• Bravo, Canadá!



    Duas competições importantes nesse fim de semana passado: Wild Rose International, no feminino, e Shewfelt Gymnastics Festival, no masculino. O melhor de tudo (e ao mesmo tempo inesperado) foi a participação excelente da equipe do Canadá. Tudo bem que o título do individudal geral em ambas as competições foram conquistados por chineses; Liu Rongbing venceu o torneio masculino com um total de 87.40 e Shang Chunsong venceu o torneio feminino com um total de 55.55. Mas o que me levou a escrever esse texto foi a participação do Canadá, falando de um modo geral. O país se mostra bem consistente. Não tem as melhores notas (nem tantas dificuldades) mas anda apresentando uma segurança muito boa na hora da pressão. Essa segurança e consistência levaram os times ao topo da competição por equipes: no feminino as canadenses (lideradas por Sabrina Gill) ganharam com um total de 108.200 contra 102.900 da equipe chinesa (lideradas por Jiang Yuyuan): quase 6 pontos de diferença; já no masculino os canadenses (liderados por Casey Sandy) venceram com um total de 258.600 contra 254.650 dos chineses (liderados por Liu Rongbing): quase 4 pontos de diferença. A grande decepção da equipe chinesa, nos dois campeonatos, foram as apresentações da chinesa Jiang Yuyuan, que marcou um péssimo 11.950 nas barras e um 11.850 na trave. Além disso, ela conseguir marcar apenas 13.400 num yurchenko com dupla pirueta. Nas finais da competição masculina, a China, que é tão acostumada com o brilho dourado, teve que se contentar com apenas uma medalha de ouro do ginasta Liu Rongbing no cavalo com alças. Os Estados Unidos conquistaram dois ouros e o Canadá terminou a competição com 3. Bravo, Canadá!
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.