• 8 campeões no primeiro dia de finais por aparelhos em Glasgow


    Confira os resultados e análise do primeiro dia de finais por aparelhos do Mundial de Glasgow.

    Solo masculino

    Manrique Larduet começou com uma falha grande na aterrissagem do duplo twist esticado. Está com uma série muito difícil, com vários duplos mortais e um bom nível para conquistar uma medalha, mas os erros acabaram por deixá-lo de fora. 14.800.

    Kim Hansol cravou muito bem as primeiras sequências de piruetas, mas acabou falhando e quase teve uma queda na sequência de dupla e meia + dupla de frente. Muito interessante ver um coreano nessa final, dando mais moral para a Coreia do Sul, que ficou fora da final por equipes no ano passado mas conseguiu se classificar esse ano e estará nas Olimpíadas. 14.933.

    O espanhol Zapata esteve bem nas classificatórias e completou sua série tmabém muito bem aqui nessa final com apenas um probleminha na sequência de pirueta e meia + duplo carpado. Finalizou a série com um duplo esticado cravado e conseguiu 15.200.

    Daniel Purvis começou a série balançando a arena empolgada. Impressionante como os fãs britânicos são agitados. Torcida muito parecida com a do Brasil! O ginasta teve um probleminha na aterrissagem da sua primeira acrobacia, um duplo com dupla, mas não teve problemas em cravar quase todo o restante da série. Nota acima de 15 mas não o suficiente para passar Zapata: 15.100.

    Shudi tem uma série bem difícil e com sequência em todas as diagonais. Consegue muita limpeza e velocidade nas russas! Não teve boas chegadas nas acrobacias: o tronco sempre esteve baixo e acabou dando passos pequenas em todas as chegadas. Também não conseguiu ultrapassar Zapata e ficou com 15.166.

    É a vez de Kenzo Shirai, o melhor atleta de solo da atualidade. São muitas sequências e todas muito difíceis. Impressionante Shirai abrir o solo com uma tripla e meia + dupla de frente e fechar com uma quádrupla cravada! Muito difícil alguém conseguir ultrapassar os 16.233 que ele consegue agora.

    Outro britânico e na final e o ginásio quase quebra no meio. Whitlock. Conseguiu 15.700 na final por equipes e pode sair com uma medalha dessa final. Cravou todas as suas passadas, fez uma sequência de flairs extremamente limpa e teve um tronco baixo e passo grande na saída de tripla. Nota 15.566 que deve segurá-lo com a prata.

    Thomas Gonzalez, depois de lidar com algumas lesões no ano passado, volta às finais de solo. Teve problemas já na primeira sequência, chegando com o tronco baixo e quase caindo. Sepulveda tenta ser mais artístico que os outros e isso é um diferencial da sua série que é bem agradável de assistir. Mais um erro na saída de tripla e ficou fora do pódio com 14.733.

    Os medalhistas de solo são:

    1 - Kenzo Shirai (JPN) - 16.233
    2 - Max Whitlock (GBR) - 15.566
    3 - Rayderley Zapata (ESP) - 15.200


    Salto feminino

    Alexa Moreno abre a final de salto com um rudi que teve boa postura, mas uma falha grande na chegada. Tronco baixo, passo largo e acabou saindo do corredor central. Seu segundo salto é um tsukahara com dupla pirueta que tem o mesmo problema. 14.666 + 14.466, média de 14.566.

    Ellie Downie salta um ótimo yurchenko com dupla. Boa altura, pernas coladas e salto grande no fim. Sobra força nesse salto que tem espaço para um amanar! Seu segundo salto é um lopez com as mesmas qualidades e falhas do primeiro. 14.966 + 14.833, média 14.899.

    Hong Un Jong quase crava seu amanar. O salto tem uma ótima postura no ar, pernas muito esticadas e apenas um passinho pequeno no fim. Ótimo cheng como segundo salto, também apenas com um passo pequeno no fim. 15.666 + 15.600, média de 15.633.

    Giulia Steingruber sobra no seu rudi. A ginasta pára a rotação dos giros muito antes de tocar o solo mostrando potencial para homologar uma possível dupla. Depois fez um yurchenko com pirueta e meia e teve uma queda. Pareceu se perder nos giros e chegou girando. Sofreu uma lesão e saiu da arena com ajuda de seu técnico. Deve estar fora da final de solo. 15.500 + 13.633, média 14.566.

