• Em Toronto, Brasil fica com o bronze na final por equipes feminina


    A equipe feminina do Brasil acaba de finalizar sua participação na final por equipes dos Jogos Pan-Americanos. Competindo com séries novas, mas com erros, terminaram com o bronze com 165.400, 1.100 atrás do Canadá, que ficou com a prata. A equipe dos Estados Unidos foi a campeã dessa final somando um total de 173.800.

    A equipe começou no solo, onde Daniele Hypólito se superou com uma série que pode ser a melhor em muitos anos. Flávia Saraiva também foi muito bem. Entretanto, duas quedas foram responsáveis pela contagem de uma nota baixa para equipe: uma queda de Letícia Costa e outra de Lorrane dos Santos. Ambas poderiam ter pontuado muito bem nesse aparelho. Logo após, passaram bem no salto, saltos de dificuldade baixa porém limpos. Lorrane estreou seu yurchenko com dupla pirueta muito bem e Letícia Costa, sem um motivo aparente, saltou apenas um yurchenko com pirueta. Nas assimétricas, novamente Leticia e Lorrane tiveram dois erros grandes, enquanto Flávia e Daniele executaram suas séries da melhor forma possível. Finalizaram na trave, com outra queda de Lorrane e com erros grandes de Daniele, Flávia e Julie.

    Levando em consideração tantos erros, a equipe poderia vencer o Canadá com uma certa vantagem. Foi um dia atípico pro Brasil no solo e até mesmo na trave, sendo que os erros nas assimétricas já são quase previsíveis de acontecer. Um dia atípico para o Brasil nas assimétricas, tendão de Aquiles da seleção, seria um em que todas as ginastas cravassem suas séries sem nenhum erro. Apesar desses erros terem acontecido, a equipe que competiu hoje foi melhor e mais bem preparada do que a que esteve em Guadalajara em 2011.

    A competição continua com participação brasileira durante os próximos 3 dias, nas finais por aparelhos e individual geral. Apenas nas barras assimétricas não houve uma ginasta brasileira classificada. Confira:

    Flávia Saraiva - Individual geral, trave e solo
    Daniele Hypólito - Individual geral, salto e solo

    Julie Kim - Trave

    Flávia se classificou em primeiro lugar para a final de trave e tem muitas chances de ser ouro nesse aparelho. No individual geral a situação é mais complicada, visto que entre as primeiras colocadas nessa fase classificatória ela é a única que não apresenta um yurchenko com dupla pirueta, salto que ela já executa em treinos mas nunca foi apresentado em competições. Tanto ela como Daniele podem conseguir bons resultados no solo, mas precisam, no mínimo, repetirem a atuação de hoje nesse aparelho. Julie Kim tem um ótimo ritmo na trave e teria passado dos 14 pontos não fosse um desequilíbrio grande, dando as chances de também melhorar sua posição na final.

    Os Estados Unidos, mesmo com uma equipe B, conseguiu ótimas pontuações, melhores até mesmo que outros países que competiram com seus times principais no Mundial do ano passado. Com a nota que conseguiu hoje só não venceria sua equipe A, que no Mundial passado conseguiu 179.280. A China, segunda colocada, finalizou com 172.587. Isso mostra como o país evoluiu desde que sediou as Olimpíadas de 1996, se mostrando como grande potência ano após ano.

    A equipe do Canadá fez sua parte e com um time renovado conseguiu a prata em casa. A situação melhora ainda mais no ano que vem, quando juvenis muito boas sobem para a categoria adulta. Se não conseguirem classificar uma equipe completa para as Olimpíadas no Mundial desse ano, com certeza a tarefa será fácil no Evento Teste do ano que vem.

    Confira os resultados completos e as ginastas classificadas para as finais clicando aqui.

    Amanhã acontecem as finais do individual geral masculino e feminino. Além de Daniele e Flávia, Caio Souza e Lucas Bittencourt também entram em ação amanhã. Caio pode surpreender e sair dessa final com uma medalha, algo completamente possível com as séries que possui.

