• Victor Rosa encerra sua carreira de ginasta


    Victor Rosa, ginasta da seleção masculina de ginástica artística, comunicou em seu Instagram que encerrou sua carreira como ginasta. Victor foi descoberto no Clube de Regatas do Flamengo, onde ficou por 18 anos, e parou com os treinos defendendo o Minas Tênis Clube, onde estava desde o ano de 2012.

    De 2011 para cá as coisas não iam bem para Victor, que sofreu com lesões e cirurgias. Poderia ter feito a diferença no Evento Teste para as Olimpíadas de 2012, quando a equipe masculina tentou a classificação olímpica com o desfalque dele e de outros atletas. Por poucos décimos o sonho olímpico teve que ser abandonado.

    Participou de várias competições, nacionais e internacionais, conquistando várias medalhas. Foram 23 anos no esporte atuando como atleta. Fez parte de uma safra muito talentosa do Brasil que, assim como ele, não conseguiu chegar às Olimpíadas. Mas faltou pouco! Os caminhos com certeza foram abertos para que hoje a ginástica masculina tenha esse prestígio tão grande.

    O Minas Tênis Clube sugeriu e apoiou a nova carreira de Victor Rosa: treinador de ginástica. Ele agora continua nos tablados, mas vendo e vivenciando a ginástica de uma forma completamente diferente. Esperamos que seja uma carreira de êxito, e que os frutos de seu trabalho sejam tão expressivos quanto sua carreira.

    Abaixo, o texto de despedida do ginasta.

    "É isso ae galera do mundo da Ginástica, esse ano 2015 é começo de um novo caminho que traço. Foram 23 anos atuando como um atleta de Ginástica Artística onde conheci e fiz bastantes amigos, onde realmente ajudou bastante na minha educação fora de casa ( aliás, segunda casa). Foram diversas viagens, competições, treinamentos, glórias e fracassos que foram simplesmente superado, pois no esporte vc não ganha sempre! Pessoas importantíssimas passaram e considero até hoje na minha vida e lugares onde passei, tenho toda minha gratidão, o Clube de Regatas do Flamengo onde treinei 18 anos e me revelou e me consagrou, a Confederação de Ginástica ( Brasília/Curitiba) que me fez participar de competições como campeonatos internacionais pelo mundo a fora e por último agradecer ao Minas tênis Clube que foi o clube onde me acolheu e me fez encerrar a carreira de forma sábia! Prof. Antonio que foi fundamental nessa transição, me ajudou desde sempre mais oficialmente em 2012 onde acreditou no meu trabalho e me contratou e pude corresponder, e em 2014 onde decidi em parar e quando foi inserida a ideia de ser treinador, era isso ,parei como atleta mas não sairei do meio, e vou tentar passar tudo que aprendi para essa garotada que está vindo aí é peço pra quem torcia por mim como atleta que continue na torcida como treinador... Estou bem feliz!"

    Confira vídeo com excelente série do ginasta no solo em 2010.



    Foto: Ricardo Bufolin
  • You might also like