    Maria Paseka fez um excelente cheng com uma falha de postura no primeiro voo meio que característico das russas. Todas elas afastam bastante as pernas no yurchenko. Apesar disso, Paseka consegue boas notas em sua melhor fase nesse aparelho. Ela nunca esteve tão bem! 15.666 + 15.700, média de 15.666.

    Wang Yan, talvez por ser muito pequena, não consegue boa altura no segundo voo de seus saltos. Aterrisa bem em seu tsukahara com dupla mas falha muito no rudi. Tem que carpar o corpo para chegar em pé e ainda assim chega com o tronco muito baixo, tendo que dar um passo largo para frente. 15.066 + 14.100, média 14.583.

    O que dizer de Simone Biles? Muita altura no amanar! Ela tem tempo para esperar o salto subir e depois começar a rotação das piruetas. Sobra espaço para homologar uma tripla com certeza! Um lopez muito perfeito mas sem dificuldade para ameaçar o ouro de Paseka. 15.900 + 15.183, média de 15.541.

    Dipa Karmakar fazendo história e conquistando uma vaga para a Índia nessa final já é muito importante. Fez o melhor produnova dos últimos tempos. Chegou baixo mas cravado, o que gerou uma nota de execução baixa mas uma nota final ainda alta. Teve muitos problemas em seu tsukahara com dupla, chegou baixo, deu passos largos e chegou a sair fora do colchão. 15.300 + 14.066, média 14.683.

    As medalhistas de salto são:

    1 - Maria Paseka (RUS) - 15.666
    2 - Hong Un Jong (PRK) - 15.633 - classificada para os Jogos do Rio
    3 - Simone Biles (USA) - 15.541


    Cavalo com alças

    Harutyun Merdinyan, da Armênia, conseguiu uma ótima nota na classificatória e se classificou em segundo. Fez sua série muito bem, que teve o ponto alto quando foi à parada com trocos e voltou para uma sequências de flairs. Alguns probleminhas nas russas nas laterais, quando o corpo passou um pouco abaixo do cavalo. Em busca da vaga olímpica, conquistou 15.500.

    Oleg Verniaiev abriu a série com excelentes lançamentos à parda e muito controle nos giros. A russa em uma alça foi impecável mas teve falha na postura de pernas durante o transporte de russas. Quase errou a saída de troco na parada mas mesmo assim acertou toda a série. Nota: 15.266

    Alex Naddour acabou sendo selecionado para a equipe americana pelo cavalo com alças. que é o piro aparelho dos EUA. Como Verniaiev, também começou a série com lançamentos à parada, mas não foram tão bons quanto o ucraniano. Ótimo spindel e excelente precisão na saída, mas tocou o corpo do cavalo em um momento durante a prova. Conseguiu 15.200.

    Kazuma  Kaya é apontado como melhor "all-arounder" do Japão depois do Uchimura. Se depender do cavalo com alças, pode até passar o campeão, já que tem uma série mais difícil. Fez paradas e trocos durante a série, voltando para os giros muito bem. Ótima postura e saída numa ótima final onde todos, até o momento, acertaram: 15.500.

    Louis Smith começa levantando a torcida. Retornou à equipe Mundial esse ano e faz sua melhor série nessa final. Tem uma série enorme, muito difícil e toda cravada. Vários momentos em uma alça só, vários subidas e descidas e todos os movimentos executados com leveza e perfeição. Apenas Whitlock pode tirar o ouro de Smith, que conseguiu 16.033.

    Vid Higvegi, da Hungria, é o representante húngaro nessa final. Apesar da falta de Krisztian Berki, o ginasta não decepcionou e foi o 6º ginasta a cravar sua série nessa ótima final. Muita postura e uma saída com dois giros na parada foram responsáveis por um 15.366.

    Robert Seligman, estava indo bem, com uma boa velocidade, mas acabou caindo e perdendo suas chances de medalha. Tem a postura boa, o quadril muito aberto, que deixa os giros ainda mais bonitos. Boa saída de tripla russa. Uma pena ser o único ginasta a errar nessa final. 14.433 com queda.

    Max Whitlock chega com a pressão de ganhar de Smith em seu melhor aparelho. Tem muito ritmo na série e nas passagem de paradas de mãos. Apenas um errinho no spindel na lateral do cavalo não foram suficientes para tirarem o ouro de Max: 16.133! Não só foi o melhor como venceu Smith por um décimo! Ouro e prata pra Grã-Bretanha!

