• Brasil conquista prata na Itália e bronze na Alemanha!


    As equipe brasileiras masculina e feminina competiram hoje em diferentes competições. No feminino, terminaram com a prata no Troffeo Cittá di Jesolo, enquanto no masculino terminaram com o bronze no DTB Team Challenge.

    Na competição feminina, o Brasil não foi muito bem no solo e trave, com notas baixas de Daniele Hypólito nesses dois primeiros aparelhos. No salto, fora Flávia Saraiva - que saltou um yurchenko com dupla - e Daniele - que saltou um yurchenko com pirueta e meia -, todos as outras saltaram yurchenko com pirueta simples.

    A prata parecia distante e, inacreditavelmente, o Brasil compensou os erros anteriores e os saltos simplificados nas barras assimétricas. Nas barras, que já foi o pior aparelho do Brasil, foi onde as meninas conseguiram o segundo maior somatório do dia: 57,200. A equipe teve 3 notas acima dos 14 pontos, algo inédito para o Brasil em competições internacionais desde 2009. A evolução comparada ao Mundial do ano passado foi excepcional: tiraram 51,966 em Glasgow contra 57,200 de hoje, mais de 5 pontos de diferença. Podemos afirmar que o Brasil tem paralela!

    Flávia Saraiva foi a melhor ginasta em ação hoje e conseguiu 58,400 no individual geral, contando nenhuma nota abaixo de 14 pontos no somatório. Jade Barbosa também foi muito firme, apresentou upgrades no solo (flic sem mãos + tsukahara grupado) e ótimas séries na trave e assimétricas. Lorrane não competiu e Rebeca Andrade está caminhando para voltar aos 100% nos outros aparelhos, porque nas assimétricas ela já está como antes.

    Na competição masculina, o Brasil, que havia se classificado em 2º para a final, caiu uma colocação. Entretanto, o mais importante para o Brasil hoje foi a evolução de Sérgio Sasaki, que foi incrível. Depois do susto de ontem, quando tirou notas muito baixas para seu potencial, Sasaki competiu melhor. Ontem não teve nenhuma nota cima de 14 e hoje não teve nenhuma nota abaixo de 14. Confira a evolução do ginasta:

    Cavalo com alças - 13,600 para 14,966
    Paralela - 13,800 para 14,666

    Barra fixa - 13,050 para 14,833.

    Essas são as notas que esperávamos ontem. Passado o susto, é muito bom saber que Sasaki está realmente bem e quase pronto para o individual geral. No somatório final, a equipe conseguiu 175,428, ficando atrás da Ucrânia, que somou 176,762, e da Grã-Bretanha, que somou 177,228. Outro destaque do Brasil na competição foi Arthur Nory, que conseguiu a melhor nota na barra fixa (15,300) e no solo (15,266).

    Ainda em Stuttgart, aconteceu hoje a competição individual geral feminina da Copa do Mundo de Ginástica, tendo a alemã Sophie Schedder como campeã. A prata ficou com com a canadense Isabela Onyhsko e o bronze com a americana Amelia Hundley. Acontecerá amanhã a final individual geral masculina, com a participação de Caio Souza, e a final por equipes feminina, tudo a partir das 08 da manhã.

    O Trofeo Cittá di Jesolo continua amanhã com as finais por aparelhos a partir das 11:30.

    Resultados

    DTB Cup - Final individual geral feminina - Final por equipes masculina
    Trofeo Cittá di Jesolo - Os resultados encontram-se disponíveis na nossa página no Facebook.

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Ivan Ferreira / Gym Blog Brazil
  • You might also like

    2 comentários:

    1. Vídeos do DTB Cup Challenge:
      https://www.youtube.com/user/Turnmaus00/videos
      https://www.youtube.com/user/STB1848/videos

      ResponderExcluir
    2. Flávia foi incrível. Vai que tua, flavinha. Eu acredito!
      Claro, as outras meninas também estão de parabéns com destaque para Rebeca e Jade, pois jadeu é o...
      PS: Thauany também está lesionada? Armaria...

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.