• Campeões europeus 2016 - Análise e resultados


    Finalizou ontem as finais por aparelhos do Campeonato Europeu 2016. A pouco mais de 2 meses do início dos Jogos Olímpicos, conheça os campeões europeus e quem pode brilhar no Rio.

    Solo

    1 - Nikita Nagornyy (RUS) - 15,566
    2 - Marian Dragulescu (ROU) - 15,333
    3 - Alexander Shatilov (ISR) - 15,300

    A final surpreendeu tendo como campeão o russo Nagornyy, que talvez nem tinha sido cotado como um dos possíveis candidatos ao ouro, ao passo que Denis Ablyazin, favorito, nem competiu nessa final. Marian Dragulescu conquistou uma prata que é um ótimo resultado para ele, que voltou a competir pouco antes do Mundial de Glasgow em outubro do ano passado. Fora do pódio a algum tempo, Shatilov, que já foi figura marcada nas finais desse aparelho, retorna aos primeiros lugares. Essa final mostrou que o pódio olímpico desse aparelho, excluindo-se o japonês Kenzo Shirai, esteja em aberto e com condições igualitárias para os demais ginastas na conquista da prata e bronze.

    Cavalo com alças
    1 - Harutyun Merdinyan (ARM) - 15,366
    2 - David Belyavskiy (RUS) - 15,233
    3 - Christian Baumann (SUI) - 14,900

    Todos os favoritos ao ouro nessa final erraram, principalmente o britânico Louis Smith, que talvez tenha perdido nessa final sua chance de equipe olímpica nos Jogos do Rio. Ao passo que os favoritos erraram, os ginastas que acertaram suas série se deram bem, principalmente o suíço Christian Baumman, que foi o mais limpo da final e pode ser que não tenha pensado na possibilidade de conquistar um bronze nessa final. é provável que, dentre esses, apenas o armeno Merdinyan esteja na final olímpica.

    Argolas

    1 - Eleftherios Petrounias (GRE) - 15,866
    2 - Vahagn Davtyan (ARM) - 15,633
    2 - Denis Ablyazin (RUS) - 15,633

    Campeão mundial no ano passado, Petrounias repetiu o feito no europeu. Sem dúvidas, o grego é o ginasta a ser batido atualmente. Petrounias está no momento dele e deve aproveitar ao máximo. É bem provável que chegue na final olímpica como primeiro classificado e principal favorito ao ouro, com grandes chances de consegui-lo. Davtyan e Ablyazin, empatados com a prata, mostraram que essa final foi, como sempre, muito disputada, algo que não será diferente aqui a 2 meses.

    Salto

    1 - Oleg Verniaiev (UKR) - 15,399
    2 - Artur Davtyan (ARM) - 15,316
    2 - Marian Dragulescu (ROU) - 15,316

    Com um dragulescu e uma tripla muito bem executados, Verniaiev leva chances de final e medalha em mais um aparelho nos Jogos Olímpicos. Além da paralela, onde ele é o grande favorito, o ucraniano se firma como forte candidato à medalha também no salto. Ao lado de Dragulescu, que já está executando dois saltos muito fortes e também dignos de final olímpica, ficou Davtyan também com a prata. O ginasta está com uma das execuções mais limpas nesse aparelho, sendo apenas necessário focar nas suas chegadas para um bom resultado.

    Paralela

    1 - David Belyavskiy (RUS) - 16,033
    2 - Oleg Verniaiev (UKR) - 15,716
    3 - Marcel Nguyen (GER) - 15,566

    Com erros nos trocos e, principalmente, na oitava à parada para um barrote, Verniaiev perdeu o título de campeão europeu para o russo Belyavskiy, que pode ter feito uma das melhores séries da sua carreira. Com muito controle nas paradas uma saída cravada, Belyavskiy mereceu cada décimo da execução 9,133 dada pelos juízes nessa final. Dono da série mais difícil da final, Nguyen também teve problemas na oitava à parada para um barrote e outro erro grande de execução no giro gigante com pirueta. Para conquistar uma vaga na final olímpica precisa trabalhar melhor na execução da sua série, que é bem difícil e conta com uma saída de tsukahara na lateral do aparelho.

    Barra fixa

    1 - Nile Wilson (GBR) - 15,300
    2 - Kristian Thomas (GBR) - 15,000
    3 - David Belyavskiy (RUS) - 14,941

    Essa não foi a final mais difícil do campeonato. A ausência dos holandeses e alemães nessa final deixou o caminho muito mais fácil para os medalhistas britânicos, que graças a essa final terminaram a competição com duas medalhas. O resultado obtido por Wilson e Thomas, apesar de não ser bom o suficiente para uma medalha individual num Mundial ou Jogos Olímpicos, é bastante expressivo para a equipe britânica que, ao lado das argolas, tem a barra fixa como ponto fraco da equipe. O bronze conquistado por Belyavskiy veio acrescentar mais peso ao pescoço: com um ouro, uma prata e um bronze, foi o ginasta mais condecorado do europeu esse ano.

    Confira: Resultados completos e vídeos.

    As competições femininas do Campeonato Europeu começam dia 01 com as classificatórias e final por equipes juvenis.

    Post de Cedrick Willian
    Foto: UEG
  • You might also like

    Um comentário:

    1. Gosto muito do Dragulescu, mas ele não deveria ter subido ao pódio no solo. Incrível que os árbitros tenham visto apenas 0,133 de diferença entre a ótima série do Nagornyy (8,766 de execução) e a série capenga do Dragulescu (8,633 de execução)...

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.