• Vamos abrir uma discussãozinha por aqui???


    A ginástica masculina da China tem sido a maior potência da ginástica artística durante muitos anos. Os títulos conquistados sempre foram ameaçados pelos japoneses, mas nunca quebrados! Já a ginástica feminina...

    A equipe feminina da China percorreu o caminho da glória, conquistada nos Jogos Olímpicos de 2008, ao fracasso, nos Jogos Olímpicos de 2012 (apesar do ouro e prata na trave e da prata nas assimétricas). Tanto antes quanto depois do ouro olímpico conquistado em 2008, a China não foi apontada como candidata ao primeiro lugar do pódio olímpico numa final por equipes feminina.

    Entretanto, de acordo com o vídeo postado na nossa página do Facebook, mostrando o treinamento da equipe chinesa no fim de janeiro, nota-se que as séries estão sendo completamente trabalhadas em cima das bonificações e exigências do novo código. Além do mais, várias ginastas que competirão em 2016 parecem ser muito talentosas! Zen Siqi é um bom exemplo.

    Direto ao ponto: você acredita que a China será favorita ao ouro olímpico por equipes ao final desse novo ciclo?
  • You might also like

    31 comentários:

    1. No próximo ciclo vejo como favoritas ao OURO os EUA e a China, ao pódio Russia e Romenia, com reais chances de fazer um bom ciclo Itália, Japão, Inglaterra, Alemanha, Canadá, Belgica, Brasil, Espanha, França, e Australia.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Bélgica e Espanha? Tem certeza? Equipe júnior precisando melhorar muito.

        Excluir
      2. Surpresas podem acontecer, vai que a Belgica contrata um tecnico TOP, e as Espanha se reorganiza, eu acho que o Canadá e a Itália, podem até chegar ao TOP-4, numa final por quipes, e o Brasil torceremos para que a CBG se organize, contrate um técnico decente e cheguemos ao top 10, pelo menos.

        Excluir
      3. Espanha com a base técnica horrível das atuais juvenis não sei se consegue, mesmo parte já tendo treinado com Jesús Carballo (afastado agora). Belgas só Fransolet e as mais novas devem vingar. E nós, como equipe júnior, já estamos no Top 10.

        Excluir
    2. Creio que não... Posso estar errada, mas creio que não... Elas possuem muitos problemas de consistência, aina mais que as russas e vão precisar de melhorias agora para poder ir avançando..

      ResponderExcluir
    3. Tomara..elas são otimas..estarei ao vivo e a cores assistindo a competição de ginastica no Rio 2016!Tomara q surja alguma brasileira das boas..precisamos.!

      ResponderExcluir
    4. Não Seii Vai Deperder muito nesse mundial!
      Como eu Vi no Video as Chinesas ja se adaptaram ao novo Codigo de Pontuação, e ginastas com talento é o que não Falta!
      As americanas são muitoo forte, mais com o novo codigo vão ter que se adaptar as exigencia..

      ResponderExcluir
    5. Sinceramente n... o apogeu de 2008 certamente está relacionado com o fato da sede das olimpíadas ter sido lá... os orientais tem muito essa questão de honra e mostrar para o seus suas melhores capacidades... levando isso para a ginástica... eu vi o vídeo e talz... mas acho que ainda n existe uma nação que em uma final olímpica, onde n haja erros no geral, consiga desbancar os EUA... apesar de n gostar do estilo dessa equipe devo reconhecer que se eles fizerem parecido com a última edição dos jogos... eles seriam novamente campeõesss,,,#chatidado

      ResponderExcluir
    6. Nao,acho que será favorita ao terceiro lugar. Pra mim vai ficar entre RUSSIA E ESTADOS UNIDOS. Kharenkova,Shelgunova,Baturina, Kuzmina, Grishina,Komova ou ate Mustafina e EUA com Amelia Hundley,Lexie priesman,Bailie Key,Madison Desch.. China é muito boa na trave e era a melhor na paralela mas isso mudou no ultimo ciclo. Se a China voltar ao o que era nas barras com 3 ginastas com notas altissimas igual a 2008 (yang yilin, he kexin,e jiang yuyuan) e melhor no solo e salto. Tenho certeza que ela entrará na briga :)

      ResponderExcluir
    7. Acredito que a Rússia entra como favorita, vão ser um pouco beneficiadas com a mudança no código.. Só precisam trabalhar mais o psicologico.

      ResponderExcluir
    8. Não. Eu não acredito num ouro por equipes. O Sportv Repórter, na época das Olimpíadas, exibiu uma série de documentários feitos nas sedes olímpicas que passaram, e um único sobre o Rio. Os representantes do COC foram bastante realistas quanto às chances de medalhas em equipes em esportes femininos: eram poucas. As mulheres aposentam-se mais cedo que os homens.

      As previsões para medalhas individuais, no entanto, eram satisfatórias. Isto tudo foi falado em 2009. O representante ainda disse que, de fato, uma nova e excelente safra de ginastas, aptas à briga por mais um ouro olímpico, talvez fosse aparecer somente após doze anos. Pois havia dedicação a outros esportes no momento, como vôlei de praia e arco e flecha, para brigar com a Coréia do Sul, país dominante neste esporte.