    Os medalhistas foram:

    1 - Max Whitlock (GBR) - 16.133
    2 - Louis Smith (GBR) - 16.033
    3 - Harutyn Merdinyan (ARM) - 15.500 - classificado para os Jogos do Rio
    3 - Kazuma Kaya (JPN) - 15.500

    Barras assimétricas

    Shang Chunsong não perdeu nenhum lançamento à parada, todos foram muito bons, mas alguns trocos dessa séries terminaram bem fora da angulação correta. Teve uma saída um pouco baixa e bem próxima do aparelho, sendo esses os descontos mais aparentes da série. Com 14.900 pode ter perdido uma chance de sua primeira medalha individual em um Mundial.

    Sophie Scheder é muito talentosa e esforçada. Acompanhamos os treinos dela aqui no Mundial e estava cravando todas suas rotinas, algo que não se repetiu hoje. Teve uma saída alta e distante da paralela, mas acabou chegando com o tronco baixo e não conseguiu se segurar. Quase caiu e conquistou 14.600. Curiosidade: acertou pela 2ª vez o exercício que pretendia homologar nesse Mundial, um stalder carpado que vai direto para um tkachev carpado.

    Fan Yilin, por pouquinha angulação, perdeu todos os lançamentos à parada mas foi muito bem nos trocos. Tem uma sequência de chow + ginger, ótimo embalo e saída de duplo esticado cravada. Conseguiu 15.366!

    Komova, muito limpa, arrisca uma sequência de giro de sola com pirueta + tkachev carpado, e aumenta a dificuldade de sua série para essa final. Teve apenas os erros de sempre, dobrando um pouco as pernas nos giros, erro que acaba cometendo pela sua estatura. Com ótimo voo nas largadas e na saída, acertou toda a série sem erros grandes, empatando com Yilin e deixando pouco espaço para as próximas concorrentes superarem ambas.

    Gabrielle Douglas fez tudo o que pode na série de hoje. Tavelz essa tenha sido sua melhor série nesse Mundial. Não perdeu nenhum lançamento à parada e fez os trocos da melhor forma possível, mas sua série não tinha dificuldade suficiente para vencer hoje, conquistando 15.133 numa série de 6.4 de dificuldade.

    Madison Kocian começou a série perdendo uma ligação, mas acabou completando o restante muito bem. Kocian tem uma linha muito bonita, a melhor que os Estados Unidos possui hoje, e sua nota final acabou gerando um terceiro empate: 15.366 ao lado de Komova e Yilin.

    Daria Spiridonova teve problemas nos lançamentos à paradas e num meio troco no fim da série que os russos insistem em colocar em quase todas as séries. Não cravou a saída mas acertou toda a rotina, que tem uma dificuldade altíssima. Quarto empate do dia: 15.366 para Spiridonova!

    Ruby Harrold fez a melhor série que podia e não adiantou os britânicos desejarem um quinto empate nessa final porque ela não tem séries para isso. Acabou em 7º lugar com 14.766.

    Quais as chances disso acontecer? O improvável acontece em Glasgow! Mais um dia histórico, onde em apenas um aparelho tivemos 4 campeãs!

    As medalhistas foram:

    1 - Fan Yilin (CHN) - 15.366
    1 - Viktoria Komova (RUS) - 15.366
    1 - Daria Spiridonova (RUS) - 15.366
    1 - Madison Kocian (USA) - 15.366

    Argolas

    Lambertus Van Gelder fixou bastante alguns movimentos enquanto segurou pouco alguns outros. Alguns balanços de cabo durante as paradas no fim da série. Teve um bom momento no cristo invertido, que foi zerado, e na saída cravada que costuma errar. Fez uma série bem melhor que na classificatória e conquistou 15.500. Duvidosa essa banca de argolas desde o começo do Mundial.

    Tirando um pequeno saltinho na saída, Samir ait Said foi muito bem. Uma das melhores séries de sua carreira. Posições muito bem marcadas e pouquíssimo balanço de cabos. 15.633 para o francês.

    Hao You fez uma série monstruosa. Depois de tudo que faz durante a série ainda termina de duplo esticado com dupla pirueta. Toda a linha chinesa numa série tão difícil não podia render algo diferente do que uma nota final de 15.733.

