• Mais uma vez EUA não envia representante da GAF aos Jogos Olímpicos da Juventude


    Mais uma vez os EUA decidiram por não enviar uma ginasta aos Jogos Olímpicos da Juventude. Bailie Key - sem dúvidas a melhor juvenil americana no momento - será poupada de exibir ao mundo o enorme talento que possui.

    Na primeira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2010, todos os fãs de ginástica do mundo esperou um confronto entre as duas melhores juvenis do momento: a russa Viktoria Komova e a americana Jordyn Wieber. Entretanto esse encontro não aconteceu: os EUA optaram por não enviar Jordyn Wieber á competição e Viktoria Komova venceu facilmente.

    Dessa vez não foi diferente. Os atletas americanos que competirão na 2ª edição dos Jogos Olímpicos da Juventude são: Alec Yoder, na ginástica artística masculina; Laura Zeng, na ginástica rítmica; Code Gesuelli e Nicole Ahsinger no trampolim. A oportunidade de ver Bailie Key em ação fica adiado para 2015.

    Fonte: Usa Gym
  • You might also like

    6 comentários:

    1. Como seria um confronto entre Rebeca e ela? Quem possui melhores notas?

      ResponderExcluir
    2. Ele priorizam o Campeonato Nacional, que acontecem no mesmo período que os Jogos Olímpicos da Juventude, por isso não enviam nenhuma representante. Uma pena realmente.

      ResponderExcluir
    3. Grande oportunidade que eles estão perdendo e menor concorrência pra Rebeca que vai levar o ouro fácil nessa competição! :)

      ResponderExcluir
    4. Não a necessidade dos EUA levar Bailie Key, pra que competição mais forte e maior do que a competição interna dos EUA? Bailie Key e uma estrela, tem ótimo preparo psicológico e técnico, mas claro todos queriam vê Rebeca duelar com Baile, porém ainda não chegou a hora, se Baile fosse aos jogos da juventude muito provavelmente ganharia o AA, BB, UB, E FX, ela ainda esta em um nível acima da Rebeca no quesito dificuldade e execução.

      Rebeca e fortíssima no VT, e pode dar muito trabalho no FX, eu acredito que os técnicos Brasileiros atualizaram ainda mais as series da Rebeca pra 2015, e eles estão certos Rebeca tem que dar o seu melhor em 2015 e 2016.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Bailie só não ganharia o VT pois ainda não salta Amanar...eu disse...ainda !! Se até Raisman saltou em 2012, não consigo ver Bailie sem Amanar pelo menos em 2016...Ai meu amigo, vai ficar dificil pra concorrencia.

        ***Duelo Bailie e Rebeca !!

        Bailie sai bem na frente pois possui maiores D na UB, BB e FX.....é mais segura (e fria) que Rebeca. Mas Rebeca tem mostrado muita evolução e se continuar nessa linha crescente, pode sim, duelar com Bailie décimo por décimo em 2015-2016.......

        E também temos Lauren Hernandes (sênior em 2016), que esse ano estava lesionada porém em plena forma pode duelar com Bailie.

        Excluir
      2. Não entendo esse excesso de favoritismo que estão dando para a Bailie em relação à Rebeca em relação ao solo. Comparem as séries que elas já apresentaram em competições esse ano:
        a) primeira passada da Rebeca é mais difícil ("tempo + tripla" vale um décimo a mais que "DTG + stag");
        b) as segundas passadas delas possuem o mesmo valor;
        c) a terceira passada da Rebeca é mais difícil ("tsuka" leva um décimo de vantagem do DG);
        d) a terceira passada é igual;
        e) ambas contam com 3 elementos de dança de valor D e um de valor C;
        Nota-se que a Rebeca é superior em termos de dificuldade. Também não da para contar com o que elas mostram em treinos. Se a Bailie já apareceu treinando duplo esticado e duplo twist carpado, isso não significa que ela está pronta para usa-los em competições.
        Se isso pudesse ser levado em consideração, deveríamos lembrar que a Rebeca também já treinou elementos como tripla e meia e duplo esticado.
        A Bailie poderia até levar vantagem na execução pois suas piruetas são bem executadas e os saltos são altos e alcançam os ângulos necessários, mas deveríamos lembrar que até agora ela só competiu em campeonatos em que houve "overscore" (ex: internos dos EUA, Jesolo, México, etc.) e nunca foi devidamente avaliada por árbitros rigorosos. Além disso, devemos levar em consideração que a Rebeca também possui uma execução muito boa.
        Quanto aos demais aparelhos só consigo ver essa superioridade toda da Bailie nas UB e BB e só porque a execução é muito boa porque os únicos elementos diferencias que ela tem são um "Stalder-Tkatchev" e um twist, os quais eu tenho as minhas dúvidas de que seriam suficientes para elevar tanto assim as notas delas em relação às demais.

        Excluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.