      Se acontecer o acaso de haver uma safra especial de meninas que possam brigar pelo ouro como equipe, será um tapa na cara do COC. Mas eu concordo com ele.

      ResponderExcluir
    9. Ah Cedrick, esqueceu da prata da He Kexin na UB!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Esqueci mesmo Renata! Rsrs já corrigi o texto, obrigado! =)

        Excluir
    10. Favorita ao ouro não... Os Estados Unidos parecem ter, novamente, todos os elementos para conquistar o título: uma diversidade enorme de juniors já apresentando séries difíceis, técnicos bem capacitados e apoiados pelo Estado, estrutura de treino e competições exemplares, etc...
      Há um fato muito interessante na ginástica feminina: nas últimas décadas, como já afirmei em um post escrito para o Blog, vem existindo uma espécie de "oligopólio" nas finais por equipe, composto, essencialmente, por quatro países (EUA, Rússia, China, Romênia); Curiosamente, em cada ciclo, testemunhamos a ascensão e o fracasso de, no mínimo, uma delas, por exemplo: no ciclo de 2008, a Rússia parecia estar no fundo do poço; no ciclo passado, foi a vez da China; e tudo indica que nesse ciclo, será a vez da Romênia, devido à lacuna de juniors com nível técnico elevado e que possibilitem a composição de uma equipe competitiva (problema semelhante ao do Brasil). De fato, na última década, apenas os EUA não passaram por uma crise dessas proporções e, na realidade, parecem estar bem longe de uma situação assim; o que nos leva a crer que o modelo desenvolvido por lá é extremamente eficaz e produtivo, mas foco do meu comentário é outro...
      Bom, com a provável queda da Romênia nesse ciclo, a China já está praticamente garantida no top 3. Não acredito que a China consiga bater os EUA nesse ciclo, no entanto, a Rússia é outra peça-chave a se analisar. A Rússia tem condições de se manter no segundo lugar do ranking mundial por equipes, mesmo com uma China recuperada e renovada. Além disso, a Rússia dispõe de uma combinação muito favorável que, numa situação 'sui generis', poderia até a levar ao topo e desbancar os EUA como já aconteceu em 2010: a Rússia conta com um número razoável de veteranas muito talentosas e já experientes (Mustafina, Nabieva, Afanasyeva, Komova, Grishina) e que parecem ter muitas condições de continuar mantendo o nível altíssimo no próximo ciclo, somado a uma leva de novas juniors também muito talentosas e que já inspiram grandes expectativas nos fãs dessa tradicional escola; claro que essa nova renovação tem proporções menores da que ocorreu no ciclo passado (com Mustafina, Komova, Grishina, etc), e até mesmo menor que a renovação esperada pelos EUA (as usual), mas, a renovação do ciclo anterior foi tão bem sedimentada e trouxe tantos nomes de peso para a equipe russa que eles agora se encontram numa situação mais confortável em que podem se apoiar equipe 'meio-termo': o equilíbrio entre experiência e renovação.
      Bom, certamente ainda é muito cedo para afirmar qualquer cenário, uma vez que nós sabemos com maestria que a ginástica é absolutamente imprevisível. Mas acredito que, grosso modo, podemos esperar uma liderança dos EUA, talvez seguidos de perto pela Rússia e uma China sem grandes dificuldades para garantir o bronze. Quanto à equipe romena, com Bulimar, Iordache e Izbasa, acredito que possam manter a estrutura do oligopólio, completando o quarto lugar... Mas eu não me surpreenderia se, na falta de alguma dessas ginastas citadas (especialmente Iordache), alguma outra equipe conquistasse um quarto lugar inédito (Canadá ou Itália)!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Excelente análise Fabiano! Muito bom!

        Excluir
      2. A China consegui se manter no pódio até o mundial de 2011, o que eu não chamaria de "fundo do poço", apesar da queda de rendimento em relação a Estados Unidos e Rússia. Na última olimpíada as chinesas sofreram por falta de consistência, além de salto e solo mais fracos. No entanto, acho que que a China tem mais chances de renovação do que Rússia e Romênia, que no momento não podem abrir mão das ginastas que participaram dos jogos.

        Excluir
      3. Obrigado. ^^

        Excluir
      4. Para mim, a queda da primeira para a quarta colocação em Olimpíadas com um intervalo de um ciclo é algo considerável e não há dúvidas que, no que se refere à final por equipes, a China foi quem despencou poço abaixo, quer seja por inconsistência de suas ginastas, quer seja por qualquer outro motivo. É claro que em relação à atuação geral das chinesas, e isso inclui a atuação em finais individuais, a China conseguiu um desempenho razoável em Londres, como o Cedrick disse: um ouro e duas pratas (Muito melhor que a Rússia em Beijing, que saiu sem nenhuma medalha). Mas o foco da discussão são as equipes e, portanto, é inegável que a China chegou, no mínimo, perto do fundo do poço, para ter perdido o título olímpico e ir direto pro quarto lugar, como eu já disse.