    Eleftherios Petrounias, classificado em primeiro lugar, não foi tão bem hoje. Cravou a saída, manteve bem as posições mas teve muito balanço de cabos no começo da série. Apesar disso, somou 15.800 e conquistou a primeira colocação.

    Donnell Whittenburg passou longe de uma medalha nessa final. Não que não ele não seja um bom atleta nesse aparelho, mas muitos exercícios hoje tiveram uma execução muito fraca. Uma das pranchas teve a angulação de pernas bem abaixo e pensamos no que Zanetti está fazendo fora dessa final. 15.300 para Donnell.

    Outro chinês passa bem, mas com pontuação suficiente apenas para o bronze. Aparentemente não deveria ter passado Samir, mas poucos décimos acabaram separando os dois ginastas. 15.700 para Yang Liu.

    Brandon Wynn, medalhista mundial nesse aparelho, foi o penúltimo ginasta a passar e acertar a série nessa boa final. Ele tem uma saída muito bonita e cravada, consegue abrir o duplo esticado com pirueta antes de chegar no solo. Nota justa e insuficiente pra medalha, 15.600.

    Davtyan Vahagan passa uma série regular. No fim, teve um erro de angulação numa parada de mãos que não conseguiu chegar. Acabou indo para a saída com um pouco de mais de pressa e não cravou. 15.333.

    Os medalhistas nessa final foram:

    1 - Eleftherios Petrounias (GRE) - 15.800 - classificado para os Jogos do Rio
    2 - Hao You(CHN) - 15.733
    3 - Yang Liu (CHN) - 15.700

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Ivan Ferreira / Gym Blog Brazil
  • You might also like

    24 comentários:

    1. Realmente o melhor mundial da história,melhor que muitas olimpíadas.Nunca torci tanto em uma final como a de paralelas hoje,Komova pode ser chorona,má perdedora, pode falar a merda que quiser dela,mais amo ela de paixão, e hoje com certeza foi roubada apesar de levar o ouro.Spiridonova e a chinesa aceito e até achei legal o empate,que foi engraçado e emocionante ao mesmo tempo,mas nem daqui a mil anos vou engolir a americana naquele time dourado,não mereceu e pronto. Paseka linda em todos os sentidos,ela estava fabulosa na hora do seu hino com os olhos marejados,por pouco a coreana não passa,e a Sisi se não quiser ficar com cara de bunda de novo, vai ter que desencantar logo esse Cheng se não vai comer poeira no Rio.

      ResponderExcluir
    2. Será que a simone ainda treina a tripla?

      ResponderExcluir
    3. Todas as finais deveriam ser como essa das barras assimétricas!

      ResponderExcluir
    4. Esse final das barras,foi o pior que ja vi,ou dava a medalha de ouro a chorona e também crítca das robôs,ou ñ dava a ninguem. Agora eu acredito que esse arbitros,são comprados pra inflar notas e botar quem eles querem no pódio.
      Se for assim eles façam o favor de fazer isso pros brasileiros também.

      ResponderExcluir
    5. Sou fã da Simone Biles que esta de parabéns! apresenta o melhor Amanar da atualidade, perdendo apenas para Maroney que talvez não retorne as competições.

      Tenho certeza que Biles não apresentou o Cheng porque ainda não esta segura, prefere adiar a apresentação desse elemento do que executa-lo de qualquer jeito. Só não entendo o porque da mesma não tentar uma TRIPLA,ela tem rotação o suficiente, mas depois de 3 Mundiais mostrando um boa qualidade ginastica acabo entendendo, não querem lesiona-la.

      Komova: Brilhou nas Barras, se redimiu da péssima campanha que fez nesse mundial, tomara que aprenda a se comportar tanto em competição como fora dela, e tomara que a Confederação Americana de Ginastica não a processe por falar tanta asneira, tudo bem que a mesma se desculpou, mas já e uma mulher deve pensar antes de falar inverdades .

      Gabrielle: Brilhou, fez um excelente retorno, sem sombra de duvidas ela tem potencial para vencer Biles.

      Felipe Lopez

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. E por que ela iria se matar numa tripla no salto, se as outras mas chegam perto da pontuação dela no AA? E pra final, como citado acima basta , basta um Cheng pra vencer.

