• Brasil se classifica para quatro finais em Doha


    O Brasil será representado em quatro finais na Copa do Mundo de Ginástica Artística, etpa da Doha, no Catar. Diego Hypólito, Péricles Silva, Arthur Zanetti, Lorrane dos Santos e Daniele Hypólito competiram hoje e garantiram a presença do Brasil nas finais.

    Diego Hypólito competiu no solo e salto, e se classificou para as duas finais, sendo que no solo se classificou em primeiro lugar com 15.400. A terceira final veio com Arthur Zanetti nas argolas, que também se classificou em primeiro com uma nota bem melhor que a conseguida em Cottbus: 15.750. Zanetti ainda competiu no solo e terminou na 13ª colocação. A última final conquistada foi na trave. Com 13.850, Daniele Hypólito se classificou em 2º lugar nessa final.

    Lorrane dos Santos competiu no solo e na trave, terminando como primeira reserva da final de trave com a nota 13.150 e em 12º no solo, com 12.750. Lorrane arriscou uma série forte no solo, com nota de partida 5.8.

    Péricles Silva repetiu os mesmos aparelhos de Cottbus, conseguindo 13.500 no cavalo com alças, 12.950 na paralela e 13.550 na barra fixa. Nenhuma nota foi suficiente para colocar o ginasta nas finais, o que complica ainda mais sua participação no Mundial. Péricles tem uma linha corporal muito bonita nesses aparelhos, mas precisa melhoras suas apresentações.

    As competições serão transmitidas ao vivo pelo canal SporTV às 11:30 e na sexta às 10:55.

    Confira os resultado completos: masculino e feminino.

    Post de Cedrick Willian
    Foto: Ricardo Bufolin
  • You might also like

    4 comentários:

    1. Dúvida(s): Saberiam dizer o porquê de Lorrane não competir na UB? Ela não conseguiu mais recuperar os ombros? E saberiam dizer o porquê da Daniele competir na UB? Ela tinha algo novo para mostrar? A nota dela foi 11 alguma coisa...

      Agora é torcer *cruza os dedos*

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Eu nao sei so sei que como nessa vida a dani tirava o mesmo que a beth tweddle 9575 atenas 2004 saudade dessa epoca
        a vida muda mas no vendaval temos que nos agarrar em alguma coisa.

        Excluir
      2. 1 - A Dani com 19 anos na época né gente, vamos combinar.
        2 - O código mudou drasticamente. Não atoa hoje, as maiores diferenças de notas no AA nascem da UB. Quem não lembra da Shawn em 2008 se matando pra fazer um Amanar (sou do tempo que se chamava o movimento pelo nome da sua ginasta de criação. hahaha...to velho) e se tacando no silivas e encerrando de TG. E a Liu Kim liiinda e magra na sua UB, que nem foi a melhor, tirando 16.650 e disparando na frente? Fora aqueles 16.900 do TF. Enfim, a UB hoje está muito exigente. Acho que a Dani nem deveria mais investir na UB. Compromete o ombro dela. Só acho...
        Fernando.

        Excluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.