• Brasil se classifica em 2º para a final do DTB Team Challenge


    O Brasil competiu hoje nas classificatórias do DTB Team Challenge e se classificou para a final por equipes na segunda colocação com 258,050. A equipe ficou atrás somente dos britânicos, que somaram 262,250.

    Os únicos ginastas que competiram no individual geral foram Francisco Barreto e Petrix Barbosa, com destaque para Francisco que contou todas as suas notas para a equipe e foi o melhor na paralela, com 14,850. Arthur Nory competiu em todos os aparelhos, exceto paralela, e foi o melhor no solo, salto e barra fixa, além de pontuar para a equipe no restante.

    Lucas Bittencourt teve uma participação mediana, ainda não conseguindo notas tão boas quanto no Mundial, mas mesmo assim pontuando para a equipe. Lucas precisava de um destaque maior em pelo menos um aparelho para entrar numa disputa mais forte para fazer parte da equipe dos Jogos Olímpicos.

    A volta de Sérgio Sasaki às competições não foi a melhor. O ginasta competiu apenas em 3 aparelhos e não conseguiu passar dos 14 pontos em nenhum deles. Conseguiu 13,600 no cavalo com alças, 13,800 na paralela e 13,050 na barra fixa. Resta saber como Sasaki irá se portar na final, que acontece amanhã às 11:30.

    Sasaki ainda tem o Evento Teste pela frente, onde representará o Brasil ao lado de Arthur Zanetti. Ainda faltam 5 meses de hoje até os Jogos do Rio, mas a situação é um pouco alarmante. Mesmo voltando de lesões, os aparelhos que competiu hoje provavelmente foram os que mais treinou durante esse tempo de recuperação, e a expectativa era de que estivesse pontuando melhor.

    A competição continua amanhã, com a final por equipes, e no domingo, com a competição individual geral, onde o Brasil será representado por Caio Souza. Essa será uma ótima oportunidade para saber como Caio se encontra, visto que competiu o Mundial de Glasgow lesionado e teve uma performance aquém da demonstrada no Pan de Toronto, quando pontuou quase 89 pontos e foi quarto colocado no individual geral.

    A competição também aconteceu no feminino, sem a participação do Brasil, que se encontra na Itália para disputar o Trofeo Cittá di Jesolo. A equipe que melhor se classificou hoje foi a da Rússia, com 169,450, deixando as alemãs donas da casa em segundo, com 165,400. Destaque para Daria Spiridonova, que teve a nota mais alta da competição, um 15,650 nas barras assimétricas. 

    Resultados completos.

    Post de Cedrick Willian

    Foto: Ivan Ferreira / Gym Blog Brazil
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.