• Flávia e Daniele passam bem pelas classificatórias e estão nas finais em Baku


    Flávia Saraiva e Daniele Hypólito terminaram hoje a competição classificatória em Baku e o Brasil será representado em todas as finais femininas. No salto, Daniele se classificou em 3º lugar com 13.850. Nas assimétricas, Flávia se classificou em 2º lugar com 13.850 e Daniele se classificou em 3º com 13.400. Nas finais de trave e solo, Flávia se classificou em primeiro em ambos, com 15.150 na trave e 13.800 no solo.

    Daniele não apresentou novidades no salto, competindo com saltos simples. Nas assimétricas, entretanto, fez sua série nova que agora tem duas largadas. Mesmo com descontos grandes na oitava com pirueta e na saída, finalizou com 13.400 e pode aumentar a nota na final. Daniel ainda competiu na trave, quando também tentou realizar um upgrade na sua série, uma entrada de layout seguida de outro layout (que bonifica em 0.2), mas acabou tendo uma queda nessa sequência e também no mortal esticado e acabou fora da final.

    Flávia também fez duas estreias nessa Copa do Mundo: competiu com série nova na paralela, que contém mais uma largada, um jaeger carpado que pode evoluir para um esticado. Pode melhor muito sua nota, que contém vários errinhos de execução nos lançamentos à parada. Na trave, apresentou sua série atual que tem potencial para atingir os 6.9 de nota D. Nessa competição, conseguiu 6.5; de todas as ligações que apresentou, a mais duvidosa foi a do salto sissone seguido após o mortal esticado, que provavelmente não foi considerada. No solo, apresentou uma coreografia nova e muito dinâmica. A nota D deveria ter sido de 5.6, mas a ginasta só conseguiu 5.4. A série atual não perde em nada no quesito artisticidade se comparada à outra.

    Confira as séries de Flávia Saraiva na competição.

    Assimétricas



    Trave

    As possibilidades de Flávia alcançar a nota D de 6.9 estão em todas as ligações consideradas. Nessa série, Flávia teve as seguintes sequências consideradas: layout + layout (0.2); rondada + mortal esticado considerada (0.1); sequência de aerials (0.3). Considerando as sequências de mortal esticado + sissone (0.1), cortada em arco + salto anel (0.2) e mortal pra frente + wolf jump (0.1), Flávia pode chegar em sua D mais alta. Considerando a excelente execução que possui em um dia de acertos, Flávia tem chances de conquistar uma final olímpica nesse aparelho.



    Solo

    Flávia poderia ter alcançado a nota D de 5.6 se os juízes não tivessem rebaixado um salto de valor D (provavelmente o cadete com pirueta) e se tivesse o seu giro em attitude de valor B considerado. Nessa série, Flávia contou com dois saltos C, um salto D e um exercício de valor A.



    As finais serão transmitidas online amanhã, a partir das 6h, no link http://www.idmantv.az/canli/idman-canli-yayim.htm . Acompanhem!

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Ivan Ferreira / Gym Blog Brazil
  • You might also like

    5 comentários:

    1. Infelizmente algumas ligações da serie da Flavia não foram reformuladas, a seria continua dependendo das ligações para ter um nota D alta, o que podemos fazer e torcer pra ela sempre estar tranquila nesse aparelho, mas acho difícil. O evento teste e as olimpíadas estão muito próximos não há mais o que fazer.

      Mateus Almeida

      ResponderExcluir
    2. A Flávia não pareceu muito contente em nenhum dessa competição. Boa sorte para elas nas finais!

      ResponderExcluir
    3. No comentário:

      Flávia poderia ter alcançado a nota D de 5.6 se os juízes não tivessem rebaixado um salto de valor D (provavelmente o cadete com pirueta) e se tivesse o seu giro em attitude de valor B considerado. Nessa série, Flávia contou com um salto dois saltos C e um exercício de valor A.

      Discordo, na verdade houve 3 saltos C e o giro B; acrobáticos: E, D,D,D; ligações: 0.1
      DScore: 5.4

      ResponderExcluir
    4. Por isso tem vários juízes julgando, porque nem sempre os olhares são iguais. Continuo mantendo a minha opinião e acho que foi mais fácil desconsiderar o giro em attitude porque quando a perna passou atrás estava abaixo dos 90 graus, dando espaço para ser rebaixado para um giro simples e de valor A.

      ResponderExcluir
    5. Flávia é limpa. Prefiro que não arrisque para não acontecer o fenômeno Daiane dos Santos que fazia a maior dificuldade só que a nota E era baixíssima

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.