    Post de Cedrick Willian
  • You might also like

    25 comentários:

    1. Vídeos do Campeonato Amistoso Júnior entre Alemanha, Brasil, Grã Bretanha e Itália. Ao que me parece, Carolyne Pedro terminou em 4º no Individual Geral.

      https://www.youtube.com/channel/UCddTpD_xk1NUCXSeVnoAr6w

      ResponderExcluir
    2. Mesmo com alguns erros, acho que Dani, Flávia e Julie cumpriram seu papel. Lorrane saltou muito bem e apresentou uma paralela com potencial, no solo, acho que devia facilitar a primeira diagonal, parando do dtg. Letícia decepcionou, na minha opinião, acho que deve ceder a posição pra jade e ficar como reserva...

      ResponderExcluir
    3. Reserva que eu saiba é ´substituir caso alguém se machuque,Jade pelo jeito foi passear, ou está pior que Julie que fez um aparelho mesmo lesionada? Será que não havia outra garota que no momento fosse mais útil? ou teria que ser Jade mesmo?

      ResponderExcluir
    4. Aqui os resultados completos do Campeonato Amistoso Júnior entre Alemanha, Brasil, Grã-Bretanha e Itália. A competição aconteceu em Ipswich (GBR) serve de preparação para o European Youth Olympic Festival.

      Equipes

      1º Grã Bretanha - 212.500
      2º Alemanha - 212.150
      3º Itália - 211.800
      4º Brasil - 208.250

      Individual Geral

      1º Martina Maggio (ITA) - 54.600
      2º Rebecca Matzon (GER) - 53.600
      3º Georgia-Mae Fenton (GBR) - 53.300

      A equipe brasileira foi representada por:

      Carolyne Pedro Mercer - 52.850 (4º)

      VT - D: 5.000 T: 13.950
      UB - D: 5.400 T: 13.350
      BB - D: 4.900 T: 13.250
      FX - D: 5.200 T: 12.300

      Karoline Carniero - 50.900 (15º)

      VT - D: 4.000 T: 12.800
      UB - D: 3.600 T: 11.950
      BB - D: 4.800 T: 13.200
      FX - D: 4.700 T: 12.950

      Letícia Dias Gonçalves - 49.050 (21º)

      VT - D: 5.000 T: 13.600
      UB - D: 5.200 T: 12.700
      BB - D: 4.900 T: 10.450
      FX - D: 4.800 T: 12.300

      Luana Silva - 49.000 (22º)

      VT - D: 4.400 T: 13.250
      UB - D: 4.300 T: 11.550
      BB - D: 4.600 T: 11.750
      FX - D: 4.900 T: 12.450

      Thais Fidélis - 51.100 (13º)

      VT - D: 5.000 T: 13.750
      UB - D: 3.300 T: 9.850
      BB - D: 6.000 T: 13.750
      FX - D: 5.500 T: 13.750

      Vitoria Custódio - 49.150 (20º)

      VT - D: 4.400 T: 12.800
      UB - D: 4.200 T: 11.700
      BB - D: 5.000 T: 12.200
      FX - D: 5.000 T: 12.450

      Link com os resultados completos:

      http://dati.federginnastica.it/articoli/allegato_8827.pdf

      Link para matéria sobre a competição do site da Federação Italiana de Ginástica Artística:

      http://www.federginnastica.it/?module=articolo&idContentPage=12306

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá! Entre em contato comigo através do email gymblogbrazil@gmail.com. Aguardo!

        Excluir
    5. Saiu a Start List das finais:
      VT
      1 (PUR) MEJIAS Paula
      2 (BRA) HYPOLITO Daniele
      3 (CHI) PINTO Makarena
      4 (DOM) PEÑA ABREU Yamilet
      5 (CUB) VIDEAUX Marcia.
      6 (CAN) CHANT Maegan
      7 (CHI) SANTI Franchesca
      8 (CAN) BLACK Ellie

