• Você conhece Tim Erwin?


    Tim Erwin foi uma surpresa que a viagem para o Arnold Classic me reservou. Além de ter estado com Nilson Savage e sua esposa Crystal Savage, Svetlana Boguinskaya, Jessica Lopez e Oksana Chusovitina, tive o prazer de conhecer Tim Erwin.

    Até então eu não me lembrava dele. Aí começamos a conversar... E ele disse que era diretor do Houston Gymnastics Center. Então fui lembrando de ler o nome dele em algumas notícias, principalmente as relacionadas ao Houston National Invitational. Conversamos muito, e ele não é nada menos que um treinador excelente e muito simpático! Espero ter o prazer de um dia encontrá-lo novamente.Tentarei resumir o currículo dele.

    Tim foi treinador e direciona ginástica há mais de 30 anos. Ele treinou muitos dos maiores ginastas juvenis classificados nos Estados Unidos, incluindo Stephen McCain, que mais tarde foi membro da equipe olímpica masculina que competiu nos Jogos de Sidney. 


    Além disso, tem viajado como representante da Federação Americana de Ginástica. Ele fez parte da Equipe de Treinadores Nacionais Juvenis (6 anos), foi Membro da Comissão Olímpica Juvenil (3 anos), e atualmente é membro do Comitê de Ginástica do Texas, na função de tesoureiro.

    Tim é ex-ginasta e competiu em campeonatos estaduais em Illinois. Ele é diretor e promove o campeonato Houston National Invitational há 17 anos. Agora ele não atua mais como treinador: ele desenvolve programas de treinamento e treina treinadores. Ou seja, ele é muito bom!

    No final da nossa conversa, Tim me presenteou com uma camiseta do campeonato. Tirei uma foto e vou postar aqui para vocês verem.


    Aproveitando que o assunto é "presentes", também vou postar a foto da mochila que John Geddert (treinador da Jordyn Wieber) me deu quando entrevistei ele no começo de 2012.


    São bem simpáticos os americanos, não?
  • You might also like

    4 comentários:

    1. Lindo vc, Cedrick! Poste mais foto suas, hahaha

      ResponderExcluir
    2. Agora entendi pq cedrick fala tão bem da ginástica americana.

      ResponderExcluir
    3. Apresentar uma sequência acrobática deixou de ser uma exigência? Nem Iordache, nem Streingruber e nem Ferlito apresentam sequências acrobáticas em suas séries no FX TF do Europeu, e mesmo assim ficaram com notas D altas e com séries muito boas, se elas executassem pelo menos um mortal ao passo + mortal, elas já ganhariam o 0,5 de exigência e ficariam respectivamente com nota D: 6,6; 6,5 e 6,1?

      ResponderExcluir
    4. boa reportagem...e fiu fiu!

      ResponderExcluir

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.