-->
  • Campeonatos pelo mundo


    No último fim de semana aconteceram vários campeonatos no Mundo inteiro, uns acompanhados de perto e outros não. Confira o mix de tudo que rolou.

    Campeonato Canadense

    Ellie Black (57.950) e Jackson Payne (83.500) foram os campeões. Ellie se mostrou muito segura em todos os aparelhos, conseguindo notas muito altas como um 14.800 na paralela. Na ocasião, Victoria Moors anunciou sua aposentadoria, abrindo espaço para que Britanny Rogers e Peng Peng Lee, que atualmente anunciaram sua volta para a ginástica de elite, façam parte da equipe nacional novamente.

    Resultados: Full Twist
    Alguns vídeos do campeonato no canal Arabian Punch.

    Campeonato Australiano

    Naoya Tsukahara e Georgia Godwin forma os melhores no somatório dos dois dias de competição e acabaram vencendo. No seu melhor dia, Tsukahara conseguiu 84.900 e Godwin conseguiu 54.500. Lauren Mitchell esteve presente na competição e foi campeã de solo com 13.900.

    Resultados: http://ausgymnasticschamps.com.au/results/

    Campeonato Chinês

    Aconteceu ontem as classificatórias do Campeonato Chinês, A estrela juvenil Wang Yan, que está em seu primeiro ano adulto, liderou a competição com 56.650. Liu Tingting ficou em segundo, com 56.350 e Shang Chunsong ficou em terceiro, com 56.150. Situação complicada para Yawen Bai, que ficou na 20ª posição com 48.800. Destaque para Mao Yi, que fez um solo belíssimo, abrindo com uma ótima sequência de tripla pirueta e meia + mortal.

    Resultados: The Gymternet
    Vídeo do solo de Mao Yi, via Gymnastics Coaching: http://v.youku.com/v_show/id_XMTI1MjcyMDg5Mg==.html

    Trofeo 4 Nazioni

    Amistoso entre Itália, Rússia, Romênia e Colômbia. Rússia foi a campeã por equipes, deixando a Itália em 2º e Romênia em 3º. A russa Seda Tutkhalyan foi campeã individual geral somando 57.400. Nenhuma nota acima de 14 no solo e nenhuma nota acima de 15 em toda a competição.

    Resultados: equipes e individual geral.
    Alguns vídeos da Rússia no canal Tanya9219.

    Post de Cedrick Willian
    Foto: Divulgação
  • You might also like

    Um comentário:

    1. Eu nunca vi tanta falta de criatividade por parte das ginastas e/ou treinadores nessa competição. As saídas da trave pareciam exercícios obrigatórios, ou seja, PRATICAMENTE todas as ginastas saíam desse aparelho ou de duplo mortal grupado ou senão de duplo mortal carpado. A ginástica olímpica...Ou melhor dizendo a ginástica ARTÍSITCA, parece que está perdendo um pouco do seu encanto. As séries de trave estão cada vez mais MONÓTONAS, mais ENFADONHAS. Uma série parece cópia da outra. É sempre a mesma coisa...estrela e reversão sem as mãos, mortal na lateral, etc. A FIG deveria rever algumas regras...Não sei por qual motivo, por exemplo, PERDURA a execução obrigatória de GIRO na trave. Para quem GOSTA de ginástica e que NÃO entende do esporte, tanto faz, tanto fez existir um giro, dois, ou três etc. Virou rotina também os yurchenkos com uma ou dupla piruetas, parece queno código de pontuação só existem esses altos. Por mais que a FIG tente cobrar arte nesse esporte, ele está cada vez mais MECÂNICO, as ginastas se parecem mais com uns robôs. E o que dizer do SORRISO de uma ginasta? É uma das coisas MAIS ARTIFICIAS QUE EXISTEM. Elas sorriem de forma automática, é um sorriso 100% ARTIFICIAL.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.