• Lauren Hernandez e Simone Biles vencem US Classic


    As ginastas Laren Hernandez e Simone Biles foram campeãs do US Classic, que aconteceu hoje. Lauren somou 58.450 pontos para o ouro juvenil enquanto Simone Biles somou 62.400 e foi a melhor entre as adultas.

    Na competição juvenil, Ragan Smith e Jazmyn Foberg completaram o pódio. Hernandez teve a maior nota do dia nas assimétricas (15 cravados) e salto (14.900), Ragan foi a melhor no solo (outro 15 cravado) e Foberg foi a melhor na trave com 14.650.

    Na competição adulta, apesar das notas possivelmente infladas, Biles se mostrou imbatível, tanto para competições nacionais como mundiais. A ginasta apresentou séries novas e está com nota de partida acima de 6 pontos em todos os aparelhos. Com acrobacias extremamente difíceis e uma execução que faz parecer que tudo é muito fácil, conseguiu sua nota D mais alta no solo, um 6.9! Biles é extremamente talentosa, parece ter nascido para ser ginasta, e já é um marco na história do esporte.

    A competição marcou o retorno de Alexandra Raisman e Gabby Douglas. Ambas impressionaram muito e terminaram na 2ª e 5ª posições. Raisman apresentou seu amanar no salto, melhorou consideravelmente sua série de paralela, cravou a trave e caiu no solo, numa nova sequência acrobática de duplo twist carpado + mortal. Douglas foi muito consistente e limpa, com notas boas nas assimétricas e solo, série de trave muito sólida (já apresentando a pirueta parada) e um bom yurchenko com dupla pirueta. Outra ginasta do clico passado que tentou o retorno foi Sabrina Vega, campeã mundial por equipes em 2011, que somou apenas 13.200 no solo e 12.500 na trave.

    Na terceira colocação e impressionando com a excelente competição, Maggie Nichols se mostrou como uma forte candidata a uma vaga na equipe que competirá no Mundial de Glasgow. Somou mais de 60 no individual geral, com notas que contribuiriam muito bem para a equipe, incluindo um amanar de 15.800 no salto. Mykayla Skinner, que se recupera da uma lesão no tornozelo e não competiu bem, com quedas na trave e no solo.

    Quem ainda acha que Bailie Key é a maior adversária de Biles no individual geral está enganado: acertando toda a competição, Key ficou na 4ª posição e não ultrapassou os 60 pontos. Brenna Dowell, que abandonou a carreira universitária para se dar uma nova chance na ginástica de elite, pontuou 14.350 nas assimétricas, seu melhor aparelho, e 11.800 na trave. Kyla Ross arriscou sua nova série nas assimétricas e acabou errando. Entretanto, acertou sua trave e conseguiu 14.550, notas duvidosas para sua permanência na equipe. Finalizando, Madison Kocian terminou com a melhor nota do dia nas assimétricas: um inflado 15.600.

    Confira os resultados completos: juvenil e adulto.
    Confira os vídeos da competição: USA Gymnastics

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Charles LeClaire
  • You might also like

    6 comentários:

    1. Fora dos holofotes, algo que me impressionou muito foi o Arabian da Taylor Lawson, incrivelmente alto e bem executado. Sem dúvidas um dos melhores já executados.

      https://www.youtube.com/watch?v=9-CmURAJEz4&index=40

      ResponderExcluir
    2. "Possivelmente infladas". Sei. Se fosse de qualquer outro país, esse possivelmente nunca teria sido escrito. Mas o infladas já é um avanço grande xD

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Inflado é apelido! Nunca que Simone Biles vai tirar mais de 16 no FX em um Mundial, a não ser que ela parta de 7,5 no mínimo. Tumbling excelente, mas saltos de dança extremamente imprecisos e duvidosos, sem falar naquele giro horrendo. O artístico deixou a desejar com relação à série antiga, cuja música era muito melhor. Trave foi OK. Assimétricas com diversos erros de postura, angulações de quadril...15,1 foi beeeem generoso.

        Excluir
    3. Simone Biles:Confiante, consistente e sempre atualizando, se Larissa era favorita na trave no passado, para ser considerada favorita novamente, terá que alem de acerta a serie, dificultar.

      Biles gostou no titulo de campeã mundial na BB, e ira lutar pelo ouro.

      Biles e um talento que foi moldado pelo tempo, pelos erros e acertos. E hoje vem provar que merece todas as medalhas que conquistou e irá conquistar.

      Douglas: Como Amadureceu, acredito que contribuirá muito para os EUA nesse ano, esta de parabéns.

      Raisman, um pouco nervosa devido a todas as atualizações para o mundial que inteligentemente ela já apresentou.

      Agora e treinar e rever o que pode fazer para melhorar, chegando no P&G confiante, acredito que será selecionada para o mundial

      São muitas ginastas boas,P&G será uma competição incrível.

      ResponderExcluir
    4. Jessica Lopez postou uma mensagem em tom de despedida da ginastica.

      "Os Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 foram uma boa maneira para encerrar minha jornada. Obrigado Nilson (técnico) por tudo o que você fez por mim. Estou pronta para o meu próximo capítulo".

      https://twitter.com/TripleTwistGym/status/624561308348739584/photo/1

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.