• Dezesseis anos depois, equipe russa volta ao pódio olímpico


    Depois de dezesseis anos fora do pódio olímpico por equipes, a equipe masculina da Rússia conquistou a prata ontem, cotando com ginastas estreantes e talentosos. Conduzidos por Alexei Nemov, a última vez que a equipe masculina da Rússia conquistou uma medalha por equipes foi nos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000, terminando com o bronze.

    Durante a final por equipes, os russos mostraram beleza técnica e um pouco da glória do passado. Quem estava acostumado com erros em momentos importantes, algo atualmente comum nessa equipe, ontem pode desfrutar de ótimas apresentações. A equipe foi a única a passar sem quedas nessa final, conseguindo finalizar todas as séries sem grandes erros. As menores notas da equipe foram um 14,166 de Nicolai Kuksenkov na barra fixa e um 14,666 de David Belyavskiy no solo.

    David Belyavskiy ainda mostrou muita segurança em todos os aparelhos que competiu (só não passou pelas argola), se mostrando confiante e sério candidato ao pódio na final do individual geral. Dennis Ablyazin também foi excelente nas argolas e no salto, finais onde também estará presente concorrendo por medalhas.

    A equipe do Japão errou mas, mesmo assim, liderou a final com muita folga. Fizeram uma competição espetacular no solo, que contou com um 16,166 de Kenzo Shirai. O ginasta teve um erro na fase classificatória e mesmo assim conseguiu se classificar para a final com 15,333, continuando a ser o favorito ao ouro. Kohei Uchimura passou por todos os aparelhos e somou mais de 91 pontos no individual geral, final que também é o principal favorito.

    Liderando as finais por equipes durante muitos anos, a equipe chinesa parece agora ser freguesa do Japão. A situação foi inversa durante muito tempo, e o ouro olímpico por equipes foi a medalha mais almejada dos japoneses. A equipe chinesa teve uma queda significativa na qualidade das apresentações de barra fixa e cavalo com alças. Principalmente nesse segundo aparelho, tinham séries melhores e pontuavam bem, conseguindo medalhistas importantes com muita frequência. Na equipe olímpica não está presente o chinês promissor Wang Hao, que pontua mais de 16 nesse aparelho e poderia até ser medalhista olímpico na final. Talvez não ter incluído o ginasta na equipe tenha sido um erro.

    Os americanos estava bem em suas séries e almejar uma medalha não era um sonho muito distante. Entretanto, os vários erros que tiveram não puderam ser superados pelo restante das boas apresentações, algo que o Japão fez com muita facilidade. Os britânicos, medalhistas de bronze em Londres, também erraram e acabaram não conseguindo superar o resultado inédito que tiveram nos Jogos que competiram em casa.

    Rumores de que o ginasta ucraniano Maksym Semiankiv, que competiria nessa final, estava doente e hospitalizado; por isso a Ucrânia não completou suas apresentações em quatro aparelhos: solo, argolas, paralela e barra fixa. Dado o fato, poderiam ter cedido à vaga para a equipe da Suíça, que teria lutado ponto a ponto por uma boa colocação.

    Fica a dúvida se a Rússia deveria ter sido banida ou não dos Jogos Olímpicos. Entre os ginastas que integram a seleção russa, Nikolai Kuksenkov esteve afastado do Campeonato Europeu por ter sido pego em doping. A decisão da FIG foi favorável a eles e, independente desses problemas que permearam o esporte russo, fizeram uma ótima competição.

    Resultados completos aqui.

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Divulgação Rio 2016
  • You might also like

    2 comentários:

    1. A disputas da ginástica masculina estão mais emocionantes e competitivas enquanto a feminina está um saco as americanas ganham tudo não tem mais graça alguma, antes de começar um campeonato você já sabe que elas vão vencer não perco nem mais tempo com a ginástica feminina.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Concordo tá muito chata a Ginástica feminina,sem falar que a transmissão desses jogos está deixando muito a desejar em matéria de resultados parciais e a própria transmissão em si.

        Excluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.