• Recuperada, Daiane defende seleção permanente no Rio antes de Londres-2012



    Os últimos anos não foram os melhores para Daiane dos Santos. Lesões seguidas, suspensão por doping e saída da seleção brasileira. Mas agora a ex-campeã do mundo se diz pronta para dar a volta por cima. Recuperada dos problemas, a atleta gaúcha se prepara para encerrar a carreira em grande estilo nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Para isso, ela defende a volta da base da seleção permanente e aceita até se transferir para o Rio de Janeiro.

    Desde os Jogos Olímpicos de 2008, Daiane lidou com uma série lesões e cirurgia no joelho. Não bastassem os problemas físicos, ela encarou uma suspensão de cinco meses, pois foi flagrada no exame antidoping com a substância diurética furosemida, administrada em um tratamento estético.

    “É sempre difícil ficar afastada, mas não poderia estar mais motivada. Estou treinando bastante e completamente recuperada. Desde o dia 17 de janeiro já estou trabalhando forte no Pinheiros. Foram dois anos longe e um ano e meio sem treinar. Mas aproveitei esse tempo para estabilizar todos os meus problemas”, afirmou o ginasta em entrevista.

    Agora, Daiane dos Santos luta contra o tempo para voltar a integrar a seleção brasileira. Ela já entrou com um pedido de avaliação na Confederação Brasileira de Ginástica e esta à espera da data a ser definida pela CBG. A intenção da atleta é impressionar a comissão técnica para não ficar fora do Campeonato Mundial, em outubro, no Japão.

    E se depender da confiança de Daiane, ele dificilmente ficará fora da equipe nacional. “Vou voltar, tenho que voltar, não tem como isso não acontecer... Mas agora é só esperar e continuar treinando. Não sei quando vou ser convocada para fazer a apresentação”, completou.

    Atualmente, Daiane continua com os treinamentos no Esporte Clube Pinheiros. Mas apesar de estar bem adaptada a São Paulo, a ginasta já se prepara para a possibilidade do retorno da base da seleção brasileira permanente. Ao invés de Curitiba, a nova casa do time verde-amarelo seria no Rio de Janeiro, o que agrada Daiane.

    “Ainda não sei se isso vai acontecer, mas seria algo muito bom para todas as meninas. É muito legal fazer um trabalho conjunto. Hoje, adoro morar em São Paulo e estou muito feliz no Pinheiros. Mas meu foco está nas Olimpíadas. Se for o melhor para a seleção, vou para o Rio. Não teria problema nenhum morar lá um ano e meio [até os Jogos de Londres]”, ressaltou.

    Enquanto isso, Daiane trabalha a nova série de solo de olho nas Olimpíadas. A gaúcha aposentou a música “Brasileirinho” para utilizar uma salsa em sua apresentação. “Estou fazendo de tudo para voltar à velha forma e não poderia estar com mais motivação”, completou.

    Para assistir á uma entrevista de Daiane no SporTV, clique aqui.

    Fonte: Uol e SporTV
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.