• Previsão GBB - Jogos Pan-Americanos 2015 - Masculino


    Você tem ideia de quem estará no pódio em Toronto? Tem um ginasta favorito? O GBB fez uma análise dos possíveis campeões masculinos dos Jogos Pan-Americanos. Confira!

    Masculino

    Equipes

    1 - Estados Unidos
    2 - Brasil
    3 - Colômbia

    Os Estados Unidos estão competindo com um time forte nesse Pan. Provavelmente não querem perder o ouro, como aconteceu em 2011, quando levaram uma equipe B e perderam para o Brasil. O Brasil, dessa vez, não conta com Sérgio Sasaki, o que enfraquece um pouco a equipe pensando em uma competição acirrada contra os Estados Unidos, mas não o suficiente para perder para a Colômbia, que ficaria em terceiro. Os colombianos levam a melhor contra a equipe de Porto Rico, que sofre com a perda de Luis Rivera, e Cuba, que, apesar de forte, não é uma equipe que tem com larga experiência de competição, coisa que os colombianos tem de sobra.

    Individual geral

    1 - Manrique Larduet (CUB)
    2 - Donnell Whittenburg (EUA)
    3 - Josimar Calvo (COL)

    Manrique é o grande nome de Cuba na atualidade e, ultimamente, o ginasta mais consistente das Américas. Esteve muito bem em todas as competições que participou e não costuma errar. O mesmo não acontece com Josimar Calvo, que em momentos decisivos sempre erra algum aparelho. Donnell tem o cavalo com alças fraco e numa competição em que ele e Larduet acertem tudo, a opiniã é que Larduet leve a melhor. Os 3 ginastas escolhidos podem conquistar o ouro, e também um outro: o americano Sam Mikulak, que não entra no pódio dessa previsão justamente por sua inconsistência que, provavelmente, o deixará de fora. Provavelmente o melhores ginastas do Brasil nessa final sejam Caio Souza e Lucas Bittencourt.

    Solo

    1 - Steven Legendre (USA)
    2 - Scott Morgan (CAN)
    3 - Arthur Zanetti (BRA)

    Legendre, apesar de substituto de John Orozco, deve ser o solo mais forte dessa competição, lembrando que o ginasta já foi finalista desse aparelho no Mundial. Morgan é muito consistente, e apesar de ter nota de partida um pouco mais baixa, consegue boa execução e consegue notas acima dos 15 pontos. Zanetti, muito seguro e acertando sua melhor série, pode garantir um bronze nesse aparelho. Dois grandes atletas bons de solo não vão competir no Pan: Diego Hypólito e o chileno Tomáz Gonzalez Sepulveda. Caio Souza pode estar na final desse aparelho.

    Cavalo com alças

    1 - Daniel Corral (MEX)
    2 - Marvin Kimble (USA)
    3 - Manrique Larduet (CUB)

    Corral tem excelente limpeza e nota de partida próxima dos 7 pontos. Já foi prata no Mundial e, com certeza, é o melhor ginasta nesse aparelho. Disputa o ouro com Marvin Kimble, americano que também tem boa nota D e execução, sempre acertando sua série. O bronze ficaria com o cubano ou com Josimar Calvo. Calvo tem uma ótima série nesse aparelho (D: 6.5), mas ao mesmo tempo pode nem estar nessa final.

    Argolas

    1 - Arthur Zanetti (BRA)
    2 - Frederico Molinari (ARG)
    3 - Tommy Ramos (PUR)

    Sem dúvidas essa é a chance de Zanetti conquistar o único ouro que ainda não tem. O ginasta é o melhor nesse aparelho nessa competição. Seu adversário será o argentino Molinari, que não sem série para ouro, mas briga pela prata com Tommy Ramos. Tommy esteve na final de argolas dos Jogos de Londres em 2012, mas as últimas séries que apresentou não foram tão boas; fica o respeito de um grande competidor, podendo medalhar nessa final.

    Salto

    1 - Donnell Whittenburg (USA)
    2 - Manrique Larduet (CUB)
    3 - Caio Souza (BRA)

    Donell e Larduet tem saltos com nota de partida 6. O problema é que são dois saltos muito difíceis de acertar. Acertando, não tem como não garantir uma medalha. O bronze ficaria com Caio Souza, que tem um salto de nota de partida  e outro 5.6.

    Paralela

    1 - Jorge Giraldo (COL)
    2 - Manrique Larduet (CUB)
    3 - Josimar Calvo (COL)

    Dobradinha colombiana. Giraldo tem a série mais fácil entre os 3, mas é o mais limpo. Manrique tem a série mais difícil e Josimar sempre pode errar, apesar de ser muito bom de paralela. Esse aparelho é o mais forte da Colômbia na atualidade. Caio Souza, Donnell Whittenburg, Sam Mikulak e Francisco Barreto podem figurar entre os finalistas, todos com chances de medalhas. Provavelmente essa será a final mais disputada da ginástica masculina.

    Barra fixa

    1 - Josimar Calvo (COL)
    2 - Paul Ruggeri (USA)
    3 - Manrique Larduet (CUB)

    Calvo tem tudo para ser campeão mais uma vez, só que precisa tirar uma pedra do seu sapato: Paul Ruggeri também quer mostrar serviço. Entre eles, Calvo leva a melhor, Ruggeri fica com a prata e, pela limpeza, vence o cubano Larduet. Marvin Kimble, Caio Souza, Francisco Barreto, Nicolas Cordoba e Sam Mikulak podem entrar na final desse aparelho com chances de beliscar uma medalha.

    E então, o que achou? Deixe sua análise e opinião nos comentários.

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Divulgação
  • You might also like

    3 comentários:

    1. No solo incluiria o Larduet como forte candidato ao pódio, assim como o Nory, que, pra mim, é melhor que Zanetti nesse aparelho. Nas barras paralelas, a disputa será entre Larduet e Calvo, não acredito que Jorge Giraldo possa duelar com os dois.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. O Nory andou tendo problemas no joelho, não sei como está a série. Zanetti é muito limpo no solo e quase sempre que compete está na final. Sobre a paralela, tanto Larduet como Calvo possuem mais série que Giraldo, mas acredito mais na execução de Giraldo do que na dos outros. Vamos ver.

        Excluir
    2. Que transmissão safada da Record kkkkk Ninguém sabe as notas, ninguém sabe a classificação. Do nada, tiram para outro esporte. Colocam ao vivo e está na reprise. Não por menos a Globo domina esse país, sem chance de reversão.

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.