• Ana Sofia Gomez segue focada nos Jogos Olímpicos



    Como parte de sua preparação para os Jogos Olímpicos de Londres, a ginasta da Guatemala, Ana Sofia Gomes, começa no dia 15 de março um tour pelos Estados Unidos e Romênia, juntamente com seus treinadores Adrian e Elena Boboc.

    O atleta irá visitar as cidades de Boston e Dallas, onde ela treinará com as atletas membros da equipe norte-americanas, Alicia Sacramone e Alexandra Raisman. Em seguida, seguirá para a Romênia, onde treinará por um mês com a seleção do país.

    O propósito da viagem para essas cidades é que Ana Sofia aumente o grau de dificuldade e melhore as séries. O treinamento começará com um acampamento em Dallas, no Texas, depois em Boston e, em seguida, na Romênia, onde vai treinar com a seleção para completar o ciclo em Londres, onde ela ficará um mês antes do início das Olimpíadas, no dia 27 de julho.

    Fonte: gimnasialatina.com
  • You might also like

    6 comentários:

    1. Dificultar mais?? Ela já faz back flip + pirueta grupada na trave, sai de dupla e meia, tem dificuldade no solo e na barra!

      Olha, pra uma ginasta da pequena Guatemala ter mais dificuldade que as brasileiras, treinadas desde 2001, por uma equipe respeitável...vou te contar, viu. Vou torcer por ela, sinceramente.

      ResponderExcluir
    2. Ela tem mesmo traços muitos romenos...
      Back Flip + Pirueta Grupada na trave... Isso é realmente romeno! E concordo com a Rê Cardin, as menores notas dela são na paralela e solo, e é que ela já tem 5.700 de nota D no solo, mas sua nota E é muito baixa na UB e FX.
      E ainda vai treinar com Sacramone! Com certeza vai aperfeiçoar sua dupla pirueta no salto, ou quem sabe ela não salta Amanar! O.O' não sei
      Mas também torço por ela... mas não devo dixar de lado as brasileiras né? Elas precisam de todo apoio possível (Y)

      ResponderExcluir
    3. to torcendo muito pra ela vir com tudo em londres quem sabe ate pegar uma final AA.

      ResponderExcluir
    4. As guatemaltecas me lembram as romenas na técnica... Mas não poderia ser diferente, né?! Elas vivem competindo na Romênia! A diferença é que a Romênia tem um monte de ginastas que treinam com os melhores treinadores dos melhores grupos de treinamento do país e mesmo assim custa pra aparecer uma novinha (a Sofia já faz muito do que apresenta desde 2009) que seja assim tão "brilhante", com capacidade de saltar dupla, fazer duas largadas nas barras, pirueta na trave e passadas E no solo com tanta "facilidade". Na Guatemala ainda tem Mónica Yool, Adriana Ruano e Alexa Franco, todas com bom nível e da mesma faixa etária (94-95). O que não deixava a Guatemala ter uma equipe ainda era o número de ginastas nas seleções; 4 apenas adultas e de maior nível. Pro Pré-Panamericano, Alexa se machucou e a equipe competiu individualmente. Fora elas, existem meninas na seleção de 97 pra baixo, mas sem experiência internacional muito significativa. Uma pena! Um país com seu potencial, mesmo pequeno e sem tradição, tentando correr atrás de mais reconhecimento e conquistas... Ainda precisa bastante de massificação e técnica interna de melhor qualidade e acessibilidade.

      ResponderExcluir
    5. As guatemaltecas são treinadas por um casal de técnicos romenos!

      ResponderExcluir
    6. Sim, mas isso não é novidade, Igor, pelo menos pra mim...

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.