        Excluir
    11. A china tem chances de medalhas individual! mas por equipe e no individual geral eu acho bem difícil!!
      Os EUA que continuarão a reinar!! eles tem muita renovação, mas a renovação e com muita qualidade, vocês podem perceber que de 2008 até 2012 os requisitos pra fazer parte da equipe ficaram mais rigorosos, todas que estavam em Londres sabem saltar dupla meia!!as três meninas que se apresentaram no solo faziam acrobacias bem difíceis! e todas conseguiram apresentar uma trave consistente na final por equipe!! e a renovação de 2013 esta no mesmo nível ou melhor !! ficar a minha pergunta,QUEM VAI CONSEGUIR PASSAR OS EUA?

      ResponderExcluir
    12. Parem de agourar a Romenia! Eles não estão na sua melhor forma, mas também não é assim de jogar o pano né. Elas também não estavam por cima da carne seca no ultimo ciclo, porém esse ano deram uma acordada, vencendo o europeu (em cima da toda poderosa Russa) e levando o bronze por equipes mais um ouro e uma prata, sem falar que Izbasa tecnicamente ficou em quarto no All Around sendo que Raisman e Mustafina empataram na terceira posição. Não subestimem as romenas, além de serem talentosas, elas sempre contam com muita sorte!

      ResponderExcluir
    13. Claro que não!! É necessário amanares para tal feito e solos um pouco explosivos!! Só barras e traves não segurariam um ouro mesmo!! Aquele favoritismo no último ciclo olímpico foi porque a Cheng era a melhor no salto e no solo, e também a única a executar amanar entre as ginastas das equipes favoritas, e somando com os provões das barras e traves que só as chinesas tem, só dariam elas mesmo!! As chinesas eram favoritas até naquele Mundial de 2007, mas as infelizes consistências delas resultaram em dar o ouro pros EUA...
      EUA vão reinar esse ciclo outra vez!!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Shawn Johnson também executor o Amanar

        Excluir
      2. Não. Shawn sempre teve o Amanar validado. Mas ela nunca completou as duas e meia piruetas. Sempre chegava girando horrores no solo e dava um passão de pé torto pro lado.

        Excluir
    14. Não consigo ver a China brigando pelo ouro por equipes novamente...uma pena.A equipe tem um bom arsenal de veteranas ainda,mas quase todas irão se aposentar no começo desse ciclo,e o número de juniores com potencial nos aparelhos que a equipe mais precisa(VT e FX) é bem escasso.USA ainda não tem uma qualidade espetacular de ginastas na UB,mas consegue se sobressair quando o assunto é consistência,além de ter um arsenal matador e imbatível de salto.RUS não conseguiu chegar perto dos USA nas olimpiadas de Londres porque mesmo tendo talentos de sobra,sofreu com um planejamento todo errado,onde todas as principais ginastas tiveram algum tipo de lesão séria e teve que se recuperar às pressas para os Jogos.

      ResponderExcluir
    15. Também não acredito em um ouro por equipes, mas a China com certeza vai vir melhor preparada para esse ciclo que para o anterior. Com a ênfase que o CoP está dando para a execução, a China precisa melhor ar muito nessa parte. Só vamos saber mesmo, em 2014, quando o Mundial tiver prova coletiva. Até lá, vamos ver os destaques individuais.

      ResponderExcluir
    16. Na boa, China vai brigar com Canadá pelo terceiro lugar no pódio,pois pelo jeito a Romênia vem de mau a pior neste ciclo.

      EUA tá com tudo e Rússia é a única que tem chances de vence-los, embora seja difícil, pois os States possuem

      * Vários Amanares e agora até o Cheng de Skinner
      * Solos muito fortes
      * Traves sólidas e com alto valor de dificuldade
      * Boas provas de barras

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Concordo plenamente com vc!!! Russia tem ótimas barras,lindos solos porém com o valor inicial baixo, traves inconsistentes, e saltos com o valor inicial menor que dos EUA

        Excluir
    17. Estão falando tão mal da Romênia,mas se esquecem de que existe um tema que já foi debatido em outros posts aqui...A hora certa de formar ginastas!Talvez as juvenis romenas não estejam com a bola toda,mas quem garante que como seniores elas não vão evoluir?Lembrem-se,de que só vão para Deva as dez melhores meninas do país, e passam a treinar com os melhores técnicos da nação,que tem muita tradição na trave,e, são muito regulares no solo e no salto,coisa que falta as chinesas!

      E outro fator interessante é que se você assistir os vídeos que mostram os centros de treinamento romenos,pode-se ver que a maioria dos treinadores são jovens,sinônimos de falta de experiência,mas os mesmos podem se adequar a padrões internacionais no futuro,e formar ginastas completas.Processo pelo qual estão passando Andreea Iridon e laura Jurca,que estão se fortalecendo em todos os aparelhos com treinadores muito jovens!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Mudaram de ideia, vão ser 14. =*

        Excluir
      2. Jurca ficou um bom tempo lesionada, só treinava barra com o mesmo ritmo.

        Excluir
    18. Sempre apostei na CHINA.
      Minha escola de ginastica preferida!
      Quero muito ver elas levando o ouro novamente

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.