
    8. Pessoal calma... Vamos dar tempo ao tempo, as meninas estão na primeira competição internacional (renonama)!
      Tudo bem, as paralelas de todas foram ruins, mas não podemos ficar criticando, temos 3 anos e oito meses pra trabalhar! Agora é hora de mandar as juvenis pra essas competições pra elas saberem qual o real nível delas e onde melhorar.
      Querem um exemplo?
      Lais Souza.
      A menina foi pra Atenas com uma série de paralela que era uma merda! Não chegava á parada de mãos, abria as pernas fazia transições que dava até medo de machucar e os "stalders" dava até dó de ver de tão ruins.
      Mas quatro anos se passaram e em Pequim ela simplesmente tinha a segunda melhor nota do Brasil (só perdia pra Jade), tirando 14.800, que para o código antigo, era uma nota excelente tendo em vista o nível das brasileiras neste aparelho.
      Calma povo, essas meninas vão surpreender muito.

      ResponderExcluir
    9. Galera, ando meio cansado desse tipo de comentário... Na boa, alguém realmente acha que essas atletas só querem passear? Creio que elas fazem o melhor que podem, e merecem nosso respeito. Se deveriam ou poderiam fazer mais, tenho certeza que o que falta é algo que está além delas (como patrocínio p.e.).
      Somos fãs, nosso papel e torcer e respeitar.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Graças a Deus alguem sensato postando nesta notícia !!!
        Achei que estava sozinho e abandonado aqui !!
        Obrigado por comentar e compartilhar Cleverson !!
        Estou muito satisfeito com a Rebecca. Muito potencial, séries boas, alguns errinhos, mas deu pra ver que é por ser início de temporada... como júnior tá muito muito bem, ainda mais já medalhando em evento internacional.
        Eu nao achei a paralela ruim não. Tem uma boa saída, ela chega às paradas de mão, teve a queda que nao foi bem uma queda, mas acontece... Gostei da linha dela. Parabén a todas as ginastas continuem assim.
        Acredito que elas irão desenvolver muito ainda. Para o nível da Rebecca 3 anos da pra melhorar bem e chegar no topo. E como sabemos né gente esse esporte traz gratas surpresas na ultima hora... não podemos contar com a sorte mas quem sabe nao surge uma menina que ninguem espera e muda tudo ??
        É esperar para ver...

        Excluir
    10. Meu Deus, elas são juniores!!
      Com certeza elas estão melhorando e vão melhorar as series, elas tem tempo pra isso... calma gente!

      ResponderExcluir
    11. Elena Zamolodchikova sofre ataque cardiaco ao ser humilhada na academia onde treina ginastas. Ela se sentiu mal e foi levada às pressas pro hospital. A eterna Noiva de Sidney tem apenas 30 anos e é a embaixatriz da Universíade em julho.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Detentora de duas medalhas de ouro olímpicas e várias em mundiais...humilhada ??

        Fonte por favor ??

        Excluir
      2. gymnewstics e no tumblr dedicado a ela tem um link para mandar pensamentos positivos para sua recuperação.

        Excluir
    12. Cadê a plateia??? Impressionante, num tem ninguém...

      ResponderExcluir
    13. Podem falar o que quiserem. Realmente outroa países não abrem a série com duplo carpado. Mas esta nem é a série mais difícil da Rebeca. E reparem na altura de todos os elementos acrobáticos: ela chega sem angulação. Limpa ela é; só falta um pouco mais de dificuldade. Se ela coloca um duplo esticado de começo e uma tripla e meia no lugar da dupla e meia (de novo, vocês viram o quanto ela sobrou? Dá pra fazer de forma sossegada), já pe uma série TOP. Fora a parte de dança: que bonitinha! Passos leves, seguindo a música, poucos momentos estáticos.

      Julie, que graciosidade...ela, hoje, é minha predileta. Parece uma borboleta no solo. Mesmo com os erros da trave, uma beleza. Esta menina vai longe, eu acredito.

      Eu não acompanhava muito a Brenda. Reclamem à vontade mas ela, como junior do Brasil, foi uma gratasurpresa. Falta-lhe trabalhar saídas de aparelho e a cabeça.

      Estou orgulhosa delas. Uma destas preciosidades poderia ser convidada para o AmCup, mas os estadunidenses dificilmente convidam ginastas juniores de fora dos EUA. Pena.

      ResponderExcluir
    14. Aff Quanta ignorância nos comentários aqui. As séries de BB e UB tem espaço pra MUITO trabalho. As meninas ainda não cumprem todas as exigências na UB, e na trave a série está segura e bem executada. CLARO que a rebecca tem condições de fazer uma série mais difícil, só não vejo necessidade disso se a garota só se torna senior em 2015. A única coisa que não entendi foi a simpliificada no VT, porque da Lorrane não ter ido competir? Aliás, alguém sabe se a Lorrane salta pelo menos Y1.5?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. N, em treino faz FTY e em competição já fez carpado pra frente com meia (msm valor).

        Excluir
    15. Pô, mas espera aí, colocar um duplo estendido e uma tripla e meia é outra história...

      ResponderExcluir
    16. Colocar um duplo estendido e uma tripla e meia ? Aham...tipo moleza né ? Fala sério, estamos analisando a série real dela, nåo algo hipotético.

      ResponderExcluir
    17. Dêem uma olhada na Zamolodchikova com 13 anos !!!! Sim, 13 anos, comparem o nível das séries dela com as das brasileiras atualmente !!! Daí tirem as conclusões de como as séries eståo fraquíssimas ! Com 13, 14 anos elas já deveriam estar executando exercícios bem mais difíceis.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.