• Equipe belga se fortalece e aumenta chances de classificação olímpica


    Na última classificatória olímpica, realizada no Evento Teste em Londres em 2012, a equipe belga feminina terminou na 5ª colocação. Na ocasião, as 4 melhores equipes dentre as 8 que competiam se classificavam para as Olimpíadas.

    Numa competição acirrada contra o Brasil - que levou a melhor -, a Bélgica acabou fora das Olimpíadas, fato que levou até a aposentadoria da ginasta Aagje Vanwalleghem. Acabaram por classificar apenas uma ginasta para os Jogos Olímpicos. A escolhida foi Julie Croket, que se lesionou um mês antes da competição e foi substituída por Gaelle Mys.

    No Mundial de 2014 a equipe terminou na 11ª posição e na frente do Brasil. Se repetir o resultado em Glasgow, a equipe se classifica para o Evento Teste no ano que vem, e então as coisas podem ser bem diferentes e melhores do que em 2012.

    O sucesso das juvenis belgas que competiram o EYOF foi notório. A equipe terminou com a prata e com várias medalhas individuais. Dois nomes foram marcantes: Nina Derwael e Axelle Klinckaert. Antes do sucesso no EYOF, Derwael foi campeã individual geral do Flanders International Team Challenge em junho e liderou a equipe ao ouro no mesmo campeonato.

    Ambas são muito talentosas e conseguem boas notas. Axelle é muito expressiva no solo e consegue em torno de 14 pontos nesse aparelho. Derwael tem uma série de barras assimétricas com nota de partida 6.2 e conseguiu 14.800 na final desse aparelho no EYOF. Entretanto, as duas ginastas podem competir na categoria adulta apenas no ano que vem, tornando a chance de classificação real só em 2016.

    Axelle Klinckaert no solo.



    Nina Derwael nas assimétricas.



    O país possui outras ginastas talentosas, como Nathalie Wuytack, que competem na categoria adulta pela primeira vez esse ano, mas a equipe deve ainda contar com as veteranas Laura Waem, Gaelle Mys e Julie Croket para a tarefa de terminar entre as 16 melhores equipes em Glasgow. Classificadas para o Evento Teste, é só contar com a ajuda das duas novas estrelas, estas que contribuirão bastante para a equipe e podem trazer um resultado mais feliz para o país em 2016 do que foi em 2012.

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Divulgação
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.