• Arthur Zanetti e o descaso do Brasil


    "- Se surgir uma oportunidade legal para mim e para as pessoas que me acompanham, eu penso, sim, em competir por outro país. Falo com o coração partido porque sou brasileiro, mas aqui não tenho o que preciso no momento. Se alguém me der o que eu mereço, paciência...Preciso pensar no meu futuro."

    Essa foi a declaração mais polêmica feita por Arthur Zanetti na reportagem de 10 minutos exibida no programa Esporte Espetacular desse domingo. A reportagem retrata, para mim, o completo desleixo com que o esporte brasileiro - exceto futebol - é tratado. O que adianta trazer uma Olimpíada para o Brasil se o Brasil não leva o atleta para a Olimpíada?

    Impressionante como nada, absolutamente nada mudou para Arthur Zanetti depois da medalha olímpica. O correto seria que as coisas já estivessem diferentes desde quando ele conseguiu a medalha de prata no Mundial de 2011. 

    Mas não! No Brasil as coisas não acontecem assim! Aqui tudo acontece de última hora. Quando Zanetti estiver para sair do Brasil (se as coisas realmente chegarem a esse ponto), aí é que o COB e demais interessados tentarão dar um jeito nas coisas. Não foi assim que o Flamengo conseguiu o patrocínio de Furnas? Quando foram despedidos, quando perderam o ginásio, quando estavam na pior? Por que o investimento não pode vir antes???

    Não consigo entender como, até hoje, Zanetti não tem pelo menos um patrocinador individual. Sério mesmo que empresas preferem associar suas marcas a times de futebol que são, por vezes, rebaixados para a 2ª divisão do que a um atleta medalhista de ouro olímpico? Como assim gente? Não dá para entender.

    Assim como Zanetti, falo agora com o coração partido, principalmente por amar qualquer esporte de alto rendimento. Mas preciso dizer isso: pais e mães de todo o Brasil: tirem os seus filhos das escolas de esporte! Gastem esse tempo, e até dinheiro, investindo em algo que seja melhor para eles. Qualquer pessoa que disser que seu filho tem futuro praticando esportes no Brasil, está mentindo.
  • You might also like

    14 comentários:

    1. Fabiano Araújo22 abril, 2013 04:42

      Finalmente a Globo resolveu mostrar a realidade. Já estava passando da hora de tirar o foco do topete do Neymar, pelo menos por 10 minutos!

      ResponderExcluir
    2. Nossa cultura de país subdesenvolvido tende a não valorizar muito olimpiada; tambem, a globo num transmitiu.
      Acredito que se ele vencer o mundial, as coisas devem melhorar. Porém, nosso governo de merda num investe em nada. Só o futebol, que por sinal num ta dando em nada, é visto.
      Vc esta certo Arthur, pense em vc. Saia e faça escandalo, pra mostrar como esse país é uma PORCARIA. Como torço pra que o Brasil saia sem nenhum ouro em 2016; esse país tem mais é que passar vergonha mesmo!

      ResponderExcluir
    3. Com licença, esporte não dá aposentadoria se torna um ilusão em si, o mesmo esporte evoluiu para criar pessoas enormes nos membros de cima, e acabou tendo perninhas sensiveis, que não conegue andar com as próprias, o cara é um ás quando está usando as mãos em uma argola, mas quando pôem o pé no chão parece que vai cair pra frente....
      Antes de tudo somos humanos, e graças a tudo quanto é sagrado, o grupo apoia só oque lhe fizer bem...
      Sérgio Nascimento. estudioso de "biomecânica aplicada".

      ResponderExcluir
    4. O único esporte que o Brasil dá bola,literalmente é o futebol por pior que esteja essa seleçãozinha,que eu espero não ganhe mais nada.E tem também agora esse tal de UFC que nem existe em Olimpíada com um bando de marmanjos se agarrando e se matando,que vergonha esse país,estou com o Zanetti e não abro.

      ResponderExcluir
    5. Pois é Cedrick..concordo com TUDO que você colocou aqui. Acho um absurdo o descaso com que a ginástica é tratada aqui no Brasil, falo da estrutura dos ginásios, da bolsa DIGNA que o governo deveria dar aos atletas, como acontece na Rússia, onde a atleta que faz parte do time nacional recebe uma quantia considerável de dinheiro por mês, e muitas vezes eles sustentam a familia...falo da falta de patrocínio, falo do descaso da mídia com esse esporte. Pode notar, os programas de esporte são basicamente sobre futebol, onde um mero campeonato de série B ou C vira noticia, mas quando se trata de outros esportes como a ginástica, é necessário uma medalha olímpica para ser notícia, e em pouco tempo o atleta é esquecido. Tenho raiva quando pessoas ainda falam mal dos nossos ginastas, sendo que todos esquecem os bastidores no qual estão inseridos...
      Triste realidade!

      ResponderExcluir
    6. é realmente lamentável todos os países que PRETEMDIAM sediar olimpiadas começaram a investir nem que fosse nos seus melhores atletas até a GRECIA antes de 2004.

      no brasil é assim:
      quando tiver faltando 3 meses pras olimpiadas uma empresa resolve patrocinar o atleta, ai ele ganha e ela diz no comercial que foi merito dela!

      ResponderExcluir
    7. Não podemos ser tão extremistas nas considerações. Afirmar que a prática de esportes não rende frutos no Brasil não é verdade. Temos exemplos de atletas que conseguiram ganhar bastante dinheiro com esporte no Brasil. Daiane dos Santos, Cesar Cielo, Maurren Maggi, Fabiana Murer, são alguns exemplos.

      O caso do Zanetti parece evidenciar mais uma falta de compromisso da própria CBG do que qualquer outra coisa. É sabido por todos que a CBG só investe, contrata e se preocupa com a ginástica artística feminina. Outras modalidades. como a ginástica de trampolim são totalmente negligenciadas. Essa situação lamentável em relação as condições de treinamento do Zanetti recai fortemente sobre os ombros da CBG e claro que essa reportagem no Esporte Espetacular, com apelo emocional ao orgulho brasileiro, foi milimetricamente pensada para tentar reverter esse quadro. Estrategia muito bem pensada e com certeza tera resultados concretos em breve.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Muito dinheiro ??
        O que é muito dinheiro pra você ??
        Um jogador reserva de um time médio (entre 13 e 20 lugar no brasileirão) da primeira divisão do futebol brasileiro ganha 50x mais que estes atletas que são os melhores do mundo nas suas modalidades....

        Parece que as pessoas esquecem do futuro dos atletas...
        Estas pessoas tem que parar a vida delas pelo esporte e tem uma carreira muito curta.

        Muitas vezes vão estar com seus 35 (pensando muito positivamente) sem uma faculdade, tendo que começar a vida do ZERO.... eu disse ZERO !!!! E ai ?? Quem ajuda ??
        Com qual dinheiro ele poderá se recolocar no mercado de trabalho ??
        Qual será o futuro dele ??

        O muito dinheiro que estes atletas citados ganharam é uma quantia no minimamente justa pelo seu desempenho e para poderem seguir com sua vida depois do esporte...

        Excluir
      2. Em todos os países do mundo, talvez com a única exceção dos EUA, somente uns poucos esportes angariam muito dinheiro a seus atletas. Normalmente o futebol, basquete e automobilismo conseguem garantir salários astronômicos pros seus praticantes. Nenhuma outra modalidade, como volei, esportes aquáticos, handebol ou esgrima, conseguem deixar seus praticantes milionários, mesmo estando entre os melhores de sua categoria.

        Normalmente as pessoas usam o exemplo dos atletas americanos e de como as coisas funcionam lá, mas esquecem que os EUA é uma realidade única no mundo, nem mesmo os antigos países socialistas, que tinham o esporte como ferramenta política estratégica recompensam seus atletas da forma como vcs querem, ou como eles merecem.

        Muito menos os salários pagos aos jogadores de futebol deve servir de parâmetro. O futebol a muito tempo já deixou a categoria de simples modalidade esportiva e virou uma verdadeira indústria de entretenimento. A Copa do Mundo de Futebol, mesmo contando com apenas 32 países participantes consegue ter uma audiência equivalente aos Jogos Olímpicos. São situações que não podem ser comparadas.

        Excluir
    8. Vergonha ,que país é esse ,meu DEUS. Um grande atleta como arthur em uma sintuação dessa .Nossa primeira e tão onhada medalha olimpica chega e nada mudou ainda,e nem sabemos se um dia vai mudar.No meu ponto de vista os culpados são primeiramente o ministério do esporte pela sua falta de planejamento e de apoio a ginástica para de ajudar só o futebol, segundo a cbg pela péssima administração e as empresas particulares ,por só quererem apoiar o futebol.Equanto o brasil só for o país do futebol não haverá espaço para mais nada.

      ResponderExcluir
    9. Na reportagem ele citou a Bélgica como exemplo de país que mesmo sem ter tradição na ginastica possui muitos ginásios de alto nível, quem sabe ele já até recebeu alguma proposta desse país que por acaso vai sediar o mundial desse ano e com certeza adoraria ter um ginasta medalhista olímpico em quem investir, embora seja quase impossível ele resolver todos os assuntos burocráticos pra concorrer por outro país até o mundial em setembro. Agora resta esperar e torcer pra que alguma providência seja tomada pela CBG ou então Adeus Arthur!

      ResponderExcluir
    10. Pessoal, com todo respeito, gostaria de colocar aqui uma visão diferente, de alguém que não vive o mundo da ginástica e vê de fora. Gostaria que lessem. Acho que, até por ser diferente da opinião da maioria aqui, pode acrescentar ao debate.

      Abraços

      http://olimpilulas.com/2013/04/23/falta-estrutura-para-arthur-zanetti/

      ResponderExcluir
    11. Como não poderia deixar de posicionar-me diante desta situação, acho que a coisa é muito mais complexa que aparenta. Queria apoiar-me em Bresser-Pereira quando este aborda interesses, estamos o tempo todo definindo nossas escolhas de acordo com interesses estritamente vantajosos a nós mesmo, e assim esta situação é encontrada da base do esporte ao Ministério. Vamos ser realistas – que existe desembolso de recursos financeiro existem, o problema e que quando nos beneficia com tal agrado, nos cegamos para realidade do esporte que muitos bradam que “amão de paixão”. Não quero discordar dos depoimento, porém deixo esta reflexão para instigar uma participação mais efetiva nos gastos recursos, enquanto não nos dispusermos a enfrentar algumas realidades pré-estabelecidas vamos ficar reclamando o tempo todo.
      http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm
      Esta é uma boa oportunidade para isso precisamos nos organizar para cobrar de nossos dirigentes.

      Guilherme

      ResponderExcluir
    12. Triste realidade Brasileira !

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.