• No rancho da Karolyi - Retorno olímpico!


    O texto desse post é uma tradução da colaboradora Marina Aleixo do vídeo abaixo, onde Martha Karolyi, Alexandra Raisman e Kyla Ross falam sobre o retorno das ginastas que fizeram parte das Olimpíadas de Londres. Confira!



    Aly Raisman

    "Estar de volta aos acampamentos - este é apenas o terceiro desde as Olimpíadas - é muito emocionante, mas também dá muito medo... Sempre fico muito nervosa para esses acampamentos mas estou extremamente feliz em ver as meninas e mostrar as melhorias que eu fiz, espero que a Martha esteja satisfeita. O primeiro que participei em Outubro não foi para o Campeonato Mundial, éramos apenas eu e a Gabby. Na verdade Gabby era a única menina que eu conhecia em todo o grupo, mas em novembro todas as outras meninas voltaram (que estavam no mundial) e foi divertido poder revê-las. Na verdade eu não conhecia nenhuma das meninas, estava agora pensando a respeito disso. Conheci elas, muitas delas, em Outubro - e todas elas em Novembro, mas realmente não as conheço muito bem. Em Outubro e Novembro eu e a Gabby não conhecíamos ninguém, então fizemos um esforço para conhecer todas as meninas e passar tempo com elas, elas são todas legais e também muito novas! Os acampamentos agora são um pouco diferentes. É louco, mas quando venho aqui as meninas pedem para tirar fotos comigo e eu percebo que ela sabem tantas informações a meu respeito, e foi a mesma coisa comigo. Me lembro quando estive no acampamento que Shawn e Nastia retornaram, eu estava impressionada! Olhava para elas e queria copiar absolutamente tudo que elas faziam. Me lembro que Shawn costumava comer essas beterrabinhas (os vegetais) e eu ainda as como porque ela comia! Então entendo estar nessa posição agora e ver que elas me copiam. É muito legal e significa muito para mim porque comigo era exatamente a mesma coisa. Minhas metas para 2015...? Bem, estou começando a entrar em forma para séries, agora já recuperei todos os meus elementos nas paralelas oficiais, então eu diria que estou talvez 70% porque ainda estou trabalhando em séries de solo. Mesmo tendo todos os meus elementos de volta, eu sinto que até que eu realmente os compita eu não estarei aonde desejo estar. Acredito que vou tentar ir para competição na Itália ao final de Março, então esta é a prioridade agora. E obviamente o campeonato Nacional e Mundial depois disso. Você é tão bom quanto a sua última competição, então sei que ainda tenho muito trabalho pela frente e tenho que provar isso a mim mesma!"

    Martha Karolyi

    "O nível dos elementos da Aly estão ficando mais e mais altos. Estou muito contente com seu solo, está melhorando nas paralelas também, então estou ansiosa para ver o que vai acontecer. Ela parece estar muito entusiasmada a respeito desse retorno e, ao que me parece, honestamente quer estar ali, entendendo que vai ter de lutar para estar no time, tipo de atitude que eu amo. Kyla sempre foi uma menina conduzida por metas e muito disciplinada, que aprecia e entende que o trabalho duro de todos os dias é aquele que o torna melhor. As mais novas sempre podem olhar para ela como referencial por este motivo. Sua forma e suas linhas são tão perfeitas que ela foi um componente fantástico para o time. A Kyla como pessoa se tornou mais e mais confiante com os anos e seu sucesso internacional gradualmente a tornou uma líder silenciosa. Ela não é muito aberta e nem escandalosa a respeito disso, e simplesmente dá o melhor exemplo da melhor maneira para todas as meninas. Ela sempre é um referencial para todo time."

    Kyla Ross

    "Acho que tive um ano bom em 2014. Como você disse, tive alguns altos e baixos, mas penso que de maneira geral me beneficiei disso para este ano e aprendi muito, então acho que apenas quero voltar para o ginásio no início desta temporada e realmente trabalhar em algumas coisas que faltaram no ano passado, especialmente com meu nível de dificuldade, minhas notas de partidas e tudo mais. Depois do Campeonato Mundial deixei meu quadril sarar um pouco e ele está bom agora, realmente quero trabalhar no sentido de adicionar alguns elementos nas minhas séries e simplesmente ter um bom e sólido ano. Sei que este é o último campeonato mundial, então realmente quero deixar a minha marca e ver como eu me comparo com as outras competidoras. Logo depois do Mundial, eu, Martha e minha técnica decidimos que eu não iria competir no American Cup porque elas queriam que eu trabalhasse no desenvolvimento dos elementos e ficar mais limpa, adicionando novas coisas... E isso é realmente o porquê de eu decidir não competir na Américan cup. Espero participar de uma competição menor, provavelmente na Itália na primavera... e me preparar para o Campeonato Nacional depois disso. Vir para estes acampamentos... Acho que Martha nos aproxima como um time, e foi isso que nos deu um diferencial contra os outros países. Todas as vezes que nós vamos para um campeonato internacional, nós realmente somos unidas como um time e trabalhamos em unidade, então isso nos beneficiou muito. Realmente nos deu amizades muito fortes, de que nós iremos nos lembrar por muitos anos por vir."

    Martha Karolyi

    "Por mais que nós sejamos gratos por todas as conquistas que elas tiveram no passado, a importância agora está e estará no que elas poderão realizar agora e neste exato momento."

    Foto: Successimg
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.