        Excluir
    6. EF mais feliz da vida dos gymfans
      Acho que nunca mais veremos algo igual =)

      ResponderExcluir
    7. Alguém pode me dizer como Komova tira 15.300 numa prova com falhas na qualificação, e na final dificulta a série,e é imensamente melhor na execução,e ainda sim tira 15.366. Estava vendo a hora que dariam 15.600 pra americana

      ResponderExcluir
    8. Se fosse nas Olimpíadas teríamos:
      BRONZE: Spiridonova
      PRATA: Kocian
      OURO: Vitoria KOMOVA

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Kocian nem nesse pódio deveria estar!

        Excluir
      2. Mas eu entendi o que voce quis dizer. Só que no critério olímpico se mesmo tendo como desempate a nota de execução maior e o empate persistir. A ordem de apresentação é o critério, portanto como Kocian veio depois da Komova, ela levaria o ouro e o pódium seria esse:

        Kocian - ouro
        Komova- prata
        Spiridonova bronze

        Desculpe a crítica anterior!

        Excluir
    9. nossa inacreditável essa final de barras assimétricas , quatro ginastas empataram em primeiro lugar. é esse mundial vai entrar pra história , mas todas mereceram esse ouro , umas com séries mais difíceis e outras com séries melhor executada

      ResponderExcluir
    10. palha assada a série da kocian cheia de erros
      https://www.youtube.com/watch?v=OeGcZdnTLpk

      deixe seu deslike no video acima

      ResponderExcluir
    11. Odeio gente que tem antipatia pelas americanas apenas por serem americanas, Yilin,Komova,Spiridonova e Kocian mereceram, e como sempre a Komova foi roubada até ganhando aff.

      ResponderExcluir
    12. Komova falou as besteiras mas no final
      ganhou abraços de Kocian e Douglas que foram simpáticas.

      ResponderExcluir
    13. Kocian com a mesma nota E da Komova?? Em que galáxia?? Os árbitros nem disfarçam mais, isso é escandaloso! Spiridonova e Fan empatadas com a Vika tudo bem, embora eu ache que o ouro deveria ter ido só pra Vika, mas Kocian jamais poderia ter ficado no mesmo grupo.

      Também não gostei de o bronze ter ido para o espanhol no solo: prova suja, péssima postura no ar. Purvis merecia muito mais, mesmo com o erro inicial.

      ResponderExcluir
    14. Francamente, por mais que eu tenha gostado de ver 4 ginastas felizes com suas medalhas de ouro, acho que essa final de paralela tirou um pouco a credibilidade dos juízes. Como é que não conseguiram determinar um centésimo sequer de diferença entre QUATRO provas, avaliando execução e nota de partida? Deve ter batido uma baita preguiça nos jurados. Ainda assim, parabéns às 4 campeãs mundiais, foi uma das melhores finais de barra dos últimos anos.

      ResponderExcluir
    15. Louco para o Mundial chegar á final com a consagração da Biles como maior campeã dos mundiais. e aguardando ela no brasil em 2016 com sua incrível simpatia e ao lado dos "secadores brasileiros" vendo-a lacrar de vez esse que tem tudo para ser o maior ciclo olímpico de uma ginasta.

      ResponderExcluir
    16. Louco para o Mundial chegar á final com a consagração da Biles como maior campeã dos mundiais. e aguardando ela no brasil em 2016 com sua incrível simpatia e ao lado dos "secadores brasileiros" vendo-a lacrar de vez esse que tem tudo para ser o maior ciclo olímpicode uma ginasta.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. A maior campeã dos mundiais ainda é Larissa Latynina!

        Excluir
    17. Oii alguém pode me dizer quais foram os comentários da Komova? Não uso as redes sociais. Fiquei curiosa. Obrigada. Cobertura espetacular. Parabén. Lay

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ela postou no tudo no VKontakte, uma rede social russa. Ela insinuou que as americanas usam esteróides e hormônios e também disse que as britânicas tiveram sorte na final por equipes. Ela foi bastante criticada pelos outros usuários, apagou os comentários e postou dois pedidos de desculpas às americanas, No primeiro dia das finais por aparelho ela se desculpou pessoalmente, durante os treinos.

        Excluir
      2. Sobre as americanas, foi mais um papelão da nossa Vika, que ainda precisa aprender a competir... quanto às inglesas, eu vejo o quanto cresceram e evoluíram, e não precisaram de sorte, pois a Rússia tava muito azarada e não merecia o terceiro lugar...

        Excluir
    18. Não consegui acompanhar... o que a Vika, que eu adoro e odeio, disse ????

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.