      UB
      1 (MEX) GARCIA Elsa
      2 (USA) HUNDLEY Amelia
      3 (CAN) ONYSHKO Isabela
      4 (MEX) SANDOVAL Ahtziri
      5 (USA) GOWEY Rachel
      6 (GUA) GOMEZ PORRAS Ana Sofia
      7 (CAN) COPIAK Madison
      8 (VEN) LOPEZ Jessica

      BB
      1 (CAN) WOO Victoria
      2 (USA) SKAGGS Megan
      3 (BRA) SARAIVA Flavia
      4 (BRA) KIM Julie
      5 (CAN) BLACK Ellie
      6 (VEN) LOPEZ Jessica
      7 (GUA) GOMEZ PORRAS Ana Sofia
      8 (USA) GOWEY Rachel

      FX
      1 (USA) HUNDLEY Amelia
      2 (PUR) MEJIAS Paula
      3 (CUB) PERDOMO Leidys
      4 (CAN) BLACK Ellie
      5 (BRA) HYPOLITO Daniele
      6 (USA) DESCH Madison
      7 (BRA) SARAIVA Flavia
      8 (GUA) GOMEZ PORRAS Ana Sofia

      ResponderExcluir
    6. Fiquei decepcionada com as meninas no solo. Neste primeiro aparelho já ficou claro que a prata seria das canadenses. Sinceramente, não entendo esses erros gratuitos delas. Mas, elas estão treinando a todo vapor e acho que podem melhorar muito. Sem contar que temos que considerar que a Rebeca está fora, o que deu uma desestabilizada no time. Dani e Flavinha seguraram as pontas lindamente :)

      ResponderExcluir
    7. A diferença da equipe brasileira com relação a dos Estados Unidos foi de 8.400 pontos, mesmo levando em consideração que a melhor ginasta do Brasil na atualidade não estava na disputa, isso em nada diminuiria essa DIFERENÇA horrorosa, que mais se parece com placar de vôlei ou de basquete. É bom salientar que essa equipe dos USA detentora da medalha de ouro, é uma espécie de EQUIPE C. Contra a equipe A estadunidense, iremos tomar mais de 10 pontos de diferença, como já ocorreu nos jogos olímpicos de Londres e no último mundial. Temos hoje ao nosso dispor um bom centro de treinamento e técnicos de excelente qualidade, digo a respeito de Alexandrov e de Oleg Ostapenko. Antigamente, a desculpa era de falta de patrocínio e equipamentos etc e tal. Essas ginastas parecem que estão FADADAS a amarelar na hora em que mais se precisa acertar.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Vc tirou as palavras da minha boca. Acho que depois do Mundial de 2007, torcer para as brasileiras tornou-se uma espécie de masoquismo. A seleção de hoje entra no ginásio já sem garra, com postura simplória e sem ambição nenhuma. Podem falar o que quiserem, mas na época de ouro da Daiane (2003-2005) muitos dos títulos q ela conseguiu aconteceram muito em função da vontade de vencer q ela tinha. Hoje temos toda essa estrutura, mas ainda vemos Daniele Hypólito como ginasta titular (!), o que, na minha opinião, só piora tudo, pois essas meninas acabam se espelhando nela e na Jade q, apesar de terem mostrado seu valor no passado, nada mais tem à oferecer para a ginástica - a não ser um péssimo exemplo de rebeldia com os treinadores, péssimo rendimento nos treinos, oscilação irresponsável de peso, postura infantil e imatura, falta de conexão com a realidade, etc. Cada vez mais me convenço D q o Brasil nunca será visto de forma séria pela comunidade de ginástica. Desculpem o desabafo.

        Excluir
      2. Concordo amigo. A Jade e Dani contribuem sim....Mais é negativamente com a seleção. Elas fizeram de td pra acabar com a concentração mentiram muitas coisas sobre o Oleg . Agora que atleta de alto rendimento fica o tempo td em baladas e redes sociais ....faça me o favor. Me desculpe também , mais um apaixonado pelo esporte indignado.

        Excluir
      3. Caros, não tem como comparar as séries de ciclos passados com as atuais. Hoje, para medalhar tem que arriscar séries mais difíceis, que estão propensas a mais falhas e erros. As meninas estão no caminho certo, tem que arriscar. A consistência vai acabar vindo com o tempo.

