• Bailie Key e a constante renovação da equipe americana


    A ginasta Bailie Key, nova sênior americana, foi apontada em nossos posts "O que a ginástica reserva" como uma das principais ginastas para esse ano. Ela é muito talentosa e consistente, e apesar da pouca idade já apresenta um grande número de elementos de dificuldade em todos os aparelhos. Impressionante como os Estados Unidos sempre tem ginastas de sobra para compor suas equipes, o que acaba deixando ginastas extremamente competentes fora do cenário mundial.

    No vídeo abaixo, feito com imagens de treinamento do camping americano que aconteceu em janeiro, Key mostra que, apesar do ano estar só começando, ela está praticamente preparada para as competições que estão por vir. Com certeza tem tudo para ser um grande nome esse ano como também nos Jogos do Rio no ano que vem.



    Quem também está apresentando grande melhora é a ginasta Norah Flatley. Ela é treinada por Chow, técnico que formou as ginastas Shawn Jhonson e Gabby Douglas. Apesar de já ser tão boa, principalmente na trave, a ginasta tem idade apenas para 2016.



    Nia Dennis também estreia esse ano e é uma forte concorrente à uma vaga no Mundial de Glasgow.



    Para finalizar, Jazmyn Foberg, atual campeã americana juvenil.



    Confira esses e outros vídeos no canal do Youtube USA Gymnastics
    Foto: WAGymnastics
  • You might also like

    6 comentários:

    1. hum.........boas atualizações,esperava um Amanar da Bailie.

      Nia esta bem forte e pesada, o corpo já esta mudando, os treinadores dela são inteligentes, estão trabalhando bastante a UB, onde os EUA e fraco.

      Flatley não atualizou o VT, não vai entrar na briga do AA,e não atualizou muito a BB onde e sua especialidade.

      É FLAVIA TEM CHANCES NA BB, NÃO VI TRAVES DIFICÍLIMAS, AS NOTAS DE PARTIDA ESTÃO ENTRE 6.0 A 6.3, ATUALMENTE A TRAVE DE FLAVIA PARTE DE 6.3.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Esses vídeos só mostra só o treinamento e ñ a competição, pra vc dizer que essas ginastas estão fraca.A trave das americanas nunca foram fracas, elas sempre competem nesse aparelho e vejam sempre o resultado no mundial.
        Daqui pro mundial elas vão mostrar muitos resultado, coisa que o Brasil ñ tem.

        Excluir
      2. Claro que as Americanas não são fracas na trave, só quis dizer que a prova de trave delas não estão dificílimas como o de costume, as notas D não estão muito altas.

        O Brasil realmente faz anos que não se destaca.

        Excluir
    2. esqueceram da ginasta principal,simone biles.
      mesmo assim,daqui pra lá essas ginastas com amanar ou ñ,são fortíssimas,elas sempre atualizam suas séries em qualquer aparelho,mesmo a flávia sendo forte na bb, nos outros aparelhos ela ruim também, e ela também ñ tem amanar.
      como sempre os usa renovando suas ginastas e colocando os outros países no bolso.

      ResponderExcluir
    3. Não acho a Bailie essa cocada toda não,para uma americana claro,em outro país ela seria realmente a top de linha. Ainda é muito cedo para subestimarem a Nora,uma vez que ela vira senior só ano que vem,então força-lá agora seria burrice, o Chow sabe o que faz vide Gabby,no mundial de 2011 não era ninguém depois mostrou uma evolução jamais vista na ginástica,calando a boca até da Bruxa Karoly.Na minha opinião a briga nos Eua vai ficar interessante depois do mundial,daí sim a nata americana aparece e a Olimpíada começa dentro de casa ,daí só Jesus na causa.

      ResponderExcluir
    4. A fanzone americana tá pirando o cabeção com essas notícias, e esquecendo que garantido só o ouro por equipes.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.