• Brasil conquista quatro finais em Ljubljana


    O Brasil terminou as classificatórias da Copa do Mundo de Ginástica Artística, etapa de Ljubljana, com 5 ginastas classificados para as finais. Ao todo, o Brasil será representado em 4 finais: barras assimétricas, com Rebeca Andrade; trave, com Julie Kim e Lorrane dos Santos; solo, com Renato Oliveira; salto, com Ângelo Assumpção.

    Ângelo Assumpção também competiu no cavalo com alças e conseguiu 13.300, terminando em 28º, e no solo, onde conseguiu 14.600 e terminou em 14º. Julie Kim e Lorrane dos Santos também competiram no solo mas não avançaram às finais, terminando em 14º e 18º respectivamente.

    Os outros ginastas brasileiros a competirem nessa Copa foram: Fellipe Arakawa, que competiu com uma série de cavalo com alças muito boa (6.3) mas não conseguiu passar às finais, terminando em 26º com 13.400; ainda competiu na paralela, terminando em 11º com 14.350 e na barra fixa, terminando em 18º com outros 13.400; e Hudson Miguel, que não avançou às finais, terminando em 17º nas argolas com 13.150 e em 11º no salto com 14.100.

    Os melhores classificados em cada aparelho foram:

    Masculino

    Tomislav Markovic (CRO) - Solo - 15.150
    Oleg Verniaiev (UKR)* - Cavalo com alças - 15.350
    Guanhua Wu (CHN) - Argolas - 15.250
    Zachari Hrimeche (FRA) - Salto - 14.975
    Jossimar Calvo (COL) - Paralela - 15.300
    Epke Zonderland - (NED) - Barra fixa - 14.950

    * Único aparelho que o ginasta competiu.

    Feminino

    Oksana Chusovitina (UZB) - Salto feminino, 14.925.
    Rebeca Andrade (BRA) - Barras assimétricas, 14.300



    Lorrane dos Santos (BRA) - Trave - 13.700
    Eythora Thorsdottir (NED) - Solo feminino, 13.600

    Confira os resultados completos:

    Masculino: solo, cavalo com alças, argolas, salto, paralela e barra fixa.
    Feminino: salto, barras assimétricas, trave e solo.

    Vídeos das classificatórias do Brasil saindo no canal NascGym.

    Post de Cedrick Willian
    Foto: Ricardo Bufolin
  • You might also like

    4 comentários:

    1. Será que o Sportv vai transmitir?

      ResponderExcluir
    2. Caramba, que linda a série da Rebeca, toda certinha, gostei muito da vertical nos elementos, com uma partida de 5.90 já é considerável e 14,300 é um sonho para o Brasil. Poderiam ter dado uma execução maior pra ela, a Kyla Ross no mundial partiu exatamente de 5.90 nas barras e superou os 8.70 de execução, com defeitos de pernas abertas e passo na chegada.
      Gostei da série de trave da Lorrane, ela é muito boa em acrobacias, os mortais são bem altos, pena a queda no solo, seria mais uma final certa. Já a Julie é bem limpa, só falta dificuldade, porque partir apenas de 5.30 na trave e ainda com desequilíbrios grandes ela conseguiu final graças a execução. No solo a Julie foi firme apesar da queda (não sei porque ela insiste na sequência de piruetas, não é a primeira vez que ela erra, e não é mais obrigatório sequência de mortais), também seria outra final certa, só não aguento mais essa música (mistura de Bulimar com Maroney), tá chata e mal editada.
      O Ângelo no solo sobra força, cabe mais acrobacias, pena não ter se classificado para essa final.
      Parabéns aos brasileiros e que nas finais consigam fazer o melhor que puderam, se vierem medalhas melhor ainda.
      OBS: A Daniele não iria competir no salto?

      ResponderExcluir
    3. O holandês Jeffrey Wammes parece ter sofrido uma lesão no joelho durante a prova de solo. Segundo a notícia, ele fará exames no seu país para verificar a gravidade do ferimento.

      Vídeo da lesão: https://www.youtube.com/watch?v=jgYJX42oQJ8

      Fonte: http://www.rtvnh.nl/sport/162272/tien-finaleplaatsen-turners-wammes-geblesseerd

      ResponderExcluir
    4. Uma vergonha essa nota de execução da Rebeca,tava linda a série,daí vem as americanas com aquelas barras horríveis tirando onda na execução,daqui a pouco Raisman tira mais que Rebeca, aff UÓOOOOOOOOOOO!!!!!!!

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.