• Arthur Nory e Lucas Bittencourt fecham o individual geral em 12º e 20º


    Arthur Nory e Lucas Bittencourt finalizaram a participação no individual geral em Glasgow em 12º e 20º respectivamente. Os dois resultados são os melhores das carreiras dos ginastas. Nory já esteve presente numa final individual geral em 2013 e Lucas participa pela primeira vez.

    Nory fez uma nota um pouquinho inferior do que a conquistada na classificatória talvez pelo salto mal aterrissado. Isso não tira o mérito de 3 dias competição seguidas e praticamente sem falhas. Precisa de muito esforço físico e psicológico para que isso aconteça.

    Lucas acabou falhando na paralela e no solo ao passo que aumentou um pouco a nota nos outros aparelhos. A paralela costuma ser um aparelho com grandes notas para o ginasta, que poderia ter tido uma ótima colocação já em sua primeira final. Independente das falhas, Lucas fez um excelente trabalho em Glasgow e pode sair daqui aliviado pela importante ajuda que deu para a equipe.

    Ambos os ginastas estão com postura e linha corporal muito bonitas. A apresentação das séries tem poucos descontos posturais. Quando acertam as séries, as notas de execução são sempre muito boas. Lucas e Nory ainda são novos e não estão no auge do vigor físico de um grande ginasta. Existe ainda muito tempo para treinamento e espaço para upgrades.

    Aumentando a nota de dificuldade, tanto Nory como Lucas não só continuam como aumentam as chances de fazerem finais tão boas como essas. Seguros, confiantes e representando o Brasil com muita dignidade, um lugar no top 10 para eles não aconteceu agora, mas pode sempre ser esperado.

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Ivan Ferreira / Gym Blog Brazil
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.