• Resultados Copa do Mundo de Ginástica Artística - Etapa de São Paulo - Classificatórias, 1ª parte


    A primeira parte da etapa classificatória da Copa do Mundo de Ginástica Artística, etapa de São Paulo, foi concluída. Os aparelhos apresentados foram: trave e solo, no feminino; salto, paralela e barra fixa, no masculino. O Brasil, até o momento, tem 5 ginastas classificados para 4 finais. Dos 5 aparelhos competidos, não haverá representante brasileiro apenas na final de barra fixa. Confira os finalistas!

    Flávia Saraiva - 2º trave e 1º no solo
    Lorrane dos Santos: 2º no solo
    Ângelo Assumpção: 4º no salto
    Diego Hypólito: 6º no salto
    Francisco Barreto: 5º na paralela

    Confira abaixo os resultados classificatórios e comentários de cada aparelho.

    FEMININO

    Trave

    Clique na foto para ampliar

    A chinesa Shang Chunsong foi a nota D mais alta da competição (6.5) e acabou terminando a classificatória em primeiro com 15.100. Mesmo com uma queda na sequência acrobática de rondada + mortal esticado, Flávia Saraiva foi a segunda colocada com 13.700. A alemã Sophie Scheder fechou na 3ª colocação com 13.400. Outros nomes fortes nessa final, são: Ana Lago, do México, que apresenta um twist em sua série, e a chinesa Siyi Chen, que não foi bem mas tem uma série muito difícil e pode medalhar na final. Com uma série cheia de novidades, Lorrane dos Santos não conseguiu acertar tudo que se propôs. Acabou tendo uma queda e vários desequilíbrios que a deixou fora da final, terminando na 10ª colocação.

    Solo

    Clique na foto para ampliar

    Também com uma série nova, Flávia acertou seu solo sem grandes erros, e foi a melhor do dia nesse aparelho. Lorrane também acertou o solo (apesar dos erros na parte de dança) e se classificou logo na 2ª colocação, mas não arriscou a sequência acrobática de dupla pirueta e meia + pirueta. A argentina Ayelen Tarabini, com a série mais limpa da competição, se classificou em 3º e bem próxima de Lorrane. Siyi Chen também está classificada para essa final, com uma série de dificuldade bem baixa mas com a limpeza e boa artisticidade de uma chinesa. A final de solo feminino está relativamente fraca, principalmente pela falta da mexicana Elsa Garcia e da outra chinesa Shang Chunsong. Ambas tem séries muito difíceis, mas tiveram quedas e acabaram fora da final.

    MASCULINO

    Salto

    Clique na foto para ampliar

    O chileno finalista olímpico Thomas Sepúlveda, com os dois saltos mais difíceis entre os que competiram, foi primeiro colocado nessa prova. O chinês Xi Huang também teve a mesma nota de dificuldade de Sepúlveda, mas acabou em terceiro. A 2ª colocação ficou com o alemão Mathias Fahrig bem limpo e menos de um ponto atrás do chileno. O ginasta brasileiro Ângelo Assumpção foi o mais limpo da final, com duas notas E de 9.400! Tanto Ângelo como Diego não fizeram os saltos mais difíceis que possuem (os dois apresentaram salto com nota D 5.2) e podem aumentar a nota de dificuldade na final.

    Paralela

    Clique na foto para ampliar

    Provavelmente será a final mais disputada da competição. Liderada pelo alemão Lukas Dauser e pelo chinês Xiaodong Zhu, empatados com 15.650, a final ainda conta com mais um chinês (Lianshen Ji), com o americano finalista mundial John Orozco e com o brasileiro Francisco Barreto, que conseguiu um ótimo 15.100. Akashi Modi, dos EUA, também tem uma boa série, assim como o argentino Frederico Molinari. Uma disputa bem interessante pode ocorrer pelo terceiro lugar nessa aparelho, já que os primeiros colocados tem nota D alta e, acertando, concorrerão entre si pelo primeiro e segundo lugar.

    Barra fixa

    Clique na foto para ampliar

    Sem nenhum representante brasileiro, a final conta com um empate no primeiro lugar entre o experiente argentino Nicolas Cordoba e o chinês Lianshen Ji. John Orozco também está presente na final, assim como o alemão Andreas Toba. Outra final bem disputada e com notas muito próximas: menos de um ponto distancia o primeiro do sétimo colocado. Francisco Barreto e Petrix Barbosa, sem as quedas, estariam nessa final. Francisco, inclusive, teve a série mais difícil do dia, com nota D 6.7. Também vale lembrar que essa é a primeira competição de Petrix depois da recuperação da lesão que sofreu no ano passado e acabou o deixando de fora do Mundial.

    Post de Cedrick Willian
  • You might also like

    Um comentário:

    1. Flavia, parece a mais preparada psicologicamente do que as outras, ela geralmente acerta,a trave que ela vem apresentando e difícil, mas a rondada mortal esticado e o seu tendão de aquiles , ela erra muito esse elemento e vem dando provas que não consegue realiza-lo com segurança, e melhor tira-lo e substitui-lo por diferentes saltos com pé na cabeça ou tentar outras sequencias pois a trave e o seu melhor aparelho, ela tem chances no mundial, mas com a rondada e provável que ela não avance para final, espero que eu esteja errado.

      Rebeca, e uma potencia, mas precisa de mais preparo psicológico, já são duas competições que ela erra a sua serie de UB, a comissão técnica tem que dar uma atenção a mais para ela, pois a sua serie e muito importante para a equipe.

      Letícia, esta de parabéns, arriscou, agora e trabalhar para melhorar na execução , como diz o ditado "quem não arrisca não petisca ".

      Lorrane, e uma ginasta segura, estou surpreso com a queda da trave, mas são coisas que acontecem, ela esta em preparação assim como as outras ginastas.

      Adriel Eduardo

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.