• COB garante apoio a Zanetti...Será suficiente?



    Sim, o COB se pronunciou e disse estar fazendo alguma coisa por Zanetti. Mas será suficiente? Está todo mundo cansado de saber isso, mas existe uma supervalorização do futebol brasileiro e uma desvalorização dos demais esportes praticados por aqui. É um assunto que não adianta mais ser debatido, mas vou demonstrar minha opinião mais uma vez.

    "O COB respondeu as ameaças nesta segunda-feira prometendo apoio a Zanetti e listando uma série de iniciativas que beneficiam diretamente o ginasta. Em nota, o Comitê Olímpico Brasileiro disse que entrou em contato com o atleta e seu treinador, Marcos Goto, para entender a situação. E garante: "não existe a possibilidade de Arthur Zanetti defender outro país".

    Na nota, o COB afirma que está empenhado em melhorar as condições de treinamento do ginasta e de sua comissão técnica desde antes dos Jogos de Londres/2012 através de diversas ações. E lista uma série de ações que beneficiaram Zanetti antes da medalha olímpica, como a importação de argolas idênticas às usadas na Olimpíada, CT no Velódromo do Rio (hoje desmontado) e suporte para que ele participasse de etapas de Copa do Mundo, bancando a viagem de psicóloga e fisioterapeuta.

    O Comitê ainda lembra que complementa os salários de treinador, fisioterapeuta, nutricionista e psicóloga da comissão técnica de Zanetti, que são contratados pelo SERC/São Caetano. A entidade diz que ajudou na renovação no contrato de patrocínio da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) com a Caixa e indicou Zanetti para Sadia, Nike e Nissan, que o patrocinam.

    Ainda segundo o COB, os aparelhos que eram usados no CT do Velódromo serão enviados aos principais clubes do país, inclusive o SERC/ São Caetano."  Postado em http://esportes.br.msn.com/esportes/cob-se-defende-e-garante-apoio-a-zanetti-ap%C3%B3s-amea%C3%A7a.

    O COB apontou o investimento feito na compra das argolas oficiais, o complemento do salário de Marcos Goto pela CBG, as ajudas de custos nas viagens internacionais e o investimento em profissionais complementares (nutricionista e fisioterapeuta) como suficientes para atleta e treinador. Eu não acho que os investimentos sejam suficientes: eu acho esses investimentos uma obrigação! Ok, pensando em um Brasil onde famílias se sustentam com um salário mínimo, parecem ser ótimos. Mas pensando em um Brasil que paga 150 mil reais a um treinador de futebol (isso os mais baratinhos), o salário de Zanetti e Goto devem ser vergonhosos.

    O que um atleta de futebol faz além de ser atleta de futebol? Nada. E o dinheiro que eles ganham durante a carreira, principalmente os que tem prestígio em Copas do Mundo, são suficientes para garantir a aposentadoria e a pensão dos filhos que arranjam durante a carreira. Todos têm carro, apartamento, poupança, etc, etc, etc...  E depois de serem atletas, vários desses jogadores de prestígio entram na carreira de treinador, e conseguem manter suas fortunas. Agora tente conferir os bens materiais que Goto e Zanetti provavelmente possuem em seus nomes. Acho que não iremos encontrar muita coisa.

    O que um atleta de ginástica faz além de ser atleta de ginástica? Nada. E o dinheiro que eles ganham cobre os gastos de, no máximo, uma vida classe média. O que Zanetti fará depois de parar com os treinos? Qual o investimento que ele fez além de ser campeão olímpico e não ter adiantado nada?

    Acredito que o que ele está cobrando é uma garantia de vida. Uma esperança de poder continuar investindo no esporte e ter um retorno por isso. Compare a vida financeira e condições de treino de Neymar, que passou vergonha nos Jogos de Londres, com Zanetti,  que foi campeão olímpico. São COMPLETAMENTE diferentes.

    Quanto aos aparelhos,  como eu já disse, o COB não faz mais do que obrigação em ajudar os clubes. Foram e são os clubes que mantém o esporte do país. Ou façam um planejamento de vários centros decentes que sejam espalhados pelo país inteiro, ou continuem, obrigatoriamente, investindo nos clubes. O CT do Rio era bom? Sem dúvidas. Maravilhoso. Alto nível. Mas olha o tamanho do Brasil!!! Para que a ginástica se sustente em treinamentos nos CTs, precisaríamos de, no mínimo, um CT em cada região do Brasil. E de bons treinadores com bons salários.

    Os Centros de Treinamento Caixa, que a CBG começou a montar no país, são insuficientes. Qualquer atleta que começa a se destacar nesses centros são enviados aos clubes. Esses centros não tem condições de manter um atleta de nível intermediário, quanto mais um atleta de elite. Os aparelhos são fraquíssimos e os treinadores não são bem preparados. É impossível formar um atleta de nível nesses centros.

    Acredito que Zanetti tenha razão em reclamar sim! Se o Neymar não reclama, o Giba não reclama, se o Cielo não reclama, é porque está tudo bem para eles. Só para finalizar: César Cielo recebia 80 mil reais mensais do Flamengo. E ele nem treinava lá! Recebia só para representar o clube. O Flamengo cortou o contrato dele, e alguém viu ele reclamar? Eu não vi! Me pareceu que os 80 mil nem doeram no bolso dele...

    Ofereça 40 mil para o Zanetti e 40 mil para Marcos Goto. Acredito que o Brasil não verá Zanetti reclamar nunca mais.
  • You might also like

    5 comentários:

    1. Fabiano Araújo23 abril, 2013 15:41

      Aplausos!!! Tirou as palavras da minha boca...
      É muito revoltante isso. Ter que admitir esse reconhecimento a um esporte que gera violência, que nem sequer representa bem o país, onde os atletas estão mais preocupados com o ganho pessoal e o marketing do que com a própria paixão pelo esporte. Sinceramente, eu torço pela derrota do Brasil em 2014. Eu sei que isso não vai mudar nada e que esse ciclo vicioso de adoração não será abalado, mas é como se fosse uma válvula de escape, um ACORDA BRASIL! É como se quando a gente torce, a gente acaba legitimando isso.

      ResponderExcluir
    2. Cedrick é o cara!

      ResponderExcluir
    3. O artigo é ótimo mas lembremos que quem patrocina o futebol, é o povo! É claro que o governo investe em estádios, infra-estrutura etc porque o futebol é o circo do pão e circo brasileiro maaas imagina se ninguém ligasse pra futebol assim como ninguém aqui liga pro futebol americano, por exemplo. Você já ouviu falar de algum time ou jogador de futebol americano no Brasil? Não né.. é porque o povo não se interessa pelo esporte. É claro que o governo tem obrigação de investir em todos os esportes e seus atletas.. mas reclamar dos salários astronomicos dos Neymar da vida, não adianta.. só dar uma olhada pra qualquer estádio em qualquer buraco nesse Brasil.. lotado até não caber mais ninguém! Agora vai numa competição de ginástica.. não tem quase ninguém, infelizmente.

      ResponderExcluir
    4. Revoltante como são tratados os atletas brasileiros .

      ResponderExcluir
    5. Cedrik é D+ !!

      Absurdo o que acontece com os atletas brasileiros.

      Quando nosso país irá mudar ??

      Cedrik, aproveitando .... e aquele post sobre os EUA que você disse no Face que estava saindo do forno ? Aguardo ansiosamente !!

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.