        Excluir
    8. Duas ginastas que não boto muita fé, Letícia e Lorrane Na hora que a equipe precisa mais, elas amarelam. Tanto tempo participando de competições treinos e mais treinos, aí comentem erros como esses? Já passou da hora de adquirirem maturidade.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Nossas únicas ginastas capazes de nos trazerem alguma glória são Flávia e Rebeca. Querer mais do que isso é sonho.

        Excluir
    9. Levaram a Jade só para passear.....A Dani novamente decepção. Tem botar só as meninas novas mesmo. Já que é pra pegar experiência. Já imaginaram se não tivéssemos a flavia , o tamanho do vexame.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Exato, amigo anônimo. Se as veteranas já não fazem mais a diferença positiva na equipe, por que temos q aturá-las em cada competição? A solução para evitarmos vexame é aposentar essas "titias" Hypólito, Barbosa, etc... Daiane deixou para fazê-lo tarde e teve um melancólico fim de carreira.

        Excluir
    10. Tanto gasto com essas ginastas,técnicos importados, blá,blá blá,e terceiro lugar? aí vem falar que o Brasil evoluiu,o certo era brigar por um ouro. Competiram com as americanas reservas e fora de forma com as do Canadá que também são fracas. A única pra quem tiro o chapéu e pra Flavinha. A Dani acha que fez muito? com o salário que ganha vai tirar a vaga das novas até de bengala. T em que aceitar que as outras é que fizeram cáca.

      ResponderExcluir
    11. O pior que ficaram a vida inteira falando que não tem apoio...a façam nos o favor sai do esporte então. ...que incentivo financeiro cuba e venezuela tem para seus atletas? E conseguiram medalha. A faça me o favor a Jade fez todo aquele papelão com a seleção permanente falou tanta coisa e porque continuou? Campeã de selfs e curtidas? Vai treinar queremos é medalhas.
      Sinceramente eu acho que elas são eh ma influência para as meninas que estão começando. O Brasil está cheio de talentos no interior a fora. Cadê esse comissão. ..????
      Georgete chega de conversa fiada!!!! Não temos que ter só dois novos talentos não no mínimo dez....chega de desculpas.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Muitas vezes as veteranas são tão paparicadas,que causam desconforto,desânimo nas mais jovens. Esse negócio de dizer que elas merecem por serem campeãs no passado não cola mais. As jovens tem que aprender com erros também. caso contrário,ficarão velhas sem experiência. Se levam Julie que não é um primor, porque não levar outras novatas no lugar de Jade e Dani?

        Excluir
      2. Não suporto o cinismo da Jade,não treina direito depois fica me obrigando a assistir aquela cara feia de choro affffff,não deu conta quando estava no auge da carreira e botou pra fuder no rabo do coitado do Oleg.Essas veteranas são péssima influência para as novatas,queria ver se fosse a Martha no lugar da Georgete,,ela iria mandar as bonitas tirarem selfie lá no inferno,pronto falei.

        Excluir
    12. Ontem Daniele falou em entrevista, que será sua quinta olimpíada. Quer dizer que não terá seletiva nessa bagaça? Pode isso,Arnaldo?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Pior que foi mesmo cara,ela já tá contando com o ovo no fiofó da galinha,parece que ela vive em uma realidade paralela ,sei lá.

        Excluir
      2. Claro que tem uma seletiva. Falta um ano para as olimpíadas. O que ela quis dizer é que se ela for para as olimpíadas será sua quinta participação nos jogos. E, convenhamos, no cenário atual a Daniele tem grande chances de estar na equipe: Jade, Flávia, Rebeca, Dani e Lorrane/Julie

        Excluir
    13. Quanta besteira nesses comentários!

      ResponderExcluir
    14. Vaga garantida pela Georgete. ...kkk madrinha....

      ResponderExcluir
    15. Se Deus quiser as novatas que estão lesionadas voltarão a tempo. Vamos unir forças,pedir ao criador com